Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem é responsável pelo conflito entre os motoristas e as empresas transportadoras?
Os motoristas
As empresas
O Governo
Outros
Não sei
Edição Nº 224 Director: Mário Lopes Sábado, 10 de Agosto de 2019
Da Festa dos Tabuleiros aos combustíveis
PSD de Tomar acusa Governo de discriminar
o concelho
   
  Lurdes Fernandes, presidente
 da Concelhia de Tomar do PSD
A Concelhia do PSD de Tomar considera, desde há algum tempo que, para o Governo central, o Concelho de Tomar não é considerado, não tem relevância e não existe. “

“Basta ver a atitude de governantes e responsáveis de vários organismos públicos face a problemas reais no nosso concelho. É a APA/Ministério do Ambiente que estão há meses para resolver (ou dar uma explicação) os atentados ambientais provocados pelas descargas no nosso rio Nabão. É as Infraestruturas de Portugal que não reparam em condições as estradas nacionais que passam em Tomar e que oferecem perigos para quem nelas circula. Até o primeiro-ministro e os ministros que vão a todo o lado, em especial neste período eleitoral, não marcaram presença na nossa Festa dos Tabuleiros”, defende.

  E, agora que se aproxima “a greve dos motoristas de matérias perigosas, com repercussões negativas para a vida e todos nós, o concelho de Tomar fica de fora da Rede de Emergência de Postos de Abastecimento para veículos prioritários, o que significa que serviços essenciais como a circulação de ambulâncias de e para o Hospital, a circulação das viaturas de bombeiros em época de incêndios, as deslocações das forças de segurança, entidades da economia social, entre outros, poderão ser seriamente afetadas”, lamenta a Concelhia social-democrata.

   Para a estrutura social-democrata de Tomar, “ainda mais incompreensível se torna esta distribuição da Rede de Emergência de Postos de Abastecimento para veículos prioritários quando concelhos vizinhos possuem dois postos nesta rede e Tomar, capital do Médio Tejo, com Hospital, Instituto Politécnico e outras instituições relevantes para a região, fica de fora.”

   Assim, o PSD de Tomar urge a Câmara Municipal a esquecer a afinidade socialista que existe entre Governo central e Governo local, e a ser firme e exigente na defesa intransigente de Tomar e dos tomarenses.
10-08-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o