Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Governo deve tomar medidas mais enérgicas para conter a pandemia?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 66 Director: Mário Lopes Terça, 11 de Abril de 2006
Opinião
Destinos de prazer!

Porque os dias já se sentem maiores e o sol convida a sair, nada melhor que aproveitar a Primavera para descobrir Alcobaça (e arredores!).

 Pelourinho de Aljubarrota

O roteiro de hoje começa com um pequeno-almoço em Paredes de Vitória (Pataias), num café com vista para o mar e para a Ribeira que serpenteia pela praia. O ar fresco e perfumado por 12 mil hectares de pinheiro bravo em redor convida a uma partida sem demora, atravessando o famoso Pinhal de Leiria pela recém criada Estrada Atlântica, onde os mais desportistas não foram esquecidos e beneficiam de uma ciclovia topo de gama. Aproveite para descobrir a natureza semi-adormecida e não deixe de se aventurar pelos diversos desvios (à direita) que invariavelmente terminam em mais uma praia, seja ela mais povoada como a Pedra do Ouro ou quase deserta como a Falca.

Depois de deixarmos para trás as ventoinhas gigantes do parque eólico, é altura de rumarmos a este. Ainda no coração do pinhal, Casal da Areia é o próximo destino, com paragem para o lanche da manhã num pitoresco bar instalado num antigo autocarro recuperado e onde as crianças se podem distrair com voleibol ou canoagem na pequena lagoa ao lado, enquanto os pais saboreiam uma imperial e as mães se deslumbram com os soberbos cristais da Loja de Fábrica da Atlantis (a 500 mts).

O arranque para a segunda etapa revela-se promissor, com a sede do concelho no horizonte. Depois da obrigatória passagem pelo Mosteiro de Santa Maria à que procurar almoço: tradicional, chinês ou italiano a escolha é sua.

Com o estômago reconfortado, sugiro uma pequena caminhada até aos Paços do Concelho para ajudar a digestão. Vale a pena sentar-se numa das mesas amarelas da Esplanada do Parque e refrescar-se com uma bebida à sombra do lindíssimo palacete romântico que serve de sede à Câmara Municipal, enquanto os miúdos se divertem no parque infantil.

Com a tarde já a meio, viramos costas ao sol e saudamos a Serra dos Candeeiros onde mais algumas ventoinhas eólicas nos acenam, como que convidando a subir. A caminho de Arrimal damos conta que o perfume do pinheiro foi substituído pelo alecrim, que por estes dias desabrocha em minúsculas flores lilás coroando as pedras que constituem a maior riqueza das gentes locais, pedras essas essenciais para a tão nossa calçada portuguesa.

O astro amarelo esconde-se já no horizonte quando chegamos ao Arco da Memória, local inóspito mas carregado de simbolismo e de beleza. Do planalto rochoso, descansamos a vista e o corpo com o cenário único que se estende em redor: àquela altitude revemos todo o percurso do dia, desde o sopé da serra que nos acolhe, até ao mar lá ao fundo e de onde partimos esta manhã. A primeira estrela da noite cintila no firmamento, enquanto a alma se refaz no silêncio entrecortado apenas pelo sussurro do vento.

Na hora do regresso, depois de um jantar tipicamente serrano onde não falta a apetitosa morcela, uma última surpresa ao descer a serra: é "Alcobaça" que se engalanou de diamantes para se despedir dos seus visitantes. Uma última paragem para por momentos suspender a respiração com os milhares de luzes de uma região ainda quase desconhecida para muitos, mas que convida a descobertas! Voltamos a casa... por hoje o dia terminou - mas em breve surgirão novas oportunidades de escapar à rotina. Atreva-se e deixe surpreender-se!


Sara Santos
2006-03-16

11-04-2006
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Diário de bordo da estrada
OPINIÃO
Água: o novo Ouro Branco
Destinos de prazer!
A quem interessa o mau funcionamento das forças policiais em Portugal?
Mulheres a menos
Quotas? Não, obrigada. Mas...
Encerramento de escolas do 1º ciclo: uma questão não-pedagógica
O Oeste é plano
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o