Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a proposta do PS de quotas para negros e ciganos nas universidades?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 220 Director: Mário Lopes Quinta, 7 de Março de 2019
Por inexistência de indícios de crime
Ministério Público arquiva inquérito de alegado desvio de donativos para vítimas dos incêndios
   
                      Paços do Concelho de Pedrógão Grande
A Procuradoria da República da Comarca de Coimbra arquivou o inquérito que tramitou sob o processo n.º 4628/18.4T9CBR na 3ª Secção do DIAP de Coimbra e que tinha sido aberto “... na sequência de notícia publicada, em 28.07.2018, no Jornal Semanário Expresso, levantando a suspeita de desvio de donativos, em dinheiro e em bens materiais, efectuados na sequência do incêndio de 17.06.2017 que afetou, nomeadamente, o concelho de Pedrógão Grande”.

    O Ministério Público, por despacho de 26.02.2019, concluiu que não resultou demonstrado o desvio de qualquer verba doada, fosse por parte da autarquia ou por outrem, pois todos os cheques recebidos foram depositados em conta, o mesmo sucedendo com os donativos em dinheiro confirmados. Concluiu também que os montantes depositados na conta aberta junto do BPI com a designação “Município de Pedrógão Grande – Incêndios 2017” se mantêm intocados.

    Da mesma forma, não se confirmaram as suspeitas de desvios de bens materiais, designadamente os enviados por uma imobiliária, apurando-se que afinal não se trataram de 19 camiões, mas apenas de um, e que os materiais destinados à Câmara Municipal de Pedrógão Grande (com vista a equipar as casas em reconstrução) se encontram em armazém.

   E por isso, no despacho final, o Ministério Público (MP) determinou o arquivamento do inquérito em face da inexistência de indícios de crime.

   A autarquia e o seu presidente sublinham que “não esperavam outro resultado face à transparência e lisura que sempre foram a marca dos seus procedimentos, e nunca deixaram de confiar na atuação do MP, que se deteve no rigor dos factos e se manteve imune às campanhas persecutórias que lhes estão a ser movidas, com puras motivações políticas e cegamente indiferentes às consequências para o bom nome dos pedroguenses e para a generosidade dos cidadãos.”

    Fonte: Bueno Press
07-03-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Festivais de Verão 2019 – Centro e Sul de Portugal
Liberdade para manifestar opinião
César Santos
A importância do Exame Médico Desportivo
Dr. Manuel Portela
Parque de auto caravanismo e passadiços de S. Martinho do Porto
Carlos Bonifácio
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o