Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Governo deve fazer mais para combater as alterações climáticas?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 80 Director: Mário Lopes Terça, 19 de Junho de 2007
De 14 a 30 de Junho
Exposição “Gárgulas do Mosteiro da Batalha” dinamiza concurso 7 Maravilhas de Portugal

     


Cartaz

A exposição inédita “Gárgulas do Mosteiro da Batalha” está patente de 14 a 30 de Junho, na Galeria de Exposições Mouzinho de Albuquerque. Esta iniciativa faz parte do programa de divulgação do Mosteiro da Batalha, no âmbito do concurso 7 Maravilhas de Portugal. A mostra, uma organização da Câmara Municipal e do Mosteiro da Batalha, com o apoio da EAOTB e do CEPAE, reúne um importante espólio fotográfico de algumas das mais impressionantes gárgulas do Mosteiro da Batalha, além de ter painéis explicativos e uma área multimédia. É possível observar na exposição três gárgulas originais e duas réplicas. 

      Estiveram presentes na inauguração Carlos Henriques, vice-presidente da autarquia, em representação do presidente da autarquia António Lucas, que está nos Açores no Congresso Nacional da Associação de Municípios, que se realizou este fim-de-semana, Miguel Sousinha, presidente da Região de Turismo Leiria-Fátima, Júlio Órfão, director do Mosteiro da Batalha, Luís Jordão, presidente do conselho executivo da EAOTB – Escola Profissional de Artes e Ofícios da Batalha, José Travassos Santos, além de outras entidades oficiais.
     


Abertura da exposição com Júlio Órfão e José Travassos Santos em primeiro plano


Na ocasião, Júlio Orfão sublinhou a importância do trabalho conjunto da autarquia com o Mosteiro para esta exposição. O director do Monumento Património Mundial referiu ainda que as gárgulas são um “aspecto enigmático” do Mosteiro e que não são mais do que goteiras que serviam para afastar a água das paredes do monumento. 

      O director do Mosteiro da Batalha referiu ainda que esta exposição se insere na programação de divulgação do monumento no âmbito do concurso 7 Maravilhas de Portugal. Júlio Orfão lembra que o Mosteiro é “reconhecido mundialmente” e, por isso, seria caricato não “ser reconhecido pelos portugueses.”

      Por sua vez, Carlos Henriques reiterou que a autarquia está sempre disponível para ajudar o Mosteiro na sua divulgação. Neste caso, a exposição será itinerante pelas várias escolas do concelho estando a autarquia a tentar também chegar a outros concelhos da região. O vereador da Cultura destacou ainda o trabalho de apoio da EAOTB na elaboração desta exposição.

As gárgulas

     


Uma das gárgulas da exposição

As gárgulas são goteiras esculpidas, quase sempre em forma de animal ou figura grotesca, cuja finalidade é a de escoar as águas recolhidas nas caleiras das grandes obras arquitectónicas, levando a que fossem projectadas para longe das paredes e fundações no exterior das construções, evitando assim que se infiltrassem no solo junto aos alicerces, onde acabariam por dissolver as argamassas e arruinar as alvenarias, ou que desgastassem as pedras exteriores, trazendo perigo à estabilidade da construção. 

      Foi sobretudo na época medieval, mais precisamente no período entre os séculos XII e XV, a partir da construção das grandes catedrais góticas, que as gárgulas viriam a popularizar-se na Europa Ocidental, principalmente na França e em Inglaterra, em menor escala em outros países europeus como Portugal. A exposição “Gárgulas do Mosteiro da Batalha” pode ser visitada de Segunda a Sexta-feira das 14h30 às 17h30, sábados e domingos das 14h30 às 18h.

19-06-2007
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
A Linha do Oeste, o TGV e o Aeroporto da Ota
Mário Lopes
OPINIÃO
Perpetuum mobile - Celebrar a Continuidade
Miguel Sobral Cid
XV Cistermúsica - Festival de Música de Alcobaça
Alexandre Delgado
Óbidos já é uma “Maravilha de Portugal”, mas...
Carlos Orlando Rodrigues
A importância da arquitectura nas cidades com património histórico
Carlos Bonifácio
“Ao Menino e ao Borracho mete Deus a mão por baixo…”
Isabel Ferreira e Margarida Batalha
De novo a diáspora?! Ou multilocalidade?
Alzira Simões
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o