Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem foi o principal vencedor das eleições para o Parlamento Europeu?
PS
Bloco de Esquerda
PAN
Outro
Edição Nº 156 Director: Mário Lopes Terça, 8 de Outubro de 2013
Opinião
Fraturas da coluna vertebral
 
Dr. Rui Delgado*

   A coluna vertebral é um segmento anatómico com importantes funções estruturantes do tronco e também como elemento protetor da medula espinal. Compreende-se assim que as fraturas da coluna vertebral, ao afetarem estas suas funções, colocam em risco a integridade da medula espinal e, por isso, a qualidade de vida do individuo, principalmente no que respeita à sua mobilidade, mas não só, já que aquela estrutura neurológica é responsável pela transmissão e retorno da informação entre o cérebro e os vários segmentos do corpo.

   As fraturas da coluna vertebral estão associadas a traumatismos de alta energia, sendo muito frequentes em acidentes de viação, em quedas de altura elevada (muros, árvores em trabalhos agrícolas, andaimes na construção civil) e em mergulhos. Em muitos casos, as vítimas são ainda jovens em idade laboral e as implicações sociais, económicas e familiares são significativas, se atendermos a que em cerca de 20% dos casos ocorrem lesões graves, incapacitantes e irreversíveis.

   Nos casos de fratura vertebral estável e sem lesão neurológica, é viável a opção por um tratamento não cirúrgico, através de repouso e do uso de ortóteses durante um determinado período de tempo. Se a fratura comprometer a estabilidade da coluna vertebral ou se ocorrer uma lesão neurológica (da espinal medula ou raízes dos grandes nervos periféricos), então poderá ser necessário recorrer à intervenção cirurgia, para estabilizar a coluna e descomprimir as estruturas neurológicas.

   As fraturas osteoporóticas - pequenos traumatismos – ocorrem principalmente em pessoas idosas e mais frequentemente em mulheres. São muito comuns e para além da dor, habitualmente não têm consequências graves para o indivíduo.

   As fraturas da coluna vertebral ocorrem na sequência de acidentes, muitos dos quais possíveis de evitar se forem tomadas em conta as normas de segurança e de prevenção definidas para as mais diversas situações, desde regras de trânsito e de segurança no trabalho, como abstendo-se de comportamentos e atitudes displicentes.

   A campanha Olhe pelas Suas Costas é uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral, em parceria com a Associação Portuguesa de Médicos de Clínica Geral, Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação, Sociedade Portuguesa de Neurocirurgia e Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia. Para mais informações consulte: http://www.olhepelassuascostas.com/ ou visite o facebook: https://www.facebook.com/olhe.costas
 
   *,Médico da campanha Olhe pelas Suas Costas
08-10-2013
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Portugal 2020 e os 21 mil milhões
Valdemar Rodrigues
Insuficiência Cardíaca: escute o seu coração
Dr. Carlos Morais
Fazer campanha eleitoral é descobrir novas realidades
Micael Sousa
Um inquietante inconformismo
Joaquim Vitorino
Fraturas da coluna vertebral
Dr. Rui Delgado
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o