Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 228 Director: Mário Lopes Quarta, 15 de Janeiro de 2020
Parceria da Associação Portuguesa de Crianças Sobredotadas com a Escola de Educação e Ciências Sociais de Leiria
Leiria recebe quarta edição do Programa Investir na Capacidade
  
                                  Logótipo do programa
O Programa Investir na Capacidade (PIC) iniciou a sua quarta edição, no concelho de Leiria, no dia 11 de janeiro no m|i|mo - Museu da Imagem em Movimento.

   Esta iniciativa municipal resulta de uma parceria com a Associação Portuguesa de Crianças Sobredotadas, presidida por Helena Serra, e a Escola de Educação e Ciências Sociais (Politécnico de Leiria) através de Antónia Barreto, coordenadora científica do PIC – Leiria.

   No encontro estiveram presentes pais e encarregados de educação, bem como, a vereadora da Educação e Cultura, Anabela Graça, o coordenador da equipa multidisciplinar municipal, Pedro Cordeiro, e a coordenadora do programa, Olga Silva, tendo sido apresentado o plano de atividades e a estrutura de intervenção prevista para este ano. Esteve igualmente presente Priscila Eduardo, profissional e aluna do Mestrado da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Politécnico de Leiria, que irá acompanhar as sessões de dinâmicas com as famílias.

  O Programa Investir na Capacidade (PIC) tem como objetivo desenvolver o potencial das crianças e jovens em áreas diversas, bem como a sua capacidade de interação social com os pares, ao mesmo tempo que visa sensibilizar a sociedade para as necessidades educativas destas crianças e o apoio necessário às famílias.

   As crianças participam em atividades que são desenvolvidas sobre áreas temáticas - Ciência e Matemática, Desporto e Movimento, Artes, Saber e Pensar, Robótica e Tecnologia, Escrita Criativa e Comunicação – e têm também a oportunidade de conhecer os espaços culturais da cidade de Leiria, onde são acompanhados por técnicos especializados de cada uma das instituições e desenvolvidas atividades de carácter exploratório e estruturadas de modo a promover a autonomia e a identificação de talentos e do autoconhecimento.
 
    Fonte: GRPG|CML
15-01-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Casino Online continua a evoluir com a chegada de um novo operador a Portugal
Só a CDU votou contra os Orçamentos 2020 da Câmara e dos Serviços Municipalizados de Alcobaça
Por Luís Crisóstomo e Clementina Henriques
Centro de Negócios de Alcobaça, Feira de São Bernardo e delimitação das novas ARU
Carlos Bonifácio
Mulheres portuguesas, por quem os sinos dobram
Joaquim Vitorino
Miguel Paulo: “É preciso voltar a página no PS em Rio Maior"
Miguel Paulo
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o