Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 84 Director: Mário Lopes Quinta, 4 de Outubro de 2007
Santarém
Mestres organeiros recuperam órgãos de tubos

    Seis dos oito órgãos históricos da cidade de Santarém estão a ser alvo de recuperação, num investimento de 409.718.10 euros.  A recuperação é da responsabilidade da Câmara de Santarém em parceria com o  Instituto de Gestão do Património  Arquitectónico  e Arqueológico  (IGESPAR), a Diocese e a Santa Casa da Misericórdia de Santarém.  As obras de restauro decorrem até Setembro de 2008. Os seis órgãos de tubos são propriedade da  Diocese de Santarém (paróquias de Salvador, S. Nicolau e Marvila) e da Santa Casa da Misericórdia de Santarém.

    A recuperação e revitalização do património organístico de Santarém conta com um suporte financeiro do Programa Operacional das Cultura através do  FEDER atingido a cota máxima (62%) no valor de 254.025.22€, ficando os restantes valores à responsabilidade da Diocese de Santarém e da Santa Casa da Misericórdia.

    A recuperação está  a cargo do mestre organeiro Dinarte Machado (4 instrumento) nomeadamente da Igreja Marvila, 1817, da Igreja Misericórdia, 1818 e da Igreja S. Nicolau, 1818, construídos por  António Xavier Machado Cerveira e ainda  da Igreja Piedade, construído em 1795, por Joaquim António Peres Fontanes.

    Os outros dois  órgãos de tubos ( Igreja da Sé Episcopal - Seminário, construído em 1835, por J.C.Bishop e o da Capela de Nossa Senhora do Monte, construído no início do século XIX – autor desconhecido) estão a ser restaurados pelo  mestre organeiro,  Nuno Rigaud. 

       De referir que, a  época de construção destes órgãos, situa-se essencialmente entre finais do século XVIII e inícios do século XIX e foram, na sua maioria, construídos pelos grandes organeiros de  Portugal. Estes instrumentos são exemplares extremamente representativos da organaria ibérica. A  recuperação e valorização deste conjunto patrimonial móvel é, pois, essencial para a preservação da memória musical do País.

    Fonte: Departamento de Assuntos Culturais e Sociais - CMS (Comunicação)

04-10-2007
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
A escola da Calçada de Carriche
Mário Lopes
OPINIÃO
Portugal e as Migrações: “Novos e Velhos Desafios”
Henrique Tigo
O Arquitecto Eugénio dos Santos
Luís Rosa
A nova cruz alta de Fátima
D. Serafim Ferreira e Silva
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o