Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem foi o principal vencedor das eleições para o Parlamento Europeu?
PS
Bloco de Esquerda
PAN
Outro
Edição Nº 90 Director: Mário Lopes Domingo, 30 de Março de 2008
Com Rita Red Shoes, Julia Marcel, The Bleeps, Estado Sónico, Femme Fatal e Umpletrue
Festival Overlive 2008 junta seis bandas nacionais e estrangeiras na Marinha Grande

   


Julia Marcell

Rita Red Shoes (Portugal) + Julia Marcell (Polónia), The Bleeps (Reino Unido) + Estado Sónico (Portugal) e Femme Fatal (Espanha) + Umpletrue (Portugal) são os participantes do Festival Overlive, que decorre nos dias 5, 11 e 12 de Abril, na Marinha Grande. O Festival Overlive 2008 é organizado pela Associação CISCO e conta com o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande e do Sport Operário Marinhense. Consulte aqui o programa do festival.

                                  Programa

05 ABRIL, Auditório José Vareda, Sport Operário Marinhense - Marinha Grande (22h30)
RITA REDSHOES (PT) + JULIA MARCELL (PL)

www.myspace.com/ritaredshoes | www.myspace.com/juliamarcell
(Entrada: 4€)

   


Rita Red Shoes

Rita RedShoes prepara-se para ser a nova bomba e coqueluche da música portuguesa. A cantora e pianista que tem acompanhado David Fonseca desde que este se dedicou a trabalhar a solo, prepara a edição do seu trabalho que já tem lançamento previsto para o final de Março. Depois do projecto Atomic Bees, Rita Redshoes revela-nos o renascimento do seu imaginário. A sua música desperta um mundo de sonhos onde a realidade da sua voz nos embala e nos transporta através dum caminho mais maduro, sólido e surpreendente. "Dream on Girl" é a sua primeira afirmação: um novo talento apresentado pela colectânea “Novos Talentos - FNAC 2007”, uma música que rapidamente se tornou no single deste disco, com destaque em algumas rádios nacionais e referência com uma das canções do ano. Tudo começa em 1996 com a participação como baterista no grupo de Teatro ITA VERO. Em 1997, um grupo de amigos junta-se e, com Rita Redshoes como vocalista, formam os Atomic Bees, gravando, em 2000, o disco: “Love.noises.and.kisses”, que apresentam um pouco por todo o país. Foi uma das finalistas do concurso Jovens Criadores em 1999, com o projecto Rebel Red Dog, onde tocava baixo. Nesse mesmo ano começa a desenvolver o seu talento para tocar piano, no seu projecto a solo: Photographs. Desde 2003 que integra a banda de David Fonseca, tendo mais recentemente partilhado o tema “Hold Still” incluído em “Our Hearts Will Beat As One”. “Dream On Girl” marca o arranque de uma carreira... A new star is born! Rita Redshoes!”

    Julia Marcell é um dos mais recentes e promissores nomes no seio da música polaca. Julia usa o piano com suporte às suas composições que respiram influências de nomes como Regina Spektor ou Tori Amos. Ao vivo faz-se acompanhar muitas vezes por um quarteto de cordas, juntando assim, ao seu piano e voz, o som harmonioso do violino, viola e violoncelo. Foi também assim que gravou também o seu primeiro EP intitulado de “Storm” e que teve o mérito de ver um dos seus temas, o “Twin Heart” ser utilizado para musicar o documentário “An American Opera” realizado pelo norte-americano Tom McPhee. Julia Marcell prepara-se agora para trabalhar no seu primeiro longa duração depois de ter assinado contracto com a Sellaband, editora que irá lançar o disco na Holanda, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos. Este contracto suscitou ainda mais interesse da parte dos media polacos sobre o trabalho da artista que não tem dificuldades em aponta-la como uma das grandes promessas da música polaca (apesar de cantar em inglês) já no decorrer de 2008.

11 ABRIL, Parque Exposições - Marinha Grande (23h00)
THE BLEEPS (UK) + ESTADO SÓNICO (PT)

www.myspace.com/thebleeps | www.myspace.com/estadosonico2007
(Entrada: 4€)

     T


The Bleeps

he Bleeps vêm do Reino Unido que já tem por excelência a definição de criação de talentos e The Bleeps não fogem à regra. Remy Lamont (guitarra e voz) e Paul Parker (bateria e voz) fazem com que  os mais recentes hypes que por cá têm aparecido se tornem banais. São apenas dois, mas a capacidade de juntar o rock puro dos anos 80 com o que de melhor se tem feito no sec. XXI fez com que os The Bleeps se tornassem na sua terra natal como um “must hear and must see”. O primeiro single “Dull Thud” veio provar aos mais descrentes que o duo não anda a brincar em serviço. De sonoridades livres de pretensões, baterias com ritmos desconcertantes, um processo criativo absolutamente irrepreensível os The Bleeps prometem ao público português uma noite que não se quer de todo esquecida.

   


Estado Sónico

Estado Sónico é, podemos afirmar sem receios, a banda rock mais emblemática que alguma vez cresceu na Marinha Grande. Tudo começou em finais dos anos 80 quando Tiago Granja, Nuno Lopes, Mário Nicolau, Luis Guerreiro, Garry Vicente e José Polido se juntaram para dar vida às muitas ideias. Numa cidade industrial e fortemente marcada pela contestação dos movimentos operários as influências do pós-punk britânico faziam todo o sentido e encaixavam na sonoridade da banda. Em 1991 gravam a sua primeira maquete intitulada de "O Eléctrico Sónico", mas é só em 1995 que a banda consegue contracto discográfico e lança a seu primeiro longa duração pelas mãos da Editora "Fábrica de Sons". Mas é em alturas de promoção deste trabalho que Tiago Granja decide abandonar o colectivo o que leva a entrada forçada de novo membro. Assim Sérgio Alves assume a guitarra deixada ao abandono. Até 2000 a banda foi tocando um pouco por todo o país apesar das trocas constantes em elementos e outras impossibilidades que impediam um funcionamento a 100% de todo o universo Estado Sónico, e é mesmo em 2000 que a banda decide deixar os palcos. Só depois em 2007 se voltam a juntar novamente, sete anos passados sobre a última reunião e após várias conversas de café, surge a constatação da existência de uma convergência ideológica, Nuno Lopes, José Polido, Sérgio Alves, Donato Rosa e Luis Guerreiro, sem saudosismos, sem justificações, sem cedências e pretensiosismos decidem reactivar o Estado Sónico. Novos sons estão no ar, novas palavras escorrem da caneta e dão-se algumas novas roupagens ao que já existia. O resultado está fresco e pronto a ser disparado, novas gravações saem do Marduc Studios prontas a mostrar que... Nunca é tarde para se (re)começar.

 12 ABRIL, Parque Exposições - Marinha Grande (23h00)
FEMME FATALE (ES) + UMPLETRUE (PT)

www.myspace.com/femmefataleofficialmyspace | www.myspace.com/umpletrueband
Entrada: 4€

   


Femme Fatal

Femme Fatale vêm de Madrid e vão pela primeira vez pisar palcos portugueses. Os Femme Fatale já não são nenhuns desconhecidos e com certeza não é dificil encontrar o seu nome no seio da nova música europeia, todavia, e segundo os próprios, não lhes interessa chegar ao estatuto de banda famosa, apenas são movidos pelo prazer e amor à música, tornando-se então numa banda que guarda a sua música para si mesma com uma possibilidade de a partilhar com o público mais atento. Mesmo assim as actuações de Femme Fatale têm-se feito ouvir um pouco por toda a parte e já contam com actuações ao lado de bandas como os Franz Ferdinand, Ladytron, Andrea Parker, Vive la Fete, Sex em Dallas, Donacha Costello, Lou Rhodes, ou Ada.
 
   


Umpletrue

Umpletrue nasceram em finais de 2003 na Marinha Grande. São formados por Carlos Martins (Ex-ZedIsANeonLight) na voz e programações, José Carlos Duarte na bateria (também baterista de Dapunksportif) e Tiago Granja nas programações e guitarra. No inicio de 2007 assinaram com a Cobra Discos e o resultado é a edição do "Fab Fight" com lançamento do disco a acontecer em Setembro do mesmo ano. A banda terminou recentemente a digressão de apresentação do disco que passou de norte a sul do nosso país. "Três rapazes com prazer pelo palco. Há arte na capa do primeiro CD dos Umpletrue, arte na música. "Budapest in T", tema que fecha o disco, possui um toque teatral, com a voz a incarnar os prazeres do palco, vislumbrados na audição de 'Fab Fight', um álbum de canções seguidas pelo corpo, entusiasmado." (José Manuel Simões - Correio da Manhã). "Se ainda restavam dúvidas acerca do eclectismo da música portuguesa actual, aí estão os Umpletrue para desfazê-las. (...) Os Umpletrue têm atitude, são musicalmente ambiciosos e vão seguramente dar que falar (...)." (Mário Rui Vieira - Blitz).

INFORMAÇÕES:
Venda Bilhetes: Sport Operário Marinhense
Reservas: cisco.box@gmail.com Infoline: 960134255 / 969342770
Nota: Os bilhetes reservados têm que ser levantadas até às 21h do dia do espectáculo em causa.
Venda de bilhetes no Sport Operário Marinhense a partir de dia 10 de Março. Os Sócios da CISCO têm 50% de desconto na aquisição de bilhetes.

Mais informação em www.cisco-mg.blogspot.com

FICHA TÉCNICA:
Organização: Associação CISCO
Apoios: Câmara Municipal da Marinha Grande, Sport Operário Marinhense, Residêncial Mira Mar - S.Pedro Moel, Cerveja Sagres Produção: Bruno Monteiro, Mário Nicolau, Carlos Martins Secretariado: Mário Nicolau Som: José Maria Lopes Design: Carlos Martins

 

30-03-2008
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o