Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 215 Director: Mário Lopes Domingo, 2 de Dezembro de 2018
Tomar
Rio Nabão alvo de nova descarga poluente
  
 Poluição voltou a ser visível na ilha do Mouchão
O Rio Nabão foi alvo de mais uma descarga poluente. Os seus efeitos tornam-se particular- mente visíveis junto à ilha do Mouchão, em Tomar, na zona do estádio desportivo e jardim infantil, com formação de espuma densa de cor amarelada. O Bloco de esquerda, através do deputado Carlos Matias, recorda que não é, contudo, a primeira vez que tal acontece. Já em novembro de 2016, na sequência de um outro forte derrame poluidor ocorrido na altura, e em reposta à pergunta n.º 1471/XIII/2ª do BE, o Ministério do Ambiente informou nada ter “sido detetado de menos correto no funcionamento das ETAR de Seiça e do alto do Nabão”.

   Ainda de acordo com essa informação, “não havendo evidências de um incorreto funcionamento das mesmas”, aguardavam-se “os resultados das análises às amostras recolhidas, para retirar alguma conclusão.”

   No dia 28 de março de 2017, o BE voltou a denunciar que o Rio Nabão tinha sido alvo de mais uma descarga poluente, tendo de novo questionado o Ministério do Ambiente sobre o assunto.

   Apesar de Ministério do Ambiente e Câmara Municipal de Tomar terem conhecimento dos sucessivos episódios poluentes, as descargas continuam sem que, aparentemente, algo de eficaz tenha sido feito para as impedir.

   No dia 26 de novembro, a comunicação social local e populares alertaram para nova vaga de poluição no Rio Nabão, com a água a ganhar um tom escuro e uma massa de espuma densa a cobrir parte do rio Nabão naquela zona da cidade de Tomar.

   Atendendo ao exposto, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente, se o Governo tem conhecimento da ocorrência de nova descarga poluidora do Rio Nabão, em Tomar, se já foram identificadas as origens das fontes poluidores do rio Nabão e qual o resultado das análises recolhidas, a montante e a jusante das ETAR acima referidas, nos cursos de água para onde drenam e respetiva conclusão.

   Deputado Carlos Matias questiona ainda quais os produtos que estão a ser rejeitados no meio hídrico e que medidas o Ministério do Ambiente vai tomar para evitar que novas e sucessivas descargas no Rio Nabão continuem a suceder.
02-12-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Pela Conclusão da IC3/A13
Tiago Carrão
Posição do CDS sobre os documentos previsionais do Municipio de Alcobaça para 2019
Carlos Bonifácio
A vacinação reduz o número de casos e de mortes por pneumonia
Dr. Vasco Barreto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o