Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O coronavírus COVID-19 vai tornar-se um problema grave em Portugal?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 225 Director: Mário Lopes Sábado, 28 de Setembro de 2019
Presidente do PSD diz ser “pouco crível que um ministro não articule aspetos desta gravidade com o PM”
Rui Rio critica PS pelo escândalo de Tancos
e promete descer IVA da eletricidade para 6%
   
Rui Rio em Leiria com o ex-deputado do PS Henrique Neto,
que está "mais próximo de Rui Rio que de António Costa" 
Rui Rio considera “pouco crível” que o Primeiro-Ministro desconhecesse o encobrimento sobre o furto de equipamento militar de Tancos. “Eu acho que é pouco crível que um ministro, seja ele qual for, não articule aspetos desta gravidade com o Primeiro-Ministro, ainda assim eu nunca poderei dizer mesmo se ele sabia ou não”, afirmou Rui Rio.

   Em conferência de imprensa, nas Caldas da Rainha, esta quinta-feira à tarde, Rui Rio entende igualmente como grave “a hipótese” de António Costa não saber, já que tal indicaria que havia ministros que não informam o Primeiro-Ministro de tudo aquilo que “de relevante e grave” se passa no respetivo Ministério. Para o líder do PSD, este caso demonstra desorientação na coordenação do Governo. “O que se terá passado ao longo desses quatro anos dentro do Governo que o Primeiro-Ministro não soube e o que poderá acontecer de importante no futuro, num governo presidido pelo dr. António Costa, que o Dr. António Costa pura e simplesmente não saiba?”, interrogou.
 
   “O ministro da Defesa não articula com o primeiro-ministro? Articula com o presidente da Concelhia do PS do Porto e não articula com o secretário-geral e o primeiro-ministro do Governo a que ele pertence?”, insistiu.

   Depois de ter lido o relatório da acusação do Ministério Público, Rui Rio admite que nem tudo possa ser verdade, “mas seguramente nem tudo é mentira”. “Um governo não pode funcionar assim”, sintetizou.

   Rui Rio criticou ainda o relacionamento entre o ministro da Defesa e o Grupo Parlamentar do PS, por causa da tentativa de “branqueamento” por parte de um deputado do PS, que “procurou ajudar a ocultar a verdade”.
O Ministério Público acusou 23 pessoas, entre elas o ex-ministro da Defesa no caso do furto e da recuperação das armas de Tancos.

  Rui Rio em Leiria respondeu a questões representativas de todos os concelhos do distrito

  
    O presidente do PSD também passou por Benavente
                          no distrito de Santarém
A comitiva do PSD percorreu o centro das Caldas da Rainha no final da tarde de quinta-feira. Rui Rio e a cabeça de lista por Leiria, Margarida Balseiro Lopes, caminharam pela Rua Almirante Cândido dos Reis até ao mercado da fruta. O Presidente do PSD encontrou uma senhora que se apresentou como uma conterrânea da sua idade, e lhe disse que nasceu também “em Massarelos, em ’57”. “Eu também nasci em ’57, mas não foi em Massarelos, foi no Bonfim”, retificou Rui Rio.

   À noite, o empresário Henrique Neto foi o convidado de honra de uma conversa (“talk”), no Mercado Sant’Ana, onde respondeu, ao lado do Presidente do PSD, a 16 questões colocadas por cidadãos, uma por cada município que constitui o distrito de Leiria.

   O ex-militante socialista, que consolidou vida empresarial na Marinha Grande, defendeu que pode “ser útil expressar” o que pensa “sobre os diferentes problemas do país”. Confessando ter “muito respeito pelo Dr. Rui Rio”, Henrique Neto referiu que se sente “mais próximo do Dr. Rui Rio do que do Dr. António Costa, sobre isso não há dúvida”.

   A cabeça de lista por círculo de Leiria insistiu na abertura da Base Aérea de Monte Real à aviação civil, criticando o PS que, “quando houve a votação desse diploma” na Assembleia da República, “se absteve nessa votação”.

    Perante uma plateia de cerca de 400 pessoas, o líder da distrital de Leiria, Hugo Oliveira, acusou o secretário-geral socialista de faltar à verdade sobre a Base Aérea de Monte Real. “Todos defendemos a abertura da Base Aérea de Monte Real à aviação civil, mas o candidato socialista e atual primeiro-ministro disse que há dois anos que está a trabalhar nesse projeto, mas também há um ano disse o contrário”, apontou, considerando que “é por isso que os políticos deixam de ter credibilidade”.

    Nesta tertúlia, Rui Rio explicou o modelo económico que o PSD propõe para o País e que passa pela redução do peso dos impostos, que não é “nenhum milagre”, pois as contas estão feitas. “Aquilo que é a nossa principal aposta (…) é a redução de impostos. (…) Nós propomos a redução do IVA da eletricidade e do gás de 23 para 6%. Não é um milagre, eu sei que custa 500 milhões de euros e tem uma folga de 3,7 mil milhões de euros. (…)”, afirmou.

    Antes de começarem as perguntas e respostas, dois atores voltaram a representar uma rábula – à semelhança do que já tinha sido feito em Faro com o tema da saúde –, mas desta vez dedicada à carga fiscal.
 
    Fonte: PSD|Leiria
28-09-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Os sete pecados mortais da “Geringonça”
Mário Lopes
OPINIÃO
Feira de São Bernardo, Casal Gregório e arranjos exteriores das antigas escolas primárias de Alcobaça
Carlos Bonifácio
10 cuidados a ter este verão para prevenir infeções nos pés
Dr. Francisco Freitas
Saiba como ganhar dinheiro nas Apostas Desportivas a longo prazo
Por PTAposta
Entenda porque a Bettilt é a melhor Casa de Apostas em Portugal
Por Bettilt
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o