Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 213 Director: Mário Lopes Sexta, 14 de Setembro de 2018
Semana Europeia da Mobilidade
Câmara de Santarém apresenta Relatório da Monitorização da Qualidade do Ar na Cidade
  
                                             Cartaz
A Câmara de Santarém apresenta no dia 20 de setembro, às 15h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Relatório da Monitorização da Qualidade do Ar na Cidade, em 15 locais de monitorização.

   Inês Barroso, vice-presidente e vereadora com o Pelouro da Proteção Ambiental da Câmara de Santarém, realiza a sessão de abertura, a que se segue a apresentação “A Qualidade do Ar em Santarém”, por Daniel Afonso, da EnviSolutions - empresa de engenharia que atua nos domínios do ambiente e da conformidade e inovação de produtos.

   A sessão que está inserida na SEM – Semana Europeia da Mobilidade, prossegue com a apresentação “A participação pública na Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas”, por Patricia Pereira, técnica superior da EMAS – Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade da Câmara de Santarém.

   Pelas 16h30 é entregue ao Município um Certificado como “reconhecimento do trabalho do Município por aumentar a transparência, reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e construir cidades sustentáveis para o futuro, entregue pelo CDP- Carbon Disclosure Project - uma organização sem fins lucrativos, que tem como missão alcançar uma economia global sustentável que atua para as pessoas e para o planeta, com cidades resilientes.

   O Município de Santarém participa na plataforma do CDP desde 2015, reportando os dados climáticos e ambientais por meio da plataforma online fazendo parte de um grupo restrito de entidades em todo o Mundo que está a desenvolver ações para enfrentar os efeitos das alterações climáticas.

   O CDP é uma plataforma reconhecida pelo Pacto de Autarcas para o Clima e Energia, cujo processo de adesão pelo Município está em curso sendo o questionário do CDP um meio para informar os dados de ação climática junto da Comissão Europeia.

   O certificado do CDP é o reconhecimento do trabalho do Município para aumentar a transparência, reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e construir cidades sustentáveis para o futuro.

   Esta sessão, insere-se na programação da SEM - Semana Europeia da Mobilidade, que este ano a Comissão Europeia designou com o leitmotiv “Combina e move-te”.

   A Qualidade do Ar ambiente é uma componente ambiental com repercussões na saúde pública e na qualidade de vida dos cidadãos.
O setor dos transportes é uma das principais fontes de poluição atmosférica causadora do efeito das Alterações Climáticas e o grande desafio é encorajar politicas públicas em matéria de gestão urbana sustentável, em que as equipas multidisciplinares, trabalham num único sentido, aumentar a qualidade de vida dos cidadãos.

   A mobilidade urbana é uma área de discussão científica e política da atualidade para alcançar consensos exigindo o desafio à governação local para encorajar a criação e aplicação de modelos sustentáveis de deslocações usando energias renováveis e recorrendo a modos suaves, que reduzem as emissões de Gases com Efeito de Estufa (GEE), promovem a saúde e o envolvimento das pessoas nos valores da terra onde vivem, trabalham e usufruem do espaço público.

   O impacte no congestionamento do tráfego na poluição do Ar e na qualidade de vida dos cidadãos é um fator indiscutível em matéria de Ação Climática, a qual tem produzido debates e formulado preocupações de vários atores que emergiram em movimentos europeus como o Pacto de Autarca da Comissão Europeia e a Carbon Disclosure Project (CDP) que é uma organização internacional, sem fins lucrativos, que fornece o maior e mais completo sistema global de divulgação ambiental, através do reporte de informação ambiental, por empresas e cidades, na sua plataforma.

   A Estratégia Nacional para o Ar (ENAR 2020) publicada em 2016, orienta os municípios com mais de 50 mil habitantes a desenhar o Plano de Mobilidade e Transportes. Por outro lado, o Programa Nacional para as Alterações Climáticas publicado em 2015, assenta nos mesmos cenários de procura energética e com algumas medidas comuns no que respeita às iniciativas setoriais para as emissões atmosféricas.

   Neste alinhamento, o Município de Santarém realizou a monitorização da qualidade do Ar, através da EMAS, com o objetivo de constituir um contributo à política de mobilidade da cidade, em que a aposta nos modos suaves deverá ser uma linha estratégica.

   Esta abordagem mais ambiental e de sustentabilidade compromete outros ganhos na vivência quotidiana, em particular uma maior segurança rodoviária, menor congestionamento de tráfego automóvel, redução dos níveis de ruído e das emissões da GEE.

   Este estudo de monitorização teve o propósito de conhecer as zonas onde será pertinente definir estratégias que mudem comportamentos em matéria de emissões atmosféricas onde o impacte do uso dos veículos motorizados constitui um problema.

   Este trabalho permitiu conhecer o impacte da deslocação automóvel casa-escola na Qualidade do Ar na cidade, através dos dados da monitorização de dois indicadores de Qualidade do Ar, relacionados com o tráfego automóvel, NO2 e O3.

   O Plano de Mobilidade e Transportes e a Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC) em elaboração, devem estar integrados porque as fontes de Gases com Efeito de Estufa (GEE), responsáveis pelas Alterações Climáticas e poluentes atmosféricos são em grande parte comuns e as consequências de ambos os fenómenos podem agravar-se mutuamente, razão pelo qual não podem ser dissociados.

   Nesta visão, será apresentado o resultado da participação pública na Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas.

   Fonte: GRPC|CMS
14-09-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Pela Conclusão da IC3/A13
Tiago Carrão
Posição do CDS sobre os documentos previsionais do Municipio de Alcobaça para 2019
Carlos Bonifácio
A vacinação reduz o número de casos e de mortes por pneumonia
Dr. Vasco Barreto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o