Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 230 Director: Mário Lopes Segunda, 9 de Março de 2020
Investimento superior a 5 mil euros
Câmara da Batalha aposta em ecopontos florestais para apoiar a limpeza de terrenos
   
                                             São Mamede
A autarquia da Batalha vai disponibilizar uma rede de ecopontos florestais, com vista à recolha de resíduos de limpeza de matas ou jardins.

   O investimento, superior a 5 mil euros para uma rede inicial de 2 (dois) ecopontos a instalar nas freguesias como maior mancha florestal de São Mamede e Reguengo do Fetal apresenta um duplo objetivo: prevenir os incêndios e colaborar com os proprietários e produtores florestais na reciclagem dos resíduos florestais.

   O presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, justifica a adoção da medida com a necessidade de apoiar os cidadãos a cumprir voluntariamente as operações de limpeza florestal, sobretudo a população mais idosa.

   "Quando notificamos as pessoas, elas acabam por limpar o terreno. As pessoas estão mais sensibilizadas. Mas existem situações de carência social e de dificuldade de acesso aos meios de limpeza que justifica mais este apoio à população. No último ano, investimos mais de 50 mil euros em operações de limpeza da floresta e caminhos nas 4 freguesias do Concelho”, realça o autarca.

   Paulo Batista Santos destaca que este projeto “acaba por ser uma forma de prevenir e de minimizar os custos dos munícipes nas operações de limpeza florestal”. “A freguesia de São Mamede será a primeira e já tem o ecoponto disponível na Rua da Serra da Moita, no lugar dos Crespos, em São Mamede", esclarece o Autarca.

    "Queremos também criar uma rede que promova a recolha dos resíduos florestais da limpeza de matas ou dos jardins, com possibilidade de depois se transformar em biomassa para levar para a central de biomassa ou na indústria das pellets”, explica.

     “Se conseguirmos criar uma rede de ecopontos sustentáveis, podemos chegar ao ponto de impedir queimas e queimadas no concelho, reduzindo assim o risco de ocorrências de incêndios florestais. Já estamos a percorrer o concelho em ações de sensibilização em parceria com a Guarda Nacional Republicana, agora há um fator que não dominamos que são as condições meteorológicas”, conclui Paulo Batista Santos.
 
   Fonte: MB
09-03-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Cuidados a ter com a postura em situação de teletrabalho
Dr. Francisco Oliveira Freitas
A importância do uso racional dos antibióticos
Dr. Ricardo Jorge Silva
Entrar na primavera com bons olhos
Dr. Raúl Sousa
Sugestões de viagem pela nossa região no verão
Por Andrew Balza
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o