Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
A Linha do Oeste deve ser requalificada?
Até Caldas da Rainha
Até Leiria
Em toda a extensão
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 210 Director: Mário Lopes Domingo, 10 de Junho de 2018
Fundo de Auxílio Europeu às Pessoas Mais Carenciadas.
Programa alimentar no Cadaval apoia famílias socioeconomicamente desfavorecidas
  
                  Ações decorrem no auditório municipal
Realizou-se, no dia 4 de junho, a segunda sessão da Ação de Acompanhamento “Otimização e Gestão do Orçamento Familiar”, enquadrada no Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas – Fundo de Auxílio Europeu às Pessoas Mais Carenciadas. O referido programa alimentar está a abranger um total de 90 munícipes do Concelho do Cadaval.

   A candidatura camarária a este programa alimentar (aprovada em 2017) contempla, para além da distribuição de géneros alimentares a famílias desfavorecidas, um conjunto de ações de acompanhamento, a ter lugar no auditório municipal, onde se insere a mais recentemente realizada, que abordou o tema: “Otimização e Gestão do Orçamento Familiar”.

   A mesma repartiu-se em duas sessões, dinamizadas por Fernando Marques (Leader Oeste – Programa CLDS-3G Melhor Cadaval), uma realizada a 7 de maio e outra a 4 de junho, tendo a primeira juntado 17 e a segunda 16 beneficiários.

   A primeira das sessões abordou planeamento e gestão do orçamento, bem como os produtos financeiros básicos, enquanto a segunda versou sobre poupança e crédito.

   Refira-se que a primeira ação, intitulada “Educação Alimentar – Prevenção do Desperdício”, decorreu a 12 de abril, tendo, por seu turno, sido dinamizada por Sheila Antunes, nutricionista da Santa Casa da Misericórdia do Cadaval, e contando com a presença de 23 beneficiários deste programa.

   O Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas – Fundo de Auxilio Europeu às Pessoas Mais Carenciadas teve o seu início em novembro de 2017, contemplando 33 agregados familiares do Concelho, no total de 90 pessoas.

   O referido programa está a abranger o território dos concelhos do Cadaval e da Lourinhã, no total de 227 beneficiários/as (90 do Cadaval e 137 da Lourinhã), e tem a duração de 24 meses. O Município do Cadaval é a entidade coordenadora e também mediadora, sendo o Município da Lourinhã, o Centro Social Paroquial da Moita dos Ferreiros e a Santa Casa da Misericórdia da Lourinhã, entidades mediadoras.

   Fonte: SC|CMC
10-06-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
De que matéria se faz esta cidade?
Jorge Mangorrinha
A Guida fugiu com um rapazola ou o pé da Luizinha Carneiro
Fleming de Oliveira
Peso das mochilas não provoca escoliose
Dr. Nuno Neves
Explosão tecnológica abre a porta à inteligência artificial
Joaquim Vitorino
Não se esforce em demasia: dores nos pés podem ser sinal de fasceíte plantar
Drª Fátima Carvalho
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o