Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 71 Director: Mário Lopes Domingo, 24 de Setembro de 2006
Com a escultura “Desafio”
Leonel Passagem venceu 6ª Bienal de Artes da Marinha Grande

      
       Cristina Simões, Barros Duarte,
     Leonel Passagem e Álvaro Nobre
Leonel Domingues Passagem, com a escultura “Desafio”, foi o grande vencedor da 6ª Bienal de Artes Plásticas da Marinha Grande, a decorrer de 23 de Setembro a 29 de Outubro, no Parque Municipal de Exposições. O artista marinhense conseguiu obter a unanimidade do júri com a escultura “Desafio” e levar para casa o Prémio Pintor Fernando de Azevedo no valor de 10 mil euros. O Prémio Especial do Júri com recomendação de aquisição pela Câmara Municipal da Marinha Grande foi atribuído a Alberto Vieira, com o trabalho “Mesa”, tendo o júri atribuído ainda 6 menções honrosas.        
      "Desafio", de Leonel Passagem


    A primeira menção honrosa coube à artista holandesa Inez Vijnhorst, com o trabalho “Abriu-se-me o Saco de Veludo”; a segunda, a “Vidro Implodido”, de Rocha da Silva; a terceira a Ferreira da Silva, com o trabalho “Orgósmico”; a quarta, coube a Arlindo Arez, com a escultura mista de vidro/inox “Dualidade Inside Protected”; a quinta, a Cristina Camargo, com “Porque o Mar é o meu Caminho”; a sexta foi atribuída ao espanhol Alberto Gulías, com o quadro “Mar de Lágrimas de Cristal”. 
   
         "Mesa", de Alberto Vieira


        O júri justificou a escolha de "Desafio" pela "força simbólica e actualidade estética da obra e pela justeza da sua realização plástica". Quanto à obra "Mesa" - que inclui um mecanismo que confere movimento à toalha em vidro - o júri explica a sua opção com a "qualidade concepcional da proposta, simplicidade e rigor da sua concepção plástica". De referir que o Prémio Pintor Fernando de Azevedo foi patrocinado pela empresa vidreira Ricardo Gallo, da Marinha Grande.

        Leonel Passagem nasceu em 1954 na Marinha Grande, tendo completado o curso de Aperfeiçoamento de Serralheiro. De formação auto-didacta, desde muito jovem manteve contacto com o vidro e o ferro. Grande apreciador de esculturas em ferro, dedica grande parte do seu tempo de lazer a esta arte. Concorreu à Bienal de Artes Plásticas da Marinha Grande em 2004, ano em que participou também numa exposição colectiva no Posto de Turismo de São Pedro de Moel. Em 2005, participou noutra exposição colectiva no Arquivo Municipal da Marinha Grande.

                                    A inauguração
       
      Rão Kyao e Deolinda Bernardo


    A inauguração contou com as presenças do presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, João Barros Duarte, do governador civil de Leiria, José Miguel Medeiros, em representação da ministra da Cultura, de Álvaro Nobre, em representação da empresa patrocinadora Ricardo Gallo, da pintora Olinda Colaço, homenageada deste ano, da professora e pintora Emília Nadal, presidente do Júri e da Sociedade Nacional de Belas Artes, de Paulo Sá Machado, presidente da União das Colectividades Filatélicas do Norte de Portugal e de Valentin Alonso, presidente da Federação Galega de Filatelia.

      
                     Olinda Colaço
O flautista Rão Kyao e a cantora marinhense Deolinda Bernardo, acompanhados à viola e à guitarra por Carlos Gonçalves e Carlos Macieira, foram as atracções musicais desta cerimónia de abertura que atraiu várias centenas de pessoas ao Pavilhão Municipal de Exposições da Marinha Grande. A fadista, que já editou um disco em parceria com Rão Kyao, emocionou a audiência com uma voz vibrante e uma interpretação sentida de alguns clássicos nacionais do fado.

       A cerimónia contou ainda com uma conferência com a pintora Emília Nadal e a abertura da exposição “Eveything is broken”, do holandês Bert Holvast, no âmbito do Concurso Prémio Crisform, e das exposições filatélicas EXGAPORTEM 2006 – III Exposição de Filatelia Temática Portugal e “O Vidro na Filatelia - Colecções Comemorativas.

          Mário Lopes

24-09-2006
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Que socialismo é este?
Mário Lopes
OPINIÃO
Uma ideia para Alcobaça
Valdemar Rodrigues
Comunismo
Henrique Tigo
NRAU – Novo Regime do Arrendamento Urbano
Helena Victor
O filme repete-se!
João Salgueiro
Depois do “Sapinhismo”
Rogério Raimundo
Carta aberta aos oestinos
José Marques Serralheiro
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o