Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O PS merece ter maioria absoluta nas eleições legislativas?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 218 Director: Mário Lopes Sexta, 20 de Setembro de 2019
Ourém
Câmara aprova projetos de unidades de saúde de Alburitel, Olival e Sobral
Os projetos de execução das Unidades de Cuidados de Saúde de Alburitel, Olival e Sobral foram aprovados por unanimidade na reunião de Câmara de 21 de janeiro. Estes projetos representam um investimento superior a 735 mil euros e são uma ambição antiga das populações em causa. Importa referir que os projetos de execução das Unidades de Cuidados de Saúde dispõem de pareceres favoráveis da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e da Associação Nacional de Proteção Civil, garantindo o cumprimento das normas regulamentares aplicáveis.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Maioria entra em funções a 1 de fevereiro
ARS de Lisboa e Vale do Tejo reforça centros
de saúde com 35 novos médicos de família
São 35 os novos médicos de família que vão reforçar os Cuidados de Saúde Primários da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT). A colocação destes profissionais deriva do concurso lançado no final de 2018 e vai permitir que, até ao final de março, cerca de 60.000 utentes da Região ganhem médico de família.Todos os 26 clínicos que terminaram a 2ª época do Internado da Especialidade de Medicina Geral e Familiar na ARSLVT e participaram neste concurso permaneceram em Lisboa e Vale do Tejo, tendo a Região conseguido cativar 8 recém-especialistas oriundos de outras zonas do País e um especialista da Região que até agora não tinha vínculo ao Serviço Nacional de Saúde (SNS).
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Após um pico de afluência de doentes
Centro Hospitalar de Leiria estabiliza funcionamento dos serviços de urgência
O Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) informa que, apesar de ainda se manter uma elevada procura nos serviços de urgência, foi já possível ultrapassar as dificuldades criadas por um elevado afluxo de doentes ao longo do fim de semana e do dia de segunda-feira, e, em menos de 24 horas, garantir a estabilização do funcionamento dos serviços, mesmo que ainda sobrecarregados. Esta situação, atípica e não previsível, que implicou um grande afluxo de doentes num curto período, acontece esporadicamente neste e noutros serviços do SNS.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Margarida Marques questiona Ministério da Saúde sobre o funcionamento e a avaliação do projeto
Governo aprova sob forma de projeto-piloto
a comparticipação em tratamentos termais
A deputada do PS Margarida Marques, eleita pelo círculo eleitoral de Leiria, questionou o Ministério da Saúde, ao abrigo do regimento parlamentar, sobre a comparticipação dos tratamentos termais prescritos nos cuidados de saúde primários do Serviço Nacional de Saúde (SNS). A parlamentar quer saber as razões que levaram o Governo a optar por um projeto-piloto sobre comparticipação nos tratamentos termais e quer garantias de que não há qualquer dúvida relativamente à importância de comparticipação neste tipo de tratamentos e de que o que está em causa não é senão a definição do mecanismo de reembolso.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
29 centros de saúde vão ter horário alargado
Centros de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo reforçam horários
Numa altura em que as urgências hospitalares começam a sentir maior pressão e afluência de utentes devido ao frio, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) divulga o reforço do alargamento do horário dos centros de saúde durante a semana e ao fim de semana.Em horário alargado durante a semana vão funcionar 29 centros de saúde, ao sábado 45 e ao domingo 34, tendo em conta a esperada afluência neste período de inverno.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Pedro Magalhães Ribeiro está preocupado com os cuidados de saúde primários no concelho
Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo pede audiência à ministra da Saúde
O presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, endereçou um pedido de audiência à Ministra da Saúde, com caráter de urgência, para dar conta das preocupações da autarquia com os cuidados de saúde primários no concelho. O autarca afirma “a nossa firmeza na reivindicação de soluções é tão profunda, quanto a nossa disponibilidade para trabalhar com a administração central”, tal como, “já fizemos no passado, chamando à Câmara Municipal, responsabilidades que cabiam ao Ministério da Saúde para resolver problemas que se arrastavam há demasiado tempo”.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Para profissionais, doentes e famílias
Dia Mundial de Luta Contra o Cancro assinalado com conferência no Centro Hospitalar de Leiria
O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) vai dinamizar mais uma edição da iniciativa “Reagir”, que arranca no dia 4 de fevereiro, segunda-feira, Dia Mundial de Luta Contra o Cancro, com uma conferência destinada a profissionais, doentes e as suas famílias, em que se falará sobre “Conviver com o cancro”. Esta palestra, que acontece pelas 12h00, no auditório do Hospital de Santo André (HSA), em Leiria, tem acesso livre, e contará com as intervenções de Gabriela Sousa, diretora do Serviço de Oncologia Médica do IPO de Coimbra, e Ângela Coelho, membro da Direção Clínica da Unidade de Cuidados Continuados da Batalha.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Lei para uso da canábis para fins recreativos não passa no Parlamento Português
Médicos Católicos pedem maior sensibilização e formação para os malefícios da droga
O Parlamento Português chumbou, no dia 17 de janeiro, a legalização da canábis para fins recreativos. A Associação dos Médicos Católicos Portugueses – AMCP congratula o Parlamento pelo resultado da votação, por ser um sinal positivo e de esperança de um maior empenhamento dos organismos públicos com vista a um país sem droga. “Seria agora a ocasião propícia para as entidades e organismos públicos estudarem meios de investir de forma mais assertiva e concertada em campanhas de sensibilização e formação que alertem e avisem os mais jovens para os malefícios das drogas”, sublinha o presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses, o psiquiatra Pedro Afonso.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
O Governo do descaso
Mário Lopes
OPINIÃO
A Hipoteca do Futuro pelos Foguetes do Presente
Tiago Carrão
O novo Programa Estratégico de Reabilitação Urbano (PERU)
Carlos Bonifácio
Mudar Alcobaça, mas para melhor
Luís Guerra Rosa
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o