Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Qual será o melhor presidente do PSD?
Rui Rio
Santana Lopes
Outro
Edição Nº 204 Director: Mário Lopes Domingo, 15 de Outubro de 2017
Autarca aumentou a sua maioria absoluta
Walter Chicharro tomou posse do 2º mandato como presidente da Câmara da Nazaré
  
     Salvador Formiga, Regina Piedade, Walter Chicharro,
                    Manuel Sequeira e Orlando Rodrigues
Decorreu este sábado, dia 14 de outubro, a sessão da tomada de posse dos eleitos nas Autárquicas 2017. Walter Chicharro foi reeleito para um segundo mandato, com maioria absoluta.

   As eleições de 1 de outubro, para as quais votaram 7.150 eleitores (14.567 inscritos), deram a vitória ao Partido Socialista, que obteve 4047 votos; o PSD 1801; a CDU 507; o BE 257 e o movimento Nazaré Primeiro no século XXI 179.

   O Partido Socialista elegeu Walter Chicharro; Manuel Sequeira; Regina Piedade, Orlando Rodrigues e Salvador Formiga. O PSD elegeu Alberto Madaíl e António Trindade.

   No seu discurso de tomada de posse, Walter Chicharro referiu que o eleitorado votou na continuidade da mudança”, que será baseada na criação de “mais emprego; mais eficiência; mais credibilidade”.

   “Ao longo destes 4 anos sentimos o pulsar a nossa terra e os benefícios das mudanças que temos vindo a colocar em prática”, disse o autarca, frisando que “se há 4 anos apenas podíamos apresentar projetos, este ano já podemos prestar contas. Já podemos demonstrar que quando prometemos cumprimos”.

   Sobre o balanço dos últimos 4 anos, Walter Chicharro recordou que herdou uma divida de 45 milhões de euros (2013) e “um município que não cumpria com as suas obrigações e que não podia investir nas suas gentes. Hoje, apenas 4 anos depois, reduzimos essa divida em 11 milhões. 25% de redução em apenas um único mandato”.

   A renegociação da divida e das melhores taxas de juro, o que “permite sair de uma agonia permanente na gestão dos pagamentos diários”, o investimento no melhoramento do espaço público (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano através do qual a União Europeia colocou à disposição do Município 3,4 milhões de euros para aplicar em projetos, como a requalificação da marginal, da Praça Bastião Fernandes ou do Museu do Peixe Seco; bem como nos que estão em preparação, como a requalificação do Mercado Municipal, o terminal de Transportes Públicos ou a Reabilitação do Bairro Social), bem como a promoção internacional da Nazaré, foram outros dos marcos apontados pelo autarca, que marcaram o seu primeiro mandato.

   “Conseguimos tornar-nos numa referência na organização de eventos de mar e praia, que dinamizam a economia e a sociedade, que trazem um enorme retorno à economia local”, como a Euro Winners Cup, o Nazaré Challenge WSL ou o Capítulo Perfeito (ondas tubulares). Os relatórios de retorno mediático dos eventos referem que “a Nazaré chegou a 180 países, em simultâneo, e em direto através das transmissões televisivas destes mesmos eventos”.

   Sobre os próximos 4 anos, Walter Chicharro disse estar “convencido que podem ser ainda melhores. É fundamental continuar a trabalhar nas três freguesias, cumprindo com os nossos compromissos”.

   O Centro de Saúde da Nazaré; a conclusão do Centro Escolar e do Pavilhão Desportivo de Famalicão “obras que já estão a dar os primeiros passos e que queremos concluir o mais brevemente possível”; a conclusão das infraestruturas finais e instalação das empresas na Área de Localização Empresarial, bem como a mobilidade em Valado dos Frades, para onde a aposta é “a construção do novo parque de estacionamento e a reformulação da logica de mobilidade, para que o centro do Valado se transforme num polo cada vez mais atrativo para quem lá vive, mas também para quem lá trabalha e vai passar a trabalhar” foram apontadas como algumas das prioridades.

   Para além da tomada de posse do novo executivo camarário, foi também empossada a nova Assembleia Municipal, em que o PS conquistou 12 mandatos (3.772 votos); o Partido Social-Democrata 6 mandatos (1812 votos); a CDU dois mandatos (609 votos) e o Bloco de Esquerda 1 mandato (365 votos). Foram eleitos (pela ordem da sua eleição) José Ramalhal; Carlos Filipe; Joaquim Pequicho; Maria Celeste Cardador; José Sales; Fátima Duarte; António Pimenta; Luísa Alves; João Paulo Delgado; Abílio Marques; Valter Soares; Ricardo Germano Esgaio; Edmundo Barbosa; Sílvia Fonseca Gomes; Milton Estrelinha, Jorge Gaspar Ribeiro; Sónia Conceição; Daniel Meco; Maria da Ascensão Codinha; Vasco Frederico de Sousa; António Pereira Nunes.

   José Ramalhal, reeleito presidente da Mesa da Assembleia, chamou a atenção para “a separação de poderes” entre a Câmara e a Assembleia, e solicitou, sobre a prestação dos deputados municipais, o “máximo de consenso que podermos” durante os debates dos temas que forem sendo colocados a este órgão do poder autárquico.

   Fonte: SML|GC|CMN
15-10-2017
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
O Deselegante Declínio da Autoridade Administrativa
Sérgio Martinho
O declíno acentuado das funções executivas podem ser indicadores de doença
Drª Luísa Lagarto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o