Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O peso excessivo das mochilas escolares é um problema grave para as crianças?
Sim
Não sei / talvez
Não
Edição Nº 197 Director: Mário Lopes Domingo, 19 de Março de 2017
Repetindo a candidatura de 2013
Anabela Baptista é a candidata da CDU
à Câmara Municipal de Leiria
  
Filipe Reis e Anabela Baptista apresentaram a candidatura
                                                 da CDU
Anabela Baptista é a primeira candidata da CDU à Câmara Municipal de Leiria, e Filipe Reis o primeiro candidato da lista à Assembleia Municipal, repetindo assim a candidatura de 2013 A apresentação da candidatura teve lugar no dia 18 de março, no Auditório do Mimo - Museu de Imagem em Movimento, em Leiria. A advogada quer que “esta candidatura seja expressão de uma vontade firme de alteração do modelo de gestão e dinâmica autárquica em Leiria, com a certeza de que projecto apresentado pela CDU representaria um avanço efectivo na qualidade de vida das populações e uma necessária melhoria para o concelho de Leiria.
  
A candidata pretende “dar continuidade ao trabalho intenso e frutífero que tem sido realizado pelos eleitos da CDU com assento na assembleia municipal de Leiria, o qual tem cumprido a premente denúncia de um modelo de gestão autárquica que não satisfaz e não cumpre as aspirações legítimas das populações relativamente ao que deve ser o trabalho a realizar com a gestão dos recursos que detém a autarquia de Leiria.”

   Anabela Baptista considera que “num momento em que o País e os cidadãos lutam por resultados efetivos na melhoria das condições de vida das populações, as autarquias locais, pela sua proximidade, têm um dever acrescido de mostrar que conseguem dar o exemplo, o que não tem ocorrido com a gestão do PS em Leiria e torna necessária uma inversão de ciclo, que passa necessariamente pelo reforço da CDU na autarquia de Leiria e nas freguesias do concelho, na defesa do interesse público e pela implementação de medidas dinâmicas e eficazes que representem melhorias necessárias reivindicadas pelas respectivas populações.”

   A candidata recorda que “a autarquia de Leiria tem sido gerida com um défice de investimento e conforme a CDU tem denunciado, a Câmara do PS vem acumulando ano após ano saldos de gerência que atingiram 39 milhões de euros em 2016 – ou seja, cerca de metade de toda a receita anual”, defendendo que “tais excedentes orçamentais representam não uma boa gestão, conforme afirma o PS, mas antes uma gestão desastrosa, sem projecto válido e que não tem sido capaz de trazer mudanças necessárias e eficácia na implementação de medidas em prol das populações e o desenvolvimento do concelho.”

   “A alegada excelente gestão financeira que permitiu tais resultados pretende ocultar a incapacidade e inépcia da gestão do PS na Câmara Municipal de Leiria para resolver os problemas de desenvolvimento do concelho e promover a qualidade de vida das populações. Caracterizando-se a gestão PS por uma incapacidade para tomar decisões e para resolver problemas com infra-estruturas, com equipamentos, na gestão de recursos humanos, na concretização de projectos necessários ou no apoiar estruturado e eficaz ao movimento associativo, apostando antes em alcatrão e pequenas obras avulsas em ano eleitoral, deixando degradar-se e atrasar-se o desenvolvimento do concelho e da cidade, quando comparados com concelhos e cidades demográfica e economicamente comparáveis”, refere a candidata da CDU.

   Anabela Baptista defende que este executivo municipal aprovou orçamentos marcados pela injustiça fiscal, com a recusa em baixar as taxas do IMI conforme proposta da CDU, enquanto baixa taxas de publicidade em -35%.

   As Grandes Opções do Plano continuam a deixar de fora ou a subvalorizar o que para a CDU são projectos prioritários, como é o caso do Apoio à Infância, dos planos de urbanização e de pormenor, da requalificação urbana da Maceira com a construção de uma zona de centralidade, da construção do Parque Industrial de Monte Redondo, da qualificação da zona industrial da Ponte da Pedra, da qualificação de Monte Real para a sua transformação num centro termal atractivo e dinâmico social e economicamente ou de um parque tecnológico.

   A CDU garante também que não irá aceitar e denuncia “a desestruturação em Leiria na área do desporto, com o fim da Leirisport, o não aproveitamento de valiosos recursos humanos, a outorga de um contrato-programa com notório sub-financiamento com o Bairro dos Anjos para gestão das piscinas municipais e o anúncio, sem planeamento, estruturação ou precedência de auscultação democrática de que a gestão das piscinas possa transitar para as Juntas de Freguesia, e denuncia o encerramento de estruturas do como as piscinas da Caranguejeira e a degradação de outros espaços, bem como a escassez de espaços de desporto informal ou de um pavilhão do desporto no centro da cidade, necessário ao incremento da afirmação de Leiria na área do desporto.”

   A candidata congratula-se por “a política desenvolvida pelo PS em Leiria de privatização da gestão de serviços e em concreto dos SMAS” ter sido travada neste mandato.

   A CDU denuncia o sub-investimento crónico nos sistemas de gestão de águas e esgotos, alegando que “o dinheiro que vai sobrando na Câmara falta nos SMAS para fazer o que é necessário a ritmos aceitáveis. Não se compreende e a CDU não aceita que ainda haja população do concelho que não esteja servida pela rede de esgotos. Também não pode aceitar que em zonas com rede de esgotos construídas haja muitos que não estão ligada à rede.”

   A CDU não concorda com a dependência das águas do Mondego, considerando que há capacidade própria para autonomia no abastecimento de água, nem aceita que ainda actualmente existam esgotos domésticos a escorrer diretamente para o Rio Lis mesmo dentro da Cidade, afirmando como projeto prioritário a despoluição do Rio Lis e os seus afluentes no troço da zona urbana de Leiria que continua poluído com esgotos domésticos. E denuncia a ocorrência de descargas da ETAR das Olhalvas para o Rio, a sujeição da Ribeira do Amparo a descargas com regularidade e as recorrentes descargas na Ribeira dos Milagres.

   A CDU sublinha que, “em contraste com o que acontece com a atual gestão do PS, valoriza o contributo, a iniciativa e o empenho dos trabalhadores do Município e tudo fará para a sua dignificação, melhorando as suas condições de trabalho” e denuncia “o desmantelamento da estrutura e funções do município opostos à melhor rentabilidade dos recursos.”

   A CDU denuncia ainda “o insuficiente e desigual apoio ao movimento associativo em Leiria que tem potenciado e catapultado Leiria para chegar mais longe.”

   Denuncia “a falta de democracia na pretensão de aprovar um plano de mobilidade sem auscultação das populações e dos seus representantes eleitos locais.”

   Denuncia “uma ausência de políticas urbanas, o que contribui para a desertificação do centro da Cidade e falta de qualificação de espaços urbanos em Leiria e não promove a qualificação da Maceira e Monte Real, e outras áreas urbanas.”

   Denuncia que “não se haja avançado para a construção do Jardim da Almuinha Grande, que sofreu mais um atraso, e outras estruturas de espaço urbano necessário ao serviço das populações.”

   Denuncia “a ausência de uma estruturada política urbanística, de planeamento estudado e amplamente discutido que reflita uma visão de futuro; denuncia a ausência de um plano de pormenor para o centro histórico, que potencie a melhoria e revitalização de zonas degradadas e abandonadas, faltando uma política de regeneração e requalificação urbana que traga vida, pequeno comércio e residentes, assistindo-se passivamente ao seu definhamento.”

   A CDU considera premente a qualificação dos muitos bairros urbanos sem equipamentos e zonas verdes, sendo importante a estruturação de uma rede de parques infantis e recintos desportivos para a prática informal de desportos nos aglomerados urbanos e a estruturação de uma política de arrendamento, arrendamento jovem e construção a custos controlados que viabilizem a revitalização de espaços urbanos.

   Denuncia a dispensa de avaliações de impacto ambiental; e denuncia que não sejam cuidadosamente acautelados os aspectos ambientais na avaliação dos projectos aprovados.

   A CDU denuncia o défice de espaços infraestruturados e o desinvestimento nos existentes espaços industriais e de logística que se exigem na área das actividades económica.

   Denuncia a ausência de luta contra o abandono da Linha do Oeste e pela sua modernização, e de luta veemente e eficaz pela tomada para os interesses do concelho e do distrito de Leiria que seria a adaptação para voos comerciais da Base Aérea de Monte Real, Leiria.

   O desafio proposto pela CDU para Leiria pretende que a gestão municipal passe indubitavelmente pelo primado do interesse público, com investimento para e em prol das populações, tendo em vista a melhoria da qualidade e condições de vida.

   A lista da CDU à Câmara Municipal de Leiria apela ao voto na CDU nas Eleições Autárquicas deste ano 2017, porque tal voto será decisivo e assinalará uma mudança de paradigma contra o que considera “a ineficácia e errada gestão autárquica em Leiria.”

   A CDU assume-se como “uma voz que defende o poder local e as populações, sendo Leiria um concelho demasiado significativo para manter o espartilho imposto pela ausência de decisões necessárias e eficazes, pela qualidade de vida das populações e prosperidade dos agentes económicos.”

   O voto na CDU será “um voto na defesa do associativismo desportivo, com justo financiamento e condições para necessário impulso ao desporto para o qual as populações mostram tanto querer em Leiria.”

   Votar na CDU é “votar pela melhoria do sistema de transportes coletivos urbanos, pela concretização de um Centro de Ciência Viva e pelo apoio estruturado e impulsionador da atividade cultural, contribuindo para a sua maior fruição e incremento da qualidade que exige mais e mais em Leiria.”

   O voto na CDU é “um voto na requalificação urgente do mercado municipal; no apoio aos pequenos produtores locais para venderem num mercado digno e com condições mínimas – sendo que o actual mercado municipal apresenta degradação e graves problemas estruturais.”

   Segundo Anabela Baptista, “falta uma estratégia para o crescimento e dinamização dos atuantes na área da cultura e educação em Leiria - aproveitando uma necessária articulação de esforços com o IPL (o qual deve ser tornado Universidade) e dignificando estruturas existentes como o Centro de Interpretação do Lapedo.”

   A candidata apela ao voto na CDU, enquanto voto que garante a luta por uma gestão municipal em Leiria que impulsione o crescimento sustentado do concelho, com mais e melhor serviço às populações, em prol de melhores condições e maior qualidade de vida, garantindo que “reforçar votação na CDU, elegendo um vereador e aumentando a representação da CDU na Assembleia Municipal propiciará conquistas e imporá a necessária democratização e diálogo na gestão municipal.”

   Em ano de eleições autárquicas, a CDU não esquece a necessidade de reorganização administrativa do território das freguesias, com a revogação ou alteração do modelo imposto de agrupamento de freguesias que merece um necessário balanço negativo.

   A CDU assegura que “está a nível nacional e no concelho de Leiria mais forte, a crescer e confiante, perante um muito significativo incremento da votação na CDU nos últimos actos eleitorais, tendo melhores condições para lutar por um excelente resultado que permita reforçar na assembleia municipal e colocar na Câmara Municipal, o trabalho, a honestidade e a competência de autarcas da CDU ao serviço das populações do concelho.”
19-03-2017
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Imagine a sua vida sem Google
Marta Jacinto
Mais “Europa"
Gonçalo Silva
Dia Mundial da Saúde reforça importância de prevenir a depressão
Dr. Joaquim Cerejeira
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o