Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
A Linha do Oeste deve ser requalificada?
Até Caldas da Rainha
Até Leiria
Em toda a extensão
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 213 Director: Mário Lopes Segunda, 3 de Setembro de 2018
Relatório de satisfação registou cerca de 90% de respostas Muito Bom e Bom
Doentes internados satisfeitos com qualidade do serviço do Centro Hospitalar de Leiria
  
       Unidade de Alcobaça do Centro Hospitalar de Leiria
Os doentes internados no Centro Hospitalar de Leiria (CHL) ao longo de 2017 revelaram grande satisfação pela qualidade do serviço prestado nesta instituição. Cerca de 90% dos inquiridos no “Questionário de Avaliação da Satisfação do Doente Internado” consideraram muito boa ou boa «a sua experiência durante o Internamento» e «a qualidade global do serviço prestado no Centro Hospitalar de Leiria», e ainda referiram que recomendariam o CHL a familiares, amigos ou colegas.

   Elisabete Valente, diretora clínica do CHL, salienta a importância de auscultar os utentes para avaliar a todo o momento a sua perspetiva relativamente aos serviços prestados e, simultaneamente, recolher propostas de melhoria, com o propósito de os servir cada vez melhor». «É muito importante que os utentes estejam sensibilizados para dar esse contributo, que terá certamente impacto na forma como são recebidos e atendidos nas unidades do CHL de Leiria, Pombal e Alcobaça», explica.

   Nos vários aspetos focados no questionário, os resultados foram predominantemente positivos. No item “atendimento pelo pessoal de secretariado e receção”, em que são avaliados a cortesia no atendimento, a clareza das informações gerais e a rapidez no processo de admissão, mais de 80% dos utentes consideraram de grande qualidade.

   Os utentes avaliaram igualmente a equipa médica em aspetos como a clareza das explicações sobre tratamentos, medicamentos e exames a que foi submetido, a clareza das informações prestadas sobre o seu estado de saúde, a atenção e disponibilidade, e a privacidade no atendimento, considerando o seu trabalho muito bom (média de 86% nas respostas). Quanto à equipa de enfermagem, esta obtém uma classificação idêntica em aspetos como as orientações transmitidas sobre rotinas do serviço, as orientações sobre os cuidados de enfermagem recebidos, a rapidez de resposta, a atenção e disponibilidade e a privacidade no atendimento.

   No que respeita ainda aos colaboradores, os outros técnicos recebem igualmente classificações de Muito Bom e Bom em aspetos como a clareza das orientações transmitidas, a atenção e disponibilidade no atendimento e a privacidade no atendimento. No trabalho dos auxiliares é relevada pelos utentes internados a cortesia, e sendo também considerados de boa qualidade o fardamento e o asseio.

   Nos ensinos efetuados aos utentes pelos profissionais de saúde, estes consideram maioritariamente que são efetivamente claros, úteis, e suficientes. O processo de alta é igualmente bem classificado no que respeita à informação disponibilizada em termos de cuidados e práticas a seguir em casa, e também em relação ao tempo de espera entre a informação de alta do médico e a sua saída do hospital. Os utentes mostram-se igualmente muito satisfeitos com os horários das visitas e a facilidade do acompanhamento por familiares.

   No que respeita às “condições das instalações”, nomeadamente limpeza e higiene, respeito pela privacidade, conforto nas enfermarias, a maior parte dos utentes considerou Bom e Muito Bom, com destaque para a limpeza e higiene e para o respeito pela privacidade. As refeições são consideradas maioritariamente boas pelos utentes, existindo, no entanto, um número significativo de utentes a classificar como satisfatórias, o que indica a necessidade de melhorar alguns aspetos, como o horário ou a variedade. Na roupa, os utentes destacam a frequência das mudas e a limpeza, e em seguida a qualidade da roupa.

   Quanto a oportunidades de melhoria, o relatório revela alguns aspetos como o silêncio nas enfermarias, aumentar a variedade da ementa das refeições e melhorar a sua confeção, e agilizar o processo de alta. Os utentes deixaram ainda sugestões como: disponibilizar Internet Wireless nos serviços de internamento, facultar a utilização gratuita dos parques de estacionamento aos pais com filhos internados na UCEP, melhorar o conforto dos cadeirões que são disponibilizados aos pais que têm filhos menores internados, possibilitar aos filhos mais velhos, menores, das parturientes, que visitem a mãe e o recém-nascido sem serem contabilizados como visita, ou contratar mais recursos humanos.

   A Avaliação da Satisfação do Doente Internado é feita mediante a distribuição do Guia do Utente a todos os doentes internados no CHL; este Guia inclui um questionário e envelope RSF, que o doente, após preenchimento do questionário, pode remeter por correio para o CHL, ou deixá-lo no balcão da entrada principal, numa caixa que lá se encontra colocada para esse efeito. O Gabinete do Cidadão procede posteriormente à recolha e tratamento estatístico dos questionários recebidos.

   Fonte: Midlandcom
03-09-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
De que matéria se faz esta cidade?
Jorge Mangorrinha
A Guida fugiu com um rapazola ou o pé da Luizinha Carneiro
Fleming de Oliveira
Peso das mochilas não provoca escoliose
Dr. Nuno Neves
Explosão tecnológica abre a porta à inteligência artificial
Joaquim Vitorino
Não se esforce em demasia: dores nos pés podem ser sinal de fasceíte plantar
Drª Fátima Carvalho
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o