Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a legalização da eutanásia?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 229 Director: Mário Lopes Quinta, 13 de Fevereiro de 2020
Apresentada pelo PSD-Oeste
Congresso Nacional do PSD aprova moção defendendo o investimento público no Oeste
  
  Duarte Pacheco apresentou a moção ao Congresso do PSD 
O PSD-Oeste levou ao 38º Congresso Nacional do PSD, uma moção defendendo o investimento público no Oeste.

   A moção, aprovada por larga maioria dos Congressistas, foi apresentada pelo presidente da Comissão Política Distrital, Duarte Pacheco. Intitulada “É urgente investir”, a Moção começa por lembrar que “Lisboa é o distrito mais desenvolvido do país, aquele que apresenta os melhores indicadores económicos e sociais, alguns superiores à média da própria União Europeia. Mas, em nenhum outro de Portugal podemos encontrar uma dicotomia tão grande entre a capital do mesmo e os territórios com maiores características rurais. Os concelhos da Área Oeste do Distrito de Lisboa são, assim, penalizados pelos valores das estatísticas globais, que correspondem a uma média verdadeiramente enviesada.”

   Além disso, “os reduzidos níveis de investimento público, ocorridos em virtude das opções do Governo PS, têm fragilizado, cada vez mais, a qualidade das infraestruturas públicas nesta região. O abandono a que esta região foi colocada pelo poder central pode ser evidenciado na ausência de preservação do património, na degradação das escolas, na deterioração da rodovia, na morte lenta da Linha do Oeste, no descalabro do Centro Hospitalar do Oeste”, refere o PSD Oeste..

  O PSD tem a consciência de que a resolução de todas as carências não pode ser resolvida de um momento para o outro, mas aponta duas áreas onde a premência de investimento é imediata:

   Saúde — É urgente:


— O incentivo à fixação de médicos, quer nos cuidados primários, quer no Centro Hospitalar do Oeste, é essencial para que a região disponha dos recursos humanos adequados à garantia do acesso à saúde, verificando-se que, atualmente, o referido Centro se caracteriza pela fraca diferenciação, não são sendo atrativo em virtude dos equipamentos deficitários e das reduzidas condições para a progressão e evolução profissional;

— A construção do novo hospital do Oeste não pode ser adiada sine die porque o Governo não tem coragem para decidir. Assim, exige-se a decisão imediata de onde e quando construir a nova unidade hospitalar;

— A realização do investimento essencial para as adequadas condições e a boa qualidade na prestação dos serviços de saúde em Torres Vedras deve ocorrer já no presente ano. Logo, os projetos existentes devem merecer a concordância do Governo para que a realidade seja indubitavelmente alterada;

— A manutenção da urgência médico-cirúrgica e da urgência pediátrica em funcionamento no Hospital de Torres Vedras, com os recursos humanos e equipamentos necessários à prestação qualificada de serviços de saúde;

— A absoluta salvaguarda do direito inalienável à proteção da saúde de todos os cidadãos, garantindo a qualidade do serviço prestado, face à não renovação dos contratos de gestão clínica das Parcerias Público-Privadas (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, e do Hospital de Vila Franca de Xira.
Linha do Oeste — É urgente:

— A concretização dos investimentos na modernização e eletrificação da Linha do Oeste, repetidamente adiados, e a alteração do traçado a partir da Malveira (ligação direta a Lisboa), de modo a garantir uma redução do tempo de deslocação dos cidadãos e a consequente competitividade da ferrovia face às ofertas rodoviárias de transportes;

— A disponibilização de carruagens modernas e adequadas ao século XXI, de forma a prestar um serviço de qualidade a todos os passageiros, acompanhada da reformulação dos horários, para os adaptar às necessidades reais dos cidadãos, e a contribuir para o fortalecimento económico da região;
— A inclusão do transporte ferroviário na política de apoio à aquisição de passes, de modo a tornar atrativa a ferrovia para passageiros e, assim, minorar o efeito ambiental dos movimentos pendulares.

Porque, para o PSD, as pessoas estão no centro da ação política, o XXXVIII Congresso Nacional do PSD subscreve e assume as preocupações, exigências e prioridades expressas na presente moção de estratégia temática, apresentada pela Assembleia Distrital da Área Oeste de Lisboa.
13-02-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
A reabilitação do Mercoalcobaça
Carlos Bonifácio
Impacto da humidade na sua saúde
Dr Bartolome Beltran
Cancro e fumo do tabaco: dicas para deixar de fumar
Dr. Paulo Vitória
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Dr. Alfredo Martins
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o