Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Governo deve fazer mais para combater as alterações climáticas?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 80 Director: Mário Lopes Sábado, 16 de Junho de 2007
Com Almeno Gonçalves, António Melo, Joaquim Nicolau e Fernando Serrão
“Crise dos 40” contada no masculino sobe ao palco do Cine-Teatro da Nazaré

     


Crise dos 40

A "Crise dos 40”, uma comédia teatral com os conhecidos artistas de televisão, Almeno Gonçalves, António Melo, Joaquim Nicolau e Fernando Serrão, vai estar em cena no Cine-Teatro da Nazaré no dia 23 de Junho, às 21h30. Baseada num original espanhol de grande sucesso, “La Curva de la Felicidad”, da autoria de Eduardo Galán e Pedro Gómez, a peça conta a história das angústias e dúvidas existenciais de quatro homens que, ultrapassada a barreira dos 40 anos, se vêem a braços com novos rumos de vida. Joaquim Fonseca, o protagonista, de 42 anos, é guionista de televisão. Vítima de um trabalho instável e em plena crise dos 40 é abandonado pela mulher.

      Pressionado a vender a confortável casa de família, tenta por todos os meios que o negócio não se concretize, na esperança de poder recuperar Carmen, a esposa, com quem ele sonha ainda viver por insegurança, dependência e até comodismo. Mas a sua personalidade frágil, insegura, indecisa e sem vontade leva-o a assinar documentos de promessa de compra e venda com Xavier, Manuel e António.
Estes três homens são personagens muito diferentes mas com traços em comum, como os quarenta anos e facto de também eles terem sido abandonados pelas mulheres.
O seu aparecimento em cena dá origem a uma série de conflitos em cadeia, revelando como os tipos de quarenta pensam e vêem as mulheres.

      Esta comédia, com um final verdadeiramente surpreendente, remete-nos para uma reflexão sobre a solidão a que estes homens são atirados.

FICHA TÉCNICA

Actores: Almeno Gonçalves, António Melo, Joaquim Nicolau e Fernando Serrão
Autoria: Eduardo Galán e Pedro Gómez
Tradução: Marta Mendonça
Versão Cénica e Encenação: Celso Cleto
Cenografia: Carlos Barradas e Sola do Sapato
Figurinos: Sola do Sapato
Produção: Sola do Sapato e MCent

    Fonte: Gabinete de Imprensa e Comunicação

16-06-2007
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
A Linha do Oeste, o TGV e o Aeroporto da Ota
Mário Lopes
OPINIÃO
Perpetuum mobile - Celebrar a Continuidade
Miguel Sobral Cid
XV Cistermúsica - Festival de Música de Alcobaça
Alexandre Delgado
Óbidos já é uma “Maravilha de Portugal”, mas...
Carlos Orlando Rodrigues
A importância da arquitectura nas cidades com património histórico
Carlos Bonifácio
“Ao Menino e ao Borracho mete Deus a mão por baixo…”
Isabel Ferreira e Margarida Batalha
De novo a diáspora?! Ou multilocalidade?
Alzira Simões
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o