Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Como classifica o nível da pandemia em Portugal?
Normal que haja surtos pontuais
Anormal e a culpa é do Governo
Anormal e a culpa é do comportamento das pessoas
Não sei
Edição Nº 233 Director: Mário Lopes Segunda, 29 de Junho de 2020
Município faz maior investimento de sempre nas 13 freguesias e Serviços Municipalizados voltam aos resultados positivos.
Câmara de Abrantes aprova as contas de 2019 com redução de dívida de 1,7 milhões de euros
   
Manuel Jorge Valamatos realça o equilíbrio
     das contas do Município de Abrantes
A Câmara Municipal de Abrantes aprovou, em Assembleia Municipal, o Relatório de Gestão e Prestação de Contas relativo ao ano económico de 2019, apresentando um resultado líquido positivo de 1.038.827,00 euros e uma diminuição da dívida total do município de 7.072.994,00 euros para 5.310.932,00 euros, o que representa uma redução de 24,13%.

    Para além da diminuição da dívida pública em cerca de 1,7 milhões de euros, o município de Abrantes viu também a dívida a fornecedores cair 31%, posicionando-se como o segundo município da região do Médio Tejo com melhor prazo médio de pagamentos que se situa nos 5 dias, salientando-se ainda o facto de não existirem pagamentos em atraso.

   Relativamente à receita total, o município de Abrantes arrecadou 26.209.265,16 euros, o que representa um aumento de 2% face a 2018. Já a receita corrente registou um acréscimo de 4% comparativamente ao período homólogo. Os valores apresentados resultam numa taxa de execução da receita efetiva total a situar-se em 2019 nos 101%, muito acima do limite mínimo legal exigido para as autarquias (85%).

   No exercício de 2019, destaque para o aumento do investimento e transferências para as 13 Juntas de Freguesia do Concelho de Abrantes, com a Câmara a transferir no ano transato o total de 2.025.970,29 euros, o que representa um aumento de 10% face a 2018 e no qual se inclui o maior investimento realizado nas juntas de freguesia até à data.

  No que diz respeito aos documentos dos Serviços Municipalizados de Abrantes, votados por unanimidade pela Assembleia Municipal, apresentaram um resultado líquido do exercício positivo no valor de 7.672,63 euros, invertendo o ciclo de resultados negativos verificado nos últimos dois anos, causados pelo enorme aumento da tarifa de tratamento dos resíduos sólidos urbanos paga pelos Serviços Municipalizados à entidade responsável pelo seu tratamento.

   Para Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, “em termos gerais, os rácios orçamentais referentes à execução orçamental do ano 2019, registam valores que demonstram a manutenção de um efetivo equilíbrio das contas do Município de Abrantes, o qual assentou em princípios de coerência, responsabilidade e rigor, que procuraram a todo o tempo garantir o equilíbrio orçamental e o respeito de todos os restantes princípios legalmente exigidos. Foi um ano marcado por uma estratégia focada na proximidade e no investimento nas pessoas e os resultados são positivos e refletem isso mesmo”.

    Em termos de Grupo Municipal, que inclui, para além do Município, os Serviços Municipalizados de Abrantes, a A.Logos e a Tagusvalley, o documento de contas consolidadas foi aprovado por maioria, tendo contado com os votos favoráveis do PS e da CDU e a abstenção do PSD e BE.

   Fonte: YNG
29-06-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Estatuária, Memória e Democracia
Leonor Carvalho
As grandes epidemias da História
Joaquim Vitorino
Dever de informar
Carlos Bonifácio
A Pandemia… dos ignorados
Dr. Joaquim Brites
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o