Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Qual dos partidos vai perder mais deputados nesta eleição para o Parlamento Europeu?
PDR
PS
PSD
BE
CDS
CDU
Edição Nº 221 Director: Mário Lopes Sexta, 3 de Maio de 2019
Moção foi aprovada com os votos do CDS e da CDU
Assembleia Municipal de Alcobaça manifesta apoio ao acesso universal à Igreja do Mosteiro
   
 Entrada da Igreja do Mosteiro de Alcobaça
A Assembleia Municipal de Alcobaça aprovou, na sessão ordinária da de 29 de abril, uma moção do CDS, na defesa dos direitos de Alcobaça, da cidade e das suas gentes, com os votos do CDS e da CDU e a abstenção do PSD e do PS. Apenas votaram contra cinco elementos do PSD, entre os quais presidentes de Junta, tendo os presidentes de Junta eleitos pelo PS não participado na votação, ausentando-se da sala.

   Moção aprovada

Com a apresentação, no passado mês de Fevereiro, do Plano Diretor para o Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, monumento inscrito na lista do Património Mundial da UNESCO desde 1989, ficou a saber-se que é intenção da Direção-Geral do Património Cultural, DGPC, fazer intervenções de conservação e restauro. Na primeira fase de requalificação será criada uma nova bilheteira na atual entrada para os serviços administrativos.
 
A Direção do Mosteiro, na pessoa da Senhora Diretora, fez saber que a obra de Requalificação da portaria, loja e fachada, será consignada no próximo mês de Maio. E a implementação do novo circuito, em Novembro 2019, com a conclusão da primeira fase de obras. Datas constantes do plano de atividades de 2019 da DGPC. Esta solução, logo que implementada, impede que hajam visitantes a entrar pela porta principal.
 
A Igreja do Mosteiro, consagrada em 1252, é o Templo Matriz da Paróquia do Santíssimo Sacramento de Alcobaça, não sendo explícito, para a comunidade paroquial, como irá funcionar o acesso. O que vai sendo veiculado, com muito e confuso ruido, é que os paroquianos tem acesso às celebrações e quando pretendam rezar e contemplar a Deus.

Sendo claro e esclarecido pela Direção do Mosteiro que esse acesso é interdito a visitantes, fica por elucidar como, quando e quem fará a triagem dos que podem frequentar o Templo.
 
Certos de que a identidade religiosa da população de Alcobaça se encontrará dentro dos valores médios portugueses, revelados pela fundação Francisco Manuel dos Santos, em “Religião na Sociedade Portuguesa”, também 80% professará ou se identifica com o catolicismo.
 
Um eventual encerramento, mesmo a tempo parcial, da porta da Igreja, ou uma eventual triagem ou escrutínio prévio de quem pode ou não exercer a sua fé, fazer as sua orações e contemplar a Deus, é um atentado aos direitos e deveres fundamentais do cidadão, consagrados na Constituição da República Portuguesa, em particular dos artigos 26º e 41º. Em especial o artigo 41º da C.R.P., no seu número 4, limita qualquer interferência do Estado ou organismo estadual, na organização, exercício ou liberdades de culto.

A vontade e/ou o desejo legítimo de maximização de receitas de bilheteira não pode ser conseguida através da restrição de liberdades individuais, amplamente consagradas na Constituição da República Portuguesa.
 
Não sendo tolerados quaisquer atropelos à Lei Suprema da República Portuguesa, não pode haver descriminação de qualquer acesso dos crentes, mais ou menos praticantes, à igreja de Santa Maria de Alcobaça, matriz da paróquia do Santíssimo Sacramento de Alcobaça, razão pela qual a porta tem que continuar aberta como até hoje.
 
O CDS-PP propõe à Assembleia Municipal de Alcobaça, com os fundamentos supra expostos, a aprovação de moção para a manutenção da abertura da porta principal do Mosteiro e da Igreja de Santa Maria de Alcobaça, nos moldes e horários em que hoje se realiza, independentemente dos circuitos de entrada e saída que a Direção e a DGPC venham a estabelecer.
 
Solicitamos, ainda, que a presente moção seja comunicada, à senhora Ministra da Cultura, Diretora Geral do Património Cultural, Diretora do Mosteiro de Alcobaça, Presidente da Camara Municipal, Paróquia do Santíssimo Sacramento de Alcobaça, e Comunicação Social.
 
    Os Subscritores
03-05-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o