Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a legalização da eutanásia?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 228 Director: Mário Lopes Quarta, 8 de Janeiro de 2020
Apresentação pública do documento realizou-se esta segunda-feira
Programa Estratégico de Reabilitação Urbana da vila do Bombarral está em discussão pública
  
Apresentação do Programa Estratégico de Reabilitação Urbana
Encontra-se em discussão pública, até ao dia 14 de janeiro de 2020, o Programa Estratégico de Reabilitação Urbana (PERU) da Área de Reabilitação Urbana da vila do Bombarral, o qual foi apresentado publicamente esta segunda-feira, dia 6, no Auditório Municipal.

   Promovida pelo Município do Bombarral e pela Comissão de Urbanismo e Ordenamento do Território da Assembleia Municipal, a iniciativa teve como principal objetivo promover a discussão deste importante documento, que define a estratégia de qualificação e revitalização da área urbana da vila.

    A desenvolver num espaço temporal de 15 anos, como explicou na abertura da sessão o presidente da Câmara Municipal, Ricardo Fernandes, o programa envolve múltiplas dimensões de intervenção, incluindo a requalificação do edificado e do espaço público, bem como a aposta na sensibilização e mobilização da população para a reabilitação e sustentabilidade.

   Num primeiro momento, a sessão contou ainda com a intervenção da presidente da Comissão de Urbanismo e Ordenamento do Território da Assembleia Municipal, Susana Manco, bem como de duas técnicas da SPI, entidade a quem coube a elaboração do programa.

    De forma resumida, Susana Loureiro e Sónia Bento falaram sobre todo o processo de desenvolvimento da proposta que se encontra agora em discussão pública, destacando alguns aspetos como os seus quatro eixos estratégicos.

    O primeiro, designado “Bombarral+Perto”, visa fomentar a ligação entre núcleos estratégicos do centro urbano e promover a mobilidade sustentável, através da criação de condições para que a população possa deixar o carro em parques de estacionamento periféricos, de zonas de circulação automóvel a velocidade reduzida, de uma linha urbana de transporte público, bem como de rotas urbanas pedonais e de ciclovias.

    No eixo “Bombarral+Sustentável” são apresentadas propostas que visam promover a sustentabilidade e a diversidade ambiental e ecológica, apostando na valorização da Mata Municipal e das zonas ribeirinhas, nomeadamente junto ao Anfiteatro Municipal.

   O terceiro eixo, “Bombarral+Competitivo”, está direcionado para a revitalização do tecido económico e cultural, apresentando propostas que passam pela criação de uma maior dinâmica dos espaços comercias, bem como pela reabilitação de alguns espaços como o Mercado Municipal e o edifício do antigo IVV, ou ainda da instalação da Loja do Cidadão na Rua do Comércio e da refuncionalização da antiga escola primária e do edifício da ASAGRO.

   Por fim, o quarto eixo, com a designação “Bombarral+Inclusivo”, centra-se na qualificação do ambiente urbano, bem como na promoção da cidadania, da socialização e da inclusão social.

   Entre outras medidas a implementar, pretende-se promover a reabilitação do edifício da Câmara Municipal e do Palácio Gorjão, assim como do parque edificado da vila, incentivando os munícipes a realizarem a reabilitação dos seus edifícios.

   Neste eixo estão igualmente incluídas propostas de requailifação de espaços públicos, da Rua Júlio Tornelli (vulgarmente designada por Avenida da Estação), da malha urbana do Cintrão e de implementação do programa inclusão social “CA - Cintrão com Arte”.

   Após a apresentação das linhas gerais do PERU, o público que se deslocou até ao Auditório Municipal teve oportunidade de esclarecer as suas dúvidas, bem como de apresentar algumas sugestões.

   Estando em curso o período de discussão pública, até dia 14 de janeiro os munícipes ainda têm oportunidade de apresentar os seus contributos, podendo fazê-lo preenchendo o formulário disponível no portal do Município e no setor de Atendimento ao Público.
 
    Fonte: PC|GAPOM|SRPCI|CMB
08-01-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Casino Online continua a evoluir com a chegada de um novo operador a Portugal
Miguel Paulo: “É preciso voltar a página no PS em Rio Maior"
Miguel Paulo
Mulheres portuguesas, por quem os sinos dobram
Joaquim Vitorino
Centro de Negócios de Alcobaça, Feira de São Bernardo e delimitação das novas ARU
Carlos Bonifácio
Só a CDU votou contra os Orçamentos 2020 da Câmara e dos Serviços Municipalizados de Alcobaça
Por Luís Crisóstomo e Clementina Henriques
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o