Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 234 Director: Mário Lopes Quinta, 2 de Julho de 2020
Bispo da diocese de Leiria-Fátima
Cardeal D. António Marto convida à inscrição
em Educação Moral e Religiosa Católica
   
                                                       Cartaz
O Cardeal D. António Marto, bispo da diocese de Leiria-Fátima acaba de publicar uma mensagem a convidar os encarregados de educação a matricularem as crianças e jovens na disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC). “A situação atual de pandemia veio reforçar a necessidade de que a educação na escola abranja todas as dimensões do ser humano”, contextualiza o prelado para, logo a seguir, constatar que “é preciso ser saudável não só do ponto de vista físico, mas também espiritual, moral e cultural”.

  Na situação atual, os professores de EMRC foram mantendo o seu trabalho junto dos alunos, mas tiveram um contacto mais reduzido. Nessa linha, o Serviço de Pastoral nas Escolas, que coordena o setor na Diocese, esclarece que “não foi quase possível levar a cabo a habitual sensibilização dos mesmos para se matricularem na disciplina para o próximo ano letivo”. A esta dificuldade acresce uma alteração nos moldes em que decorrem as matrículas, que pode, mais facilmente, levar a que muitos acabem por não se inscrever na disciplina.

   Para D. António Marto, a aula de EMRC é “um precioso contributo para uma formação integral, em que se descubra e aprofunde os valores da vida e do convívio em sociedade à luz da dimensão moral e religiosa”. Para o bispo de Leiria-Fátima, as crianças e jovens saem mais bem preparados “para um futuro, dispondo de conhecimentos religiosos e de espiritualidade como ‘ferramentas’ humanas que lhes permitam ser verdadeiramente felizes e construtores de uma sociedade nova”.

   Juntamente com o convite, é pedido aos párocos que sensibilizem os seus paroquianos para a importância desta disciplina e para a matrícula na mesma, nomeadamente através dos avisos paroquiais, de alguma comunicação aos pais das crianças e adolescentes da catequese, ou por outras vias que lhes pareçam oportunas.

   Mais informação em https://is.gd/WG3Wea

   Fonte: GIC|DLF
02-07-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
O CEPAE e o Museu Nacional da Floresta
Adélio Amaro
Estatuária, Memória e Democracia
Leonor Carvalho
As grandes epidemias da História
Joaquim Vitorino
Dever de informar
Carlos Bonifácio
A Pandemia… dos ignorados
Dr. Joaquim Brites
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o