Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 213 Director: Mário Lopes Quarta, 5 de Setembro de 2018
Workshop informa sobre cuidados a ter com doentes sujeitos a gastrostomia endoscópica percutânea (PEG)
Centro Hospitalar de Leiria ajuda cuidadores
de doentes com alimentação artificial por sonda
   O Serviço de Gastrenterologia do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) vai dinamizar no dia 17 de setembro um workshop aberto à comunidade, dirigido aos cuidadores de doentes sujeitos a gastrostomia endoscópica percutânea (PEG), um método de alimentação artificial prolongada destinado a doentes com perturbações da deglutição.

   «O recurso à PEG tem sido crescente, sobretudo nas patologias do foro neurológico, como as sequelas de AVC, sendo também crescente o número de utentes institucionalizados em lares e internados em unidades de cuidados continuados alimentados por esta via», explica Helena Vasconcelos, diretora do Serviço de Gastrenterologia.

   A PEG consiste num método de alimentação artificial, realizado através de um procedimento por via endoscópica, utilizado em doentes com perturbações da deglutição necessitando de alimentação por sonda de forma prolongada. Em geral substitui o recurso à sonda nasogástrica (SNG), ao permitir administrar alimentação diretamente para o estômago através da parede abdominal, sendo que as principais vantagens relativamente a uma SNG são o maior conforto para o doente, menor impacto estético, e menor risco de aspiração e infeções respiratórias.

   «Nos doentes não institucionalizados, são os familiares ou, em situações mais raras, os próprios doentes, quem assume os cuidados com a PEG e a administração de alimentação, daí a necessidade de abrir este encontro a toda a comunidade», justifica Helena Vasconcelos, nomeadamente assistentes operacionais (auxiliares), enfermeiros e cuidadores informais de indivíduos portadores de PEG. Neste workshop será possível conhecer os cuidados com a manutenção da sonda e do estoma (orifício na pele), com a administração de alimentação e medicação, assim como a atuação inicial a adotar em caso de complicações.

   Helena Vasconcelos realça que «a utilização deste método acontece principalmente na doença cerebrovascular, principal indicação subjacente à realização de PEG, é uma patologia altamente prevalente, e que a maior consciencialização tem também condicionado um aumento da referenciação para este procedimento no nosso centro».

   O workshop decorre no dia 17 de setembro, com duas sessões alternativas em horários diferentes, entre as 9h00 e as 13h00, ou entre as 15h00 e as 19h00, no Auditório do Hospital de Santo André, em Leiria. Os temas a abordar na formação serão “PEG: O que é? Quando? Como?”, “Cuidados com sonda de PEG”, “Nutrição do doente com PEG: conselhos práticos” e “Complicações da PEG: como reconhecer e atuar”. A inscrição em qualquer um dos dois horários disponíveis é gratuita, mas obrigatória através do e-mail gastrochleiria@gmail.com.

   Fonte: Midlandcom
05-09-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
De que matéria se faz esta cidade?
Jorge Mangorrinha
A Guida fugiu com um rapazola ou o pé da Luizinha Carneiro
Fleming de Oliveira
Peso das mochilas não provoca escoliose
Dr. Nuno Neves
Explosão tecnológica abre a porta à inteligência artificial
Joaquim Vitorino
Não se esforce em demasia: dores nos pés podem ser sinal de fasceíte plantar
Drª Fátima Carvalho
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o