Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Como classifica o nível da pandemia em Portugal?
Normal que haja surtos pontuais
Anormal e a culpa é do Governo
Anormal e a culpa é do comportamento das pessoas
Não sei
Edição Nº 232 Director: Mário Lopes Quarta, 3 de Junho de 2020
Pessoas têm agora menos €23/mês para comer fora e menos €7/mês para bens essenciais
Portugueses sentem-se inseguros com controlo
da DGS
  
   DGS tem imposto regras específicas
                   para casa sector
Os portugueses não estão nada confortáveis o controlo das medidas impostas pela DGS para a nova normalidade após o surto da COVID-19 e um inquérito da Fixando junto de 16.000 pessoas entre os dias 25 e 31 de maio, aponta 4 locais onde o receio é maior: restaurantes, convívios com amigos em casa, praias e transportes públicos.

   No caso dos restaurantes, conclui-se que 65% não se sente seguro para frequentar estes espaços, sobretudo porque o risco de contágio é muito elevado (47%), as normas de segurança poderão não estar a ser cumpridas (34%) ou porque não é possível manter o distanciamento (30%).

   Em convívios com amigos/familiares em locais privados, 51% afirma não se sentir seguro, justificando que pode ser contagiado (56%) e que as distâncias são difíceis de manter (44%).

   No caso das praias, os resultados do inquérito dizem que 52% dos portugueses se sentem seguros, mas os 48% de inseguros temem pela falta de controlo (49%) e incumprimento de normas (43%).

   Os 84% dos portugueses que utilizam o transporte público entendem que é pouco seguro fazê-lo por ser também muito difícil: manter distâncias (55%), limpezas frequentes (31%), evitar lotação (28%).

   A Fixando revela também que apenas 38% dos portugueses sai de casa diariamente mas para trabalhar (45%) ou para comprar bens essenciais (62%), sendo que destes últimos 37% recorre ao online.

   Quando questionados sobre o orçamento disponível para ir almoçar/jantar fora, os inquiridos ditaram que têm agora menos €23/mês (€276/ano) para gastar em restaurantes, quando antes da pandemia a média mensal era de €59 e agora essa média passo para os €35.

  Já no que toca à disponibilidade para aquisição de bens essenciais, ficou-se a saber também que os portugueses têm agora menos €7 mensais (€84/ano).

  O que dizem alguns inquiridos sobre a nova normalidade:

   "Cada indivíduo é responsável pelas suas decisões. Regras impostas no papel quase sempre não têm aplicabilidade integral quando colocadas em prática. É o que está a acontecer com o desconfinamento.

   "É bom para a economia mas para a saúde ainda é preocupante.

   "Neste momento acho que nunca deveria ter havido confinamento. Deveria haver mais controlo e restrições de número de pessoas nos espaços públicos. Isto está longe de acabar, mas o "Zé Povinho" pensa que já está tudo bem e que pode fazer o que quiser, sem calcular riscos. Vê-se pelos números... começou o desconfinamento e o número de casos continua a aumentar!"

   "Veio cedo demais pois a fase de contágio está muito longe de ser controlada e está-se a ver pelos dias que correm algumas zonas mais críticas"

    A Fixando é a plataforma online de origem portuguesa que facilita a contratação de serviços locais.

   Fonte: Press Media Online
03-06-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Cuidados a ter com a postura em situação de teletrabalho
Dr. Francisco Oliveira Freitas
A importância do uso racional dos antibióticos
Dr. Ricardo Jorge Silva
Entrar na primavera com bons olhos
Dr. Raúl Sousa
Sugestões de viagem pela nossa região no verão
Por Andrew Balza
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o