Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Estado deve deixar de financiar escolas privadas e cooperativas?
Sim
Não
Só escolas privadas
Não sei / talvez
Edição Nº 108 Director: Mário Lopes Terça, 27 de Outubro de 2009
Santarém
“Novembro, Mês de Santareno” promove gala, exposições e ciclo de teatro
   No ano em que se assinalam 50 anos de alguns grandes textos com a assinatura e o talento do dramaturgo Bernardo Santareno como “O Crime da Aldeia Velha”, O Lugre” e do livro de crónicas “Nos Mares do Fim do Mundo”, Bernardo Santareno volta a estar em destaque durante o mês de Novembro, na cidade onde nasceu, Santarém. Durante todo o mês de Novembro, e numa organização conjunta da Câmara Municipal de Santarém e do Instituto Bernardo Santareno, há um rol de actividades desde ciclos de teatro, no Teatro Sá da Bandeira, exposições e a quarta edição da Grande Gala Santareno.

   A conferência de imprensa para a apresentação do programa “Novembro, Mês de Santareno” teve lugar no dia 23 de Outubro, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, que comemora neste mesmo dia um ano de vida, e contou com a presença do presidente do Instituto Bernardo Santareno, Vicente Batalha e de jovens actores do Teatro do Azeite e da actriz Maria José, entre outros.

   O evento arranca com um “Ciclo de Teatro Santareno”, no Teatro Sá da Bandeira, no dia 14, às 21h30, com a peça “A Promessa" pelo Grupo Cénico da Música Nova de Pernes. Encenação, direcção e dramaturgia de Vicente Batalha.

   O ciclo prossegue nos dias 19, 20 e 21. Nestes dias, a partir das 21h30, sob ao palco do auditório do Sá da Bandeira, a estreia de "O Pecado de João Agonia", pelo Teatro do Azeite, cuja encenação pertence a Pedro Oliveira e que conta com actores como Miguel Raposo e Maria José, entre outros. Depois da estreia em Santarém, a peça vai andar por vários palcos do país.

   O “Ciclo de Teatro Santareno” culmina com a peça “O Crime da Aldeia Velha" pelo Grupo Mérito Dramático Avintense, no dia 28, às 21h30, que em 2010 comemora 100 anos.

   Do programa também fazem parte várias exposições durante todo o mês de Novembro.

   "Bernardo Santareno, Pseudónimo de António Martinho do Rosário, Vida e Obra", é o tema da exposição que vai estar patente ao público, na Sala de Leitura Bernardo Santareno. Pelo meio há actividades de animação pelo Centro Dramático Bernardo Santareno e pelo Teatrinho de Santarém (Sofia Vieira).

   O Teatro da Sá da Bandeira acolhe também duas mostras:” Santarém, Capital do Teatro", de 1 a 21 e "Prémios Santareno de Teatro - Carreira”, de 22 a 30.
   Grande Gala Santareno 2009 volta a premiar grandes nomes do teatro

   O ponto alto de todo o programa “Novembro, mês de Santareno” é a Grande Gala Santareno marcada para o dia 22 de Novembro, às 21h30, no Teatro Sá da Bandeira, que homenageia o dramaturgo, que nasceu na cidade de Santarém, a 19 de Novembro de 1920, com o nome de António Martinho do Rosário.
   Este ano, na sua quarta edição, a Grande Gala Santareno volta a premiar grandes nomes do teatro português com os “Prémios Santareno de Teatro 2009”.
À semelhança do ano passado, a Orquestra Santos Rosa, sob a direcção de Pedro Santos Rosa será a orquestra residente que irá animar todo o espectáculo. 

   Música também não vai faltar com a soprano Ana Paulo Russo e o tenor João Pedro Cabral acompanhados ao piano por Nuno Lopes.
Ao palco vão ainda subir Carlos Mendes acompanhado ao piano por Filipe Cardoso e Jorge Palma, assim como Catarina Duarte e Vicente Trindade, bailarinos da Companhia Academia de Dança Antiga de Lisboa.
   O teatro marcará presença com o Veto Teatro Oficina da cidade de Santarém que vai brindar o público com uma cena de “O Lugre”, excerto do seu espectáculo do ano passado, “Bernardo Santareno, Os Túneis da Liberdade”. Santarém.
   Em cena vão estar Nuno Domingos, Mário Marcos, Pedro Marcos, Eliseu Raimundo, Francisco Selqueira, Carlos Gabriel e Luís Coelho.
Na Grande Gala Santareno serão ainda entregues os prémios da 2ª edição do “Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno”. Este ano o grande vencedor foi Domingos Lobo com a peça original “Não deixes que a noite se apague”.
   O “Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno”, distinguiu também com menções honrosas as obras: "Os Filhos de Teresa", de Sandra Pinheiro (Oeiras), "A Morte do Soldado", de Carlos Alberto Machado (Lajes do Pico/Açores), "Vodka e Cachupa”, de Miguel Real e Filomena Oliveira (Colares/Sintra), "O Sonho de Rosa Damasceno ou Públia Hortênsia, Marinheira Estática", de Armando Nascimento Rosa (Évora) e ainda "Concerto para Dois Violoncelos", de Isabel Millet (Lisboa).
   Nesta edição, estiveram a concurso, 145 peças de teatro, vindas de Norte a Sul do país, incluindo, as ilhas dos Açores e da Madeira.

   Fonte: Câmara Municipal de Santarém - Gabinete de Relações Públicas e Comunicação
27-10-2009
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Festivais de verão: Conheça os seus direitos
Joana Parracho
Não adiemos a esperança
Victor Gil
AVC: como regressar ao dia a dia passo a passo?
Drªa Ana Matias
A Asma em números
Dr. João Fonseca
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o