Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a legalização da eutanásia?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 102 Director: Mário Lopes Quinta, 2 de Abril de 2009
Opinião
Unir Alcobaça. Vamos abrir a Câmara e dar prioridade às pessoas!!!
   

Rogério Raimundo 
                                           
Unir ALCOBAÇA
Vamos abrir a Câmara
e dar prioridade às pessoas!!!

Está na hora de mudar,
está na hora de os munícipes de Alcobaça perceberem que há outra forma de governar com multiplicação de boas práticas políticas desde o lugar, freguesia, cidade ou tendo em conta o indivíduo, o grupo de cidadãos ou a Instituição.

Caros Leitores (as) do Tinta,
Atendendo a que me fizeram uma encomenda de um artigo de opinião que fosse balanço e perspectivas, sem limite de caracteres, preferi fazê-lo com base em tópicos…

Fui Vereador na OPOSIÇÃO sem pelouros.
Nestes quase 12 anos procurei conquistar os espaços mínimos para trabalhar com eficácia, respeitando o eleitorado que me elegeu.
No primeiro mandato tive bastante dificuldade para conquistar um gabinete, onde pudesse atender os munícipes, os jornalistas, para telefonar ou escrever na Câmara Municipal. Só ao fim de um ano e alguns meses é que consegui esse espaço.
Para que se saiba, não tenho um salário nem ajudas de custo, como têm os elementos que estão a tempo inteiro na Câmara Municipal. Apenas recebo a quantia de cerca de 70 euros por cada reunião em que estou presente.
Circulo nos 400km2 do concelho à minha conta e no meu carro, para ver in loco problemas e estar presente nos muitos eventos para que sou convidado... Tenho, assim, retirado parte do meu salário mensal, para poder fazer um trabalho com qualidade, conhecendo bem a realidade, vendo todas as problemáticas dos diferentes pelouros, para depois poder interpretar politicamente estas questões.
Posso dizer que tenho menos bens, mas tenho muito mais saber do que é o concelho e do que os alcobacenses necessitam para serem felizes.

O balanço deste mandato 2005.2009.
O balanço é mais uma vez positivo porque estou de consciência tranquila, porque sei que trabalhei muito, respondendo às solicitações dos munícipes e das Instituições e preparando em conjunto com os meus camaradas as propostas políticas alternativas.
Participei activamente e contribuí em todos os assuntos.
Este mandato tem a particularidade de terem acabado as reuniões semanais. A Câmara passou a ter regulamento de funcionamento e passou a reunir ordinariamente 2 vezes por mês e assim, houve de facto, uma ligeira redução do trabalho.
O atraso do QREN, por parte do Governo, originou um mandato com menos obras, menos acções e menos realizações.
A CMA liderada pelo PSD/Sapinho esteve a pagar as dívidas resultantes de aquisições com custos muito elevados, como foi o caso da Quinta de Serra (para a ALE da Benedita), e agora também a Quinta da Cela (Alfeizerão) para a eventual colocação do Hospital Oeste-Norte. Todos esses grandes investimentos fizeram com que a Câmara tivesse menos poder financeiro para poder realizar obras per si e assim as freguesias e as Instituições tiveram menos obras e menos respostas que a situação de crise exigia.

Investimentos que a Câmara Municipal fez e que estivemos contra.
Temos estado contra grandes questões políticas onde temos demonstrado a nossa alternativa, a nossa política diferente da maioria PSD/Sapinho.
Votámos contra a aquisição destes dois terrenos por terem sido mal negociados.
Votámos contra a negociação do abastecimento de água “em alta” com a empresa Águas do Oeste, porque será um negócio completamente ruinoso para o bolso dos munícipes se não conseguirmos renegociar o assinado em 2002.
Por outro lado, a entrega das ETAR’s foi outro dos grandes erros da maioria PSD, e que neste mandato já se está a sentir na conta mensal do munícipe: de 2005 até agora, a factura da água e saneamento, no mínimo duplicou, mas triplicou para muitas famílias e empresas. Nem sequer as Colectividades, as IPSS ou as freguesias foram tidas em conta.
Fomos a favor da implementação da Zona Industrial prevista no PDM entre Turquel e Benedita. Demoraram este tempo todo e ainda não há solução concreta da ALEBenedita. Não estamos contra a implementação de um novo hospital público se se provar como solicitámos o debate informativo e esclarecedor, com todas as partes... Não havendo certeza, foi um custo precipitado. Sou muito crítico com a maioria PSD, que não é capaz de envolver os interessados e dialogar com todas as entidades. Este Hospital Oeste-Norte deveria ser decidido com a parceria e negociações cordiais com os colegas autarcas vizinhos.
Estivemos contra a Carta Educativa com o fecho de dezenas de escolas e jardins e a construção de mega centros escolares para crianças de tenra idade.
Votámos contra a criação da empresa municipal para construir 6 centros escolares e o Pavilhão desportivo de Évora. (Neste momento só tem 2 centros e o Pavilhão)
Não haver uma boa dinâmica de cooperação estratégica entre as Câmaras Municipais nomeadamente com a Nazaré, relevando as especificidades da região Alcobaça/Nazaré é um grande erro desta maioria PSD/Sapinho.

Maioria PSD/Sapinho foi sectária, fechada.
Nestes 3 mandatos tenho verificado que a maioria considera as minhas propostas positivas, mas grande parte delas não foram realmente aplicadas. Foram sectários, fechados e tiveram medo de me atribuir pelouros ou responsabilidades.
Todos os anos reclamei a possibilidade de participar na administração dos Serviços Municipalizados dada a relevância da água e do saneamento e as importantes verbas geridas, sectariamente, por 3 administradores PSD.

Fizemos uma análise exaustiva e relevámos 29 frentes negativas e onde temos propostas alternativas.
que enumeramos
:
1. Ausência de planeamento estratégico. Defendemos o PEDAL, o GEMA e uma Revisão PDM participada.
2. Houve avanços na Cultura, mas nós queremos Alcobaça como Capital permanente da Cultura, Terra d’Arte e d’Artistas.
3. Não foram capazes de criar um Conselho Informal da Juventude. Nós queremos atrair e fixar jovens com empregos com direitos e com futuro.
4. A Habitação social e a habitação a custos controlados tem de existir em todas as freguesias. Também é um fracasso total desta maioria, porque em 12 anos ainda não foram completados os 112 fogos que o anterior presidente do PS (em 1992) tinha negociado com o Instituto Nacional de Habitação.
5. A Educação é essencial e está quase tudo por fazer. Escolas d’ Amanhã. Envolvimento dos 2 milhares de Professores e Educadores, muitos deles com saberes especiais, com mestrados, pós graduações e doutoramentos. Defendemos a criação do Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta. A Universidade de Coimbra tem mesmo que se desenvolver em Alcobaça!
6. Nós saberemos desenvolver Alcobaça Concelho saudável. Apostaremos na Saúde Preventiva e Mental. Sim ao Hospital Bernardino d’ Oliveira
7.Teremos outra dinâmica no Desporto de massas, para todos, incluindo o escolar. Temos o projecto “Alcobacíadas”. Saberemos desenvolver com as colectividades os Jogos Tradicionais.
8. Rede Social e solidariedade activa. Integração da comunidade imigrante. Rentabilizaremos o espaço das colectividades, que desejarem, para servir a terceira idade e a juventude. Com pequenos investimentos podemos ter respostas de qualidade e de apoio a estas áreas.
9. Alcobaça cidade Museu. Museu da Abadia. Museu dos Coutos. Cooperaremos com o magnífico Armazém das Artes. Abriremos e renovaremos o Museu Nacional do Vinho. Colocaremos o Mosteiro de Cós nos roteiros turísticos. Desenvolveremos o plano para a Cela Velha com o Museu das Máquinas falantes, museu etnográfico e agrícola.
10. Teremos muito mais cuidado com os Eventos Municipais, daremos o destaque merecido ao Dia do Município e as diversas Feiras serão animadas.
11. Teremos estratégia para o Turismo, que pode ser factor de desenvolvimento económico, social e cultural. Defendemos uma estratégia para atrair pessoas nas épocas baixas. Desenvolveremos o PPPP (Plano de Promoção do Pinhal e das Praias de Pataias).
12. Os alcobacenses passarão a estar a par do que se passa no Oeste e nas empresas intermunicipais. Defendemos uma nova dinâmica de cooperação com os municípios vizinhos.
13.Incentivaremos e confiaremos nos trabalhadores do município e dos Serviços Municipalizados, porque sem motivação deles não podemos crescer e evoluir. Avaliaremos justamente e promoveremos os melhores.
14. Passaremos a conhecer o nosso bem Água, que consideramos estratégico! Bem precioso público.
15.A sustentabilidade Ambiental é decisiva e saberemos desenvolver a Agenda local 21.
16. Teremos projectos para as novas energias e fomentaremos a Eficiência Energética.
17. A nossa diversidade será potenciada porque inclui Mar, zonas ribeirinhas, Lagoa de Pataias e serra.
18. Estamos em níveis baixíssimos de Saneamento. Temos novas soluções integradas, valorizando empresas d’ Alcobaça.
19. Criaremos mais receitas (prata da casa) e Pagaremos “na hora” (fornecedores).
20. Geminações a sério. ECOA (Embaixadores do concelho de Alcobaça).
21. Associação de Municípios de Cister e a Rota Europeia terão vida e impulsos decisivos.
22.Praticaremos efectiva descentralização de meios e competências, com apoio transparente aos autarcas das freguesias. Promoveremos a Associação de Freguesias.
23. Teremos Arquivo Municipal e histórico do município.
24. Política para a Pessoa deficiente e as Barreiras Arquitectónicas estará sempre na nossa acção sistemática para a Inclusão.
25.Praticaremos o envolvimento e cumprimento do Estatuto da Oposição.
26. Atendimento aos Munícipes e Relações Públicas será em “open space” e cada vez mais próximo do cidadão.
27. Participação do munícipe é vital. Conselhos Municipais/ activos. Locais informais, todos pelouros.
28. Contamos com a criatividade dos empresários e dos empreendedores. IDEIA (Investir Desenvolvimento Económico Integrado alcobacense). CÁ (consumir em Alcobaça).
29. A requalificação dos Centros Históricos e das praças da cidade, vilas e aldeias é fundamental para a coesão social do nosso concelho. Queremos mais habitação a custo controlado, investimento no restauro de edifícios na cidade de Alcobaça e nas principais freguesias. Desta forma evita-se o vazio, a desocupação e efectiva-se realmente o restauro de edifícios nos centros históricos.

Estas e outras propostas onde podem ser encontradas.
O município liderado pela CDU tem a vantagem de já ter muitas propostas amadurecidas devido à experiência adquirida nestes 12 anos. No site http://www.vivalcobaca.org/ e no meu blog pessoal http://www.uniralcobaca.blogspot.com/
Os leitores do Tinta Fresca poderão encontrar outras dezenas de propostas que apresentámos, arrumadas por pelouro ou assunto.

Valorizar o trabalho de todos os autarcas
Para haver uma boa governação local é preciso sonhar, é preciso fazer projectos, mas depois também é preciso saber envolver a população, os autarcas, as pessoas interessadas. Esta maioria não consegue envolver, nem sequer os dois vereadores da oposição.
Nós temos 18 freguesias e temos cerca de 200 autarcas. Nestes 12 anos a Câmara não teve qualquer contacto com os Presidentes das Assembleias de Freguesia e os seus membros. Mesmo o órgão Assembleia Municipal, não foi dignificado com instalações para poder produzir. Temos um “exército” mas precisamos de os saber motivar e dar meios para realizarem a PAZ com obras e acções.
Saberei envolver todos os vereadores eleitos, mesmo os do PSD que agiram sectariamente para comigo. Todos os que quiserem trabalhar terão pelouro e responsabilidades. Saberei somar e potenciar as capacidades dos eleitos dos outros partidos.
Entendemos que os Partidos devem ser escolas de democracia e só o poderão ser se estiverem a par do que se pensa fazer no Poder Local.

O que aprovei para melhorar o concelho de Alcobaça
Não há nenhuma estrada ou grande obras (seja o cine teatro, as piscinas de Pataias e Benedita, escolas e jardins, obras de SMPorto, requalificação urbana, saneamento, abastecimento de água) que eu não tenha aprovado. Não é aí que existe a diferença, nesses casos até houve a aceitação de algumas sugestões. Onde está a diferença é de facto na incapacidade de serem receptivos a propostas políticas centrais, que vamos implementar logo que tenhamos poder.

A minha autoavaliação do que tenho feito como vereador
Tenho a consciência tranquila, porque dei o meu melhor. As pessoas estão satisfeitas com a minha permanente intervenção política e com a informação que presto, quer através do site, por e-mail, nomeadamente pela divulgação do registo que faço das reuniões de Câmara. É claro que estaria muito mais satisfeito, se a maioria das propostas que apresentei estivessem a resolver os problemas concretos das pessoas e a dar mais felicidade e qualidade de vida.

O que os munícipes me vão dizendo.
Vão-me transmitindo confiança e força, ao longo destes 3 mandatos. Para não desistir, para continuar, porque confiam em mim e acham o meu trabalho positivo e a prova é que me fazem chegar sugestões e críticas, de forma a melhorar o trabalho da CDU.

Sobre a não recandidatura do presidente Gonçalves Sapinho
Nós preferíamos fazer o combate eleitoral com ele. Lamentamos que seja por motivos de saúde que não se recandidate a presidente de Câmara. Também ainda não sabemos se não é ele o candidato à presidência da Assembleia Municipal. Isso era o que nós preferíamos. Queremos derrotar, eleitoralmente, o projecto PSD, liderado ainda por Gonçalves Sapinho.

Acredito que a CDU pode vencer as autárquicas
Nós vamos renovar a equipa, incluir jovens, mulheres e pessoas capazes de produzir boas soluções em todas as frentes e para todas as freguesias. Pensamos que está na hora de os alcobacenses experimentarem outra liderança local, uma governação CDU. Podemos fazer muito mais e melhor por Alcobaça e pelos alcobacenses. A maioria CDU, nas próximas eleições, será uma óptima notícia. Experimentar a gestão CDU, é transformar a governação local, será implementar um bom conjunto de boas práticas políticas de efectivo serviço público.

Sou novamente o primeiro da lista CDU para a CMA.
Por consenso a coordenadora da CDU voltou a propor-me para 1º da lista à Câmara.
É a sexta vez! Comecei com 1200, depois crescemos 50% e passámos para 1800, depois demos um salto enorme para 6033, Em 2001 tivemos 6500 votos sem a freguesia da Moita. Em 2005, com o Bloco a concorrer tivemos mais de 5000 votos.
Espero que esta persistente aprendizagem, nestes 3 mandatos como Vereador, me permita transmitir a confiança a mais eleitores de forma a conseguirmos a Maioria e podermos ter uma liderança CDU.
Poderia ter optado por projectos de maior interesse pessoal, mas achei que servir a causa pública, pondo toda a minha energia e saber acumulado, é de facto, uma missão que gosto. Sou feliz a trabalhar para ajudar a satisfazer interesses e necessidades colectivas.

O que mais gostaria de fazer nos primeiros tempos como Presidente
Terei mais em conta a economia para criar mais riqueza e mais emprego com direitos e procurar que o nosso concelho tenha respostas para as pessoas terem uma vida feliz.
Descentralizar meios e competências para as freguesias e instituições.
Atacar a dívida imensa deixada pelo PSD/Sapinho e criar mais fontes de receita.
Concretizar todas as questões sociais importantes tendo em conta as Instituições e os autarcas das Freguesias.
Fomentar o desporto popular, apoiar muito mais a dinâmica da cultura e o papel das nossas colectividades.
Aumentar as respostas qualificadas no saneamento e potenciar a nossa riqueza em água.
Outra das acções é concretizar a progressão de carreira de muitos trabalhadores da Câmara e dos Serviços Municipalizados. Os recursos humanos são outra questão muito mal conduzida por esta maioria.

Para terminar
Espero que os alcobacenses estejam atentos e acreditem que são possíveis outras práticas políticas, se motivem para estes actos eleitorais, não fiquem em casa, votem e confiem na CDU.
Nós iremos contribuir para unir os alcobacenses, para abrir a Câmara, ouvir e recolher opinião, para a boa resolução dos seus problemas e na busca permanente de melhor qualidade de vida.

Rogério Manuel Madeira Raimundo
Candidato a Presidente da Câmara
Pela CDU
Nas Autárquicas de Outubro de 2009


Texto especialmente produzido para o Jornal Digital “Tinta Fresca”
31 Março 2009
02-04-2009
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Cavaco
Rui Alexandre
Cidadania exclusiva
Luís Guerra-Rosa
D. Nuno Álvares Pereira: Glória, Honra e Exemplo
Saul António Gomes
Mudança
Nuno Miguel Cruz
Unir Alcobaça. Vamos abrir a Câmara e dar prioridade às pessoas!!!
Rogério Raimundo
Para um balanço a preto e branco, com várias tonalidades de cinzento
Daniel Adrião
O tempo que passa também é de oportunidades
Carlos Bonifácio
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o