Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Donal Trump tem o direito de impedir a entrada de cidadãos de 7 países nos EUA?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 196 Director: Mário Lopes Terça, 14 de Fevereiro de 2017
No Centro de Interpretação Ambiental
Fotógrafo Eduardo Barrento leva a Leiria exposição “O Sítio dos Falcões”
  
                             Centro Ambiental de Leiria
A exposição “O Sítio dos Falcões”, da autoria do fotógrafo Eduardo Barrento, é inaugurada sábado, dia 18 de fevereiro, às 16:00, no Centro de Interpretação Ambiental de Leiria, junto ao Jardim de Santo Agostinho.

   Segundo o autor, esta é uma exposição – que será também um livro – fruto de cerca de três anos a fotografar os falcões (e não só) do Sítio da Nazaré. Um projeto que começou quando Eduardo Barrento detetou naquele local um casal nidificante de falcão-peregrino, a ave mais rápida do planeta.

   Ao acompanhar, estudar e fotografar o casal de aves, várias outras espécies foram sendo dignas de nota e registo, como o falcão peneireiro e as omnipresentes gaivotas, refere.

   As gentes e, sobretudo o local, com a praia tradicional e as ondas gigantes da Praia do Norte também chamaram a atenção do fotógrafo e o projeto foi crescendo, com imagens e texto que, espera-se, veja a luz do dia em breve sob a forma de livro, revela.

   A exposição “O Sítio dos Falcões” ficará patente ao público até ao dia 9 de março, no horário do CIA: segunda a sexta feira das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

   Natural de Ourém, Eduardo Barrento é artista plástico, licenciado pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, onde também estudou fotografia. Fotografa há mais de 25 anos, tendo começado como fotojornalista desportivo nos jornais O Jogo e Record, mas depressa se dedicou em exclusivo à sua paixão, a fotografia da Natureza e da Vida Selvagem. Colabora com várias revistas nacionais e estrangeiras como a National Geographic Portugal.

   Eduardo Barrento foi premiado em vários concursos de fotografia, dá formação nesta arte e foi eleito recentemente “Fotógrafo da Natureza do ano 2016, ficando em primeiro lugar no Cinclus Fest, Vouzela.

   Outros prémios:

• 1º Prémio, categoria “Aves” no concurso de fotografia da Quercus/BMWi, Lisboa 2015;


• 1º Prémio, Fotojornalismo Visão/BES, categoria Natureza, Lisboa 2008;


• 1º Prémio no Concurso Cor é Vida, organizado pela Minolta, Lisboa, 2000;


• 1º. Prémio no Concurso Nacional de Fotografia Científica, em Coimbra, 1999


• Exposição “Alcobaça Selvagem”, Cineteatro de Alcobaça, Junho 2014;


• Exposição “Birds of Portugal” Pastel de Nata Cafe, Oslo, Noruega, Novembro


• Exposição “Wild Cister”, Central da Confluência dos Rios, Alcobaça, Junho 2016.

   Fonte: GRPG|CML
14-02-2017
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Obama,the troubleshouter. Trump, the troublemaker
Mário Lopes
OPINIÃO
Alzheimer e outras demências: como lidar com as alterações cognitivas e comportamentais
Drª Margarida Rebolo
"Um Oeste para Jovens?"
Gonçalo Silva
As pedras não nos traem
Jorge Mangorrinha
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o