Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem foi o principal vencedor das eleições para o Parlamento Europeu?
PS
Bloco de Esquerda
PAN
Outro
Edição Nº 220 Director: Mário Lopes Sábado, 30 de Março de 2019
Dia Mundial da Saúde
Um em cada 5 portugueses adultos tem anemia
   
 Mais de metade dos casos de anemia
     são causados por défice de ferro
No Dia Mundial da Saúde o Anemia Working Group Portugal alerta para a anemia como um problema de saúde pública. Segundo o estudo EMPIRE (realizado em 2015), um em cada cinco portuguese adultos tem anemia e a maioria não está diagnosticada. A prevalência desta doença é elevada atingindo os 20% e a situação agrava-se uma vez que 84% dos afetados não sabe que tem anemia.

     Para António Robalo Nunes, presidente do Anemia Working Group Portugal, “estamos perante um problema de saúde pública”. É ainda de referir que mais de 50% de todos os casos de anemia são causados por défice de ferro.

    O ferro é um nutriente essencial para o organismo, para a saúde física e mental e para manter os níveis de energia adequados à actividade. A deficiência de ferro pode provocar vários sintomas, como por exemplo fadiga, tonturas, falta de ar, maior suscetibilidade para infeções, aftas, dores de cabeça, queda de cabelo, intolerância ao frio, etc. A anemia causada por deficiência de ferro tem um impacto significativo na saúde, aumentando o risco de morbilidade e mortalidade por agravamento de outras doenças subjacentes. Os doentes com anemia apresentam sintomas de fadiga e têm uma qualidade de vida reduzida quando comparados com doentes não-anémicos, tendo um impacto negativo na sua produtividade.

    Para Robalo Nunes «é essencial sensibilizar a população para este tema, pois normalmente subvalorizam um dos sintomas mais comuns - a fadiga - associando-o a outras situações. No entanto, a deficiência de ferro ou a anemia, quando não é tratada poderão ter implicações sérias na qualidade de vida do doente».
  
    Perante o diagnóstico o tratamento depende do que é mais adequado a cada situação e a cada doente.
 
     Fonte: GRPP|CMA
30-03-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Festivais de Verão 2019 – Centro e Sul de Portugal
Liberdade para manifestar opinião
César Santos
A importância do Exame Médico Desportivo
Dr. Manuel Portela
Parque de auto caravanismo e passadiços de S. Martinho do Porto
Carlos Bonifácio
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o