Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Governo deve tomar medidas mais enérgicas para conter a pandemia?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 238 Director: Mário Lopes Quinta, 19 de Novembro de 2020
Para coordenar a resposta municipal à pandemia
Câmara do Cartaxo ativou Posto de Comando Municipal de Proteção Civil
   
                     Reunião da Proteção Civil do Cartaxo
O Centro de Promoção Vitivinícola e o Auditório Municipal, localizados na Quinta das Pratas, passaram a acolher, desde esta quarta-feira, dia 18 de novembro, o Posto de Comando Municipal de Proteção Civil que a Câmara Municipal do Cartaxo ativou para coordenar a resposta municipal à pandemia do novo coronavírus SARS-COV2 e à doença Covid-19. O Posto de Comando Municipal de Proteção Civil foi ativado para coordenar a resposta municipal e os meios humanos e técnicos disponíveis no concelho e envolvidos no combate ao contágio por novo coronavírus SARS-COV2 e no apoio à população atingida pela doença Covid-19. O Posto de Comando tem linha de telefone direta e email de contacto disponível para dúvidas da população e necessidades de apoio.

    Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo e responsável pela proteção civil no concelho, explicou que o Posto de Comando é uma estrutura operacional que “permite agilizar a coordenação dos meios disponíveis, quer municipais, quer da autoridade de saúde local e das forças de segurança, no apoio à população, aos agrupamentos de escolas, às instituições de solidariedade social e às empresas do concelho, no que respeita ao combate à pandemia”.

   O Posto de Comando passa a garantir a gestão da resposta municipal à pandemia e é responsável pela coordenação de todos os meios disponíveis na área do município, promovendo a eficácia e eficiência das respostas, garante a manutenção da reserva estratégica municipal de equipamentos de proteção individual – que a Câmara Municipal constitui desde o início da pandemia –, coordena e acompanha, do ponto de vista operacional, a equipa multidisciplinar que desde março mantêm visitas regulares às estruturas de apoio a idosos (ERPI) e a casas de acolhimento de idosos no concelho.

   Além disso, é responsável pela ligação permanente e direta ao Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS), e à autoridade de saúde local, a qual apoia com equipas dedicadas para rastreio e identificação das cadeias epidemiológicas.

   Câmara Municipal destacou técnicas municipais para apoiar o trabalho da autoridade de saúde local

    O Posto de Comando é coordenado pelo presidente da Câmara Municipal e é composto pela Coordenadora Municipal de Proteção Civil, Ana Coelho, pelo Adjunto de Comando dos Bombeiros Municipais do Cartaxo, Vítor Rodrigues, por efetivos da GNR e da PSP, por representante da Cruz Vermelha Portuguesa-Centro Humanitário de Santarém/Cartaxo, por representante da autoridade de saúde local, pela coordenadora da área de Ação Social e Saúde da Câmara Municipal, Conceição Reis, assim como por várias psicólogas, assistentes sociais e técnicas do município destacadas das suas funções habituais na Câmara Municipal para apoiar a área de saúde – passam a integrar a equipa de rastreio criada para reforçar os inquéritos epidemiológicos e o controlo de situações de isolamento profilático e de vigilância ativa.

   Pedro Magalhães Ribeiro destacou a importância de “toda a comunidade assumir esta luta como sua. Nas unidades de saúde local o trabalho dos profissionais de saúde é de uma exigência extrema a nível físico e psicológico, o número de pessoas em isolamento profilático e vigilância ativa ou passiva no concelho que têm de ser contactadas quer pela autoridade de saúde, quer pelas forças de segurança, numa base diária é, lamentavelmente, enorme”, afirmou o autarca que destacou a disponibilidade imediata de trabalhadores da Câmara Municipal para integrar o Posto de Comando Municipal de Proteção Civil.

    O Posto de Comando está organizado em três áreas de ação – operações, logística e planeamento.

   A área de operações integra os agentes de proteção civil e forças de segurança – PSP, GNR, Serviço Municipal de Proteção Civil, Bombeiros Municipais do Cartaxo e Cruz Vermelha Portuguesa- Centro Humanitário de Santarém/Cartaxo.

    A área de planeamento que coordena as necessidades de isolamento profilático ou vigilância ativa e efetua o rastreio de cadeias de transmissão, integra elementos do serviço municipal de proteção civil, da autoridade de saúde local e a equipa de rastreio.

    A logística agrega o apoio à população, o controlo da reserva estratégica de equipamentos de proteção individual (EPI), mantendo inventário das necessidades dos lares, centros de dia e apoio domiciliário, assim como, de instituições com valências de apoio social ou educativo, coordena as ações de descontaminação e é responsável pela ativação e equipamento de Zonas de Concentração e Apoio à População (ZCAP).

    Pedro Magalhães Ribeiro reforça apelo à comunidade para se manter vigilante e cumprir os comportamentos recomendados pelas autoridades de saúde

      Para o autarca “o trabalho que dezenas de profissionais na área da saúde, nas forças de segurança, no apoio social, têm desenvolvido desde março, tem sido exemplar”. Referindo que “há profissionais a trabalhar sem férias e sem folgas, há técnicos para quem os dias de trabalho passaram a não ter hora para terminar, há muita gente no nosso concelho que arrisca diariamente a sua saúde para dar resposta à maior crise de saúde pública do nosso tempo e há voluntários que deixam as suas famílias para apoiar quem está em isolamento”.

   Pedro Magalhães Ribeiro considera que “a pandemia veio pôr-nos à prova. Não só é um desafio à nossa capacidade de trabalho e resistência, mas também ao nosso compromisso com a comunidade, com a capacidade de manter a esperança e de garantir que nesta luta desigual ninguém fica sozinho. Mais do que nunca, este é o tempo de promover a união e de ser solidário”.

     “Manter as crianças e jovens nas escolas, para garantir que o seu percurso educativo é o menos afetado possível, para responder à necessidade imperiosa de garantir que as empresas, o comércio e a restauração mantêm o mais possível a sua atividade e que os serviços essenciais não são interrompidos, ao mesmo tempo que as pessoas têm de cumprir restrições de circulação, é um equilíbrio muito difícil”, afirmou o autarca, “cabe a cada um de nós, nos nossos comportamentos e gestos diários, contribuir para aliviar o peso num dos pratos da balança. Não nos acusemos uns aos outros, juntemos esforços, sejamos apoio mútuo num momento que exige muito de todos, que não tem fim à vista e sobre o qual o nosso controlo é muito escasso”.

Posto de Comando Municipal de Proteção Civil
Quinta das Pratas – Cartaxo
Funcionamento – 24 horas/dia
Atendimento público – por telefone ou e-mail
Linha direta – 243 700 285
e-mail – sos.coronavirus@cm-cartaxo.pt
 
   Fonte: GIC|CMC
19-11-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Proteja-se da COVID-19. Proteja-se da pneumonia
Dr. Paulo Paixão
Iluminação do Parque Verde, passadiços na Baia de S. Martinho do Porto e lotes para habitação
Carlos Bonifácio
Viver com a demência em tempos de COVID: conselhos para quem cuida
Teresa Castanho
Diabetes: um inimigo silencioso
Dr. Manuel Portela
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o