Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem foi o principal vencedor das eleições para o Parlamento Europeu?
PS
Bloco de Esquerda
PAN
Outro
Edição Nº 123 Director: Mário Lopes Quarta, 19 de Junho de 2019
Tomar e Aragão ligados pelo Culto do Espírito Santo
Especialista na História dos Templários e Ordem de Cister apresenta “O Templário d’El Rei”
“Tomar é o lugar mais importante dos Templários. Eu já estive em muitos lugares ligados aos Templários por essa Europa fora, mas a maioria encontram-se em ruínas e em Tomar está tudo muito bem preservado, veja-se o caso da Igreja de Santa Maria do Olival”, afirmou Paulo Loução, editor da Ésquilo que esteve presente no lançamento do livro “O Templário d’El Rei” que teve lugar no dia 22 no Turismo de Lisboa e Vale do Tejo, em Tomar. Pedro Sarmento falou sobre o autor, o professor António Vicente, historiador e investigador especialista na História dos Templários e na Ordem de Cister.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Comemorações do Dia de Miguel Torga na Cidade de Leiria
Miguel Torga teve de pagar estada na prisão depois de ter sido preso pela PIDE
A apresentação do programa da terceira Comemoração do Dia de Miguel Torga na Cidade de Leiria, que decorrerá no dia 5 de Fevereiro, realizou-se no dia 24 de Janeiro, na sala do posto de Turismo de Leiria,. Do programa destaca-se o descerramento de placa evocativa no edifício onde o escritor teve consultório, bem como a apresentação do Livro de Actas do II Colóquio sobre Miguel Torga. Durante a conferência de imprensa foi entregue aos presentes um livro de Carlos Alberto Silva “A Leiria de Miguel Torga” que leva as pessoas a visitar Leiria vista pelo escritor. Entre as curiosidades retratadas no livro, destaque para a revelação de que Miguel Torga teve de pagar os dias de permanência na prisão, como se de um hotel se tratasse, para poder ser libertado.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Dias 11 e 12 de Fevereiro
Batalha e Constância recebem Encontro Nacional de Museologia, Urbanismo e Autarquias
Sob o tema “Território, Cultura, Ciência e Inclusão”, a Câmara Municipal de Batalha, a Câmara Municipal de Constância e o Departamento de Museologia da Universidade Lusófona, com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia, do Ministério da Ciência e Ensino Superior, promovem, no dia 11 e 12 de Fevereiro, no Auditório Municipal da Batalha e na Casa-Memória de Camões, em Constância, o XVI Encontro Nacional Museologia e Autarquias e o VIII Fórum Nacional Urbanismo e Autarquias. A sessão de abertura conta com António Lucas e Máximo Ferreira, presidentes da Câmaras Municipais da Batalha e de Constância, Mário Moutinho, reitor da Universidade Lusófona e João Brigola, director do Instituto dos Museus e da Conservação.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Marinha Grande
Câmara Municipal e Sindicato Vidreiro lembram revolução do 18 de Janeiro de 1934
A Câmara Municipal da Marinha Grande e o Sindicato de Trabalhadores da Indústria Vidreira organizam as comemorações do 18 de Janeiro de 1934, que decorrem de 7 a 31 de Janeiro, na Marinha Grande. O objectivo é assinalar e homenagear os operários vidreiros que desencadearam o levantamento revolucionário armado. A 18 de Janeiro de 1934 ocorreu um levantamento revolucionário armado, na Marinha Grande, levado a cabo pelos operários vidreiros numa tentativa frustrada de acabar com as situações de perseguição, exploração e falta de trabalho que por várias vezes, nos últimos anos, os haviam atirado para a miséria e para a fome
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Coronel Valente dos Santos proferiu conferência
Ourém, Batalha e Porto de Mós assinalam caminho de D. Nuno na Batalha de Aljubarrota
O caminho que D. Nuno Álvares Pereira fez antes de travar a “batalha real”, em Aljubarrota, foi o tema da conferência que decorreu no dia 13 de Janeiro, nos Paços do Concelho de Ourém. Para falar desta “figura que nos é muito cara”, a Universidade Sénior e a Câmara Municipal de Ourém convidaram o coronel Valente dos Santos, director emérito do Museu e Campo Militar de S. Jorge. Na sessão de abertura, José Manuel Alho reforçou a importância desta “troca de saberes”, destacando a presença dos municípios de Batalha e Porto de Mós e do CEPAE – Centro de Património da Estremadura.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Valado dos Frades
Eleição presidencial adia Festa das Chouriças
A vila de Valado dos Frades celebra, de 20 a 30 de Janeiro, o seu padroeiro S. Sebastião, com a realização da tradicional “Festa das Chouriças”. Promovidas por uma comissão composta por habitantes locais, as festividades incluem um programa de animação musical e recreativa, que se concentra na Praça 25 de Abril e ruas adjacentes, em conjugação com as celebrações religiosas que têm na procissão de domingo, dia 30, o seu ponto alto. Os festejos, que habitualmente se prolongam pelo fim-de-semana seguinte ao dia consagrado a S. Sebastião, serão este ano transferidos para os dias 28, 29 e 30, devido à realização do acto eleitoral para a Presidência da República.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
De Fabio M. Said
Livro pioneiro resgata a história de Alcobaça
O livro “História de Alcobaça-Bahia (1772-1958)”, escrito por Fabio M. Said, alcobacense radicado na Alemanha, foi lançado neste mês de Dezembro. Autor de três obras sobre famílias bicentenárias do extremo sul, Fabio dedica-se há mais de dez anos a pesquisar a história de Alcobaça. O livro “História de Alcobaça-Bahia (1772-1958)”, escrita com base em extensa pesquisa em documentos manuscritos de três séculos, contém 256 páginas repletas de informações objectivas e com linguagem acessível. Portanto, não é uma obra que mistura história com ficção literária, mas sim um livro de cunho rigorosamente histórico e jornalístico, descrevendo sem floreios os acontecimentos e personagens mais importantes da história de Alcobaça.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
“Primeiras Segundas – conversas ligeiras, temas de peso”
Núcleo de Museu Municipal e Património Cultural de Santarém promove palestras
No âmbito da sua missão estratégica, o Núcleo de Museu Municipal e Património Cultural desenvolve a iniciativa a que chamou “Primeiras Segundas - conversas ligeiras, temas de peso”. Realizada na primeira segunda-feira de cada mês, esta actividade visa, em ambiente informal, problematizar uma série de temas relacionados com a museologia e o património cultural. Dia 3 de Janeiro, o tema “Animar ou educar? Estratégias e aprendizagens não formais” é desenvolvido pela convidada Silvia Madeira (docente na Escola Superior de Educação de Santarém), pelas 21h30 no Auditório Virgílio Arruda na Biblioteca Municipal de Santarém.
Esta notícia foi comentada 0 vez(es).
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Notas da campanha
Mário Lopes
OPINIÃO
Um Candidato a Presidente da República e Dois Candidatos à Segunda Volta
Jorge Esteves de Carvalho
Cavaco Silva: uma candidatura por Portugal
Paulo Batista Santos
Com Fernando Nobre a Presidente, Portugal será Diferente
Henrique Pinto
A candidatura de Francisco Lopes
Ricardo Miguel
Apoiar Manuel Alegre: Uma questão de dignidade e coerência
José Peixoto
A Carne do Bacalhau é Amarelada
Valdemar Rodrigues
Inauguração da Casa da Cultura de Mira de Aire: uma prioridade ou um elefante branco?
Por Aires de Miro
O Turismo no actual contexto económico
David Catarino
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o