Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O coronavírus COVID-19 vai tornar-se um problema grave em Portugal?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 230 Director: Mário Lopes Segunda, 23 de Março de 2020
Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil foi ativado a 17 de março
Cadaval não tem qualquer munícipe infetado com COVID-19
  
                    Ação de desinfeção das ruas do Cadaval
Foi ativado no dia 17 de março, no Cadaval, o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil, no seguimento de deliberação tomada pela Comissão Municipal de Proteção Civil da Cadaval. Providenciar, através de uma resposta concertada, as condições e os meios indispensáveis à minimização dos efeitos da pandemia COVID-19 é o principal intuito desta medida. Até agora, o Cadaval não tem qualquer munícipe infetado, havendo, contudo, sete casos em vigilância ativa.

   A reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil da Cadaval (CMPC) resulta da elevação do Estado de Alerta Especial para o nível Amarelo, desde o dia 16 de março, o qual determina o grau de prontidão nacional, ao nível das operações de proteção e socorro.

   O encontro da CMPC contemplou a abordagem das medidas de contingência planeadas e executadas pelo Município até ao momento.

   Em resultado da deliberação da Comissão, foi declarada, por parte de José Bernardo Nunes, presidente da Câmara Municipal, a ativação do Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil (PMEPC), no âmbito da pandemia do COVID-19, ao abrigo do n.º 4 do artigo 8.º, n.º 1 do artigo 9.º e n.º 1 do artigo 13.º da Lei de Bases de Proteção Civil – Lei 80/2015 de 3 de Agosto.

  A ativação do PMEPC visa, nomeadamente, providenciar, através de uma resposta concertada, as condições e os meios indispensáveis à minimização dos efeitos desta pandemia. Objetiva também definir as orientações, relativamente ao modo de atuação dos vários organismos, serviços e estruturas em operações de proteção civil.

   Foca-se, por outro lado, em «definir a unidade de direção, coordenação e comando das ações a desenvolver; coordenar e sistematizar as ações de apoio, promovendo maior eficácia e rapidez de intervenção das entidades intervenientes».

   É também intuito do Plano inventariar os meios e recursos disponíveis e alocáveis para acorrer à situação, além de «minimizar a perda de vidas e bens, atenuar ou limitar os efeitos pandémicos e restabelecer, o mais rapidamente possível, as condições mínimas de normalidade».

  Habilitar as entidades envolvidas no PMEPC a manterem o grau de preparação e de prontidão necessário à gestão da situação é outra das finalidades.

   Por último, a medida intenta «promover o aviso e informação da população, de modo a que esta possa seguir as instruções das autoridades e adotar as medidas de autoproteção mais convenientes».

  A ativação do Plano reafirma as medidas e recomendações de segurança já diligenciadas pelo Município e constantes dos quatro comunicados oficiais emitidos, previamente, pelo presidente da Câmara Municipal (disponíveis em www.cm-cadaval.pt).

    Como medidas adicionais, são ainda incluídas, nesta ativação do PMEPC, as seguintes: «preparação de pavilhões municipais para isolamento temporários de doentes menos graves e/ou para quarentena; preparação de recintos para receber o suporte logístico à situação pandémica; encerramento ao público de cemitérios do Concelho por tempo indeterminado, abrindo apenas para a realização de serviços fúnebres, de acesso restrito aos familiares diretos (com numero limitado de 10) e respeitando distanciamento social».

    Respostas municipais ao COVID-19

   No âmbito das medidas de prevenção e resposta ao COVID-19 foi criada uma resposta social, da parte do Município do Cadaval, nomeadamente para entrega ao domicílio de géneros alimentares, medicamentos e outros bens de 1ª necessidade, para idosos e pessoas em isolamento voluntário ou quarentena sem resposta social.

    Já arrancou também a desinfeção de espaços públicos do Concelho do Cadaval, no âmbito da prevenção e mitigação do COVID-19. A ação de desinfeção incide em espaços públicos do Concelho com mais incidência/concentração de pessoas.   Esta ação decorre por todo o Concelho, numa articulação do Município com as Juntas de Freguesia, e tem como objetivo a redução de possíveis fontes de contágio.
 
    Fonte: BF|SCRP|CMC
23-03-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Aprender a viver com o coronavírus
Mário Lopes
As doenças raras em Portugal e o papel da Medicina Interna
Dr. Paulo Castro Chaves
Em Portugal, ser raro… não é raro
Dr. Joaquim Brites
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o