Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 204 Director: Mário Lopes Sábado, 7 de Outubro de 2017
ExpoSalão
Moldplás leva à Batalha soluções tecnológicas e inovações para o setor dos moldes e plásticos
  
    Moldplás traz duas centenas de expositores à ExpoSalão 
A 10ª edição da Moldplás decorre de 8 a 11 de novembro, na Exposalão (Batalha), contando com duas centenas de expositores que vão dar a conhecer as soluções tecnológicas e as inovações para o setor dos moldes e plásticos e esperando um número recorde de 25 mil visitantes.

   Portugal ocupa a terceira posição entre os maiores produtores de moldes da Europa e é o oitavo a nível mundial, depois de, em 2016, ter atingido um crescimento histórico: o valor das exportações, pela primeira vez na história desta indústria, ultrapassou a barreira dos 600 milhões de euros, cifrando-se em 626 milhões de euros. Um crescimento de 92% desde 2010. O setor é composto por cerca de 450 empresas, maioritariamente localizadas em duas regiões (Marinha Grande e Oliveira de Azeméis) e que integram aproximadamente 9.000 trabalhadores.

   A indústria automóvel é o principal mercado para a maioria destas empresas, sendo responsável por mais de 70% da produção. Espanha foi, em 2016, o principal país-destino das exportações de moldes portugueses, seguindo-se a Alemanha e a França.

   O ano de 2016 foi também histórico para a indústria portuguesa de plásticos. As exportações ascenderam a 2.656 milhões de euros, representando, na última década, um crescimento de 84,9% (em 2006, cifraram-se em 1.436 milhões de euros). Os principais mercados internacionais são a Espanha, a França e a Alemanha.

   Estas duas indústrias que se caracterizam pela dinâmica na vanguarda da tecnologia e da qualidade, e que têm, nas últimas décadas, disponibilizado soluções inovadoras e integradas para o mercado global e levado a excelência industrial portuguesa aos quatro cantos do mundo, são o foco da Moldplás - Salão de Máquinas, Equipamentos, Matérias Primas e Tecnologia para Moldes e Plásticos, que decorre de 8 a 11 de novembro, no Centro de Exposições da Batalha (Exposalão).

   Nesta, que é a décima edição do certame, vão estar presentes cerca de 200 expositores desde fabricantes, importadores, distribuidores de máquinas, equipamentos, ferramentas, acessórios, tecnologia e informática para as indústrias dos moldes e plásticos e fabricantes e exportadores de moldes para plásticos, que vão dar a conhecer as soluções tecnológicas e as inovações para estes dois setores.

   São esperados 25 mil visitantes, entre empresários e quadros das indústrias de moldes e plásticos.

   A proximidade geográfica do certame em relação às empresas - a grande maioria das unidades localiza-se na região centro de Portugal - permite que um maior número de profissionais do setor possam conhecer as novas tecnologias e ferramentas disponibilizadas pelos seus fornecedores. Apesar de muitas destas novidades tecnológicas terem apresentações mundiais em feiras internacionais, nem todas as empresas conseguem disponibilizar os seus recursos para as conhecer, aproveitando a oportunidade de o fazer na Moldplás.

   A feira, organizada pela Exposalão, conta com o apoio da Associação Nacional da Indústria de Moldes (CEFAMOL), da Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP) e da Associação Nacional das Empresas Metalúrgicas e Electromecânicas (ANEMM), bem como dos centros tecnológicos e científicos CENTIMFE e CENFIM. Marcará presença ainda a Pool-net, associação responsável pela dinamização do cluster de competitividade 'Engineering & Tooling'.

   Ocupando uma área de cerca de 16 mil metros quadrados, a feira apresenta uma grande diversidade de equipamentos que se podem dividir em duas categorias:

- máquinas, equipamentos, acessórios e tecnologia para a indústria dos moldes: máquinas-ferramenta, CNC, máquinas fresadoras, ferramentas de corte, componentes, canais quentes, acessórios normalizados e especiais, torneamento, retificação, material de polimento, soluções técnicas para extração e refrigeração, software de gestão e produção de moldes plásticos, impressora 3D, metrologia, hidráulica e pneumática, equipamentos e tecnologia laser, corte, gravação e soldadura, lubrificantes e outros.

- máquinas e equipamentos para a indústria de plásticos: máquinas de injeção e periféricos, robótica, sistemas de transporte de matéria-prima, sistemas de refrigeração, bombas de vácuo, doseadores e misturadores, controladores de temperatura dos moldes, controladores de temperatura dos canais quentes, granuladores, sistemas de esvaziamento, misturadores, sistemas de monitorização e controlo de produção, matérias primas plásticas, Chillers e outros.

   Segundo o administrador da Exposalão, José Frazão, “esta feira assume-se como ponto de referência para os negócios" do setor dos moldes e plásticos.

   Exemplo disso mesmo, a última edição da Moldplás, em 2015, que foi um verdadeiro sucesso. A totalidade do espaço de exposição foi ocupado por 190 expositores, o que representou um aumento de 60% de expositores face à anterior edição e se refletiu num maior número de empresas, produtos expostos e marcas. 92% dos expositores presentes afirmaram, na ocasião, que a 'Moldplás' foi uma feira importante para os seus negócios.

   Duas décadas de História

   A Moldplás nasceu em 1994, com a perceção, pela Exposalão, da importância do setor dos moldes e plásticos. Neste contexto, em 1996, foi criada uma feira dedicada única e exclusivamente ao sector dos moldes e plásticos, com o objetivo inicial de reunir os fabricantes de moldes e atrair visitantes internacionais.

   No entanto, o elevado grau de internacionalização que o setor já apresentava, com a maioria das empresas a participar nas mais prestigiadas feiras internacionais, levou a que a estratégia fosse alterada e a Moldplás direcionou-se para as empresas que forneciam e equipavam a indústria nacional. Tinha, como hoje, duas vertentes: por um lado as máquinas, equipamentos para a fabricação de moldes, e, por outro, as máquinas e equipamentos para a injeção de plástico.

   Foi, desde sempre, um reflexo do setor, sendo que a sua dimensão correspondia ao crescimento ou recessão da indústria em Portugal. Começou por realizar-se de três em três anos, tendo sempre presente a calendarização das grandes feiras internacionais, sobretudo na Alemanha, tais como a EMO, a Fakuma, Euromold e K.

   Em 2014, como resultado da crescente notoriedade dos fabricantes de moldes junto das grandes marcas das indústrias automóvel e aeronáutica, o que incrementou em muito as encomendas e por conseguinte a necessidade de aumentar a capacidade de produção, a Moldplás ganhou uma nova dimensão. Nesse ano, perspetivando o crescimento do setor, a feira foi calendarizada para 2015, passando a realizar-se de dois em dois anos, de forma a alternar com a Exposição Internacional de Máquinas-Ferramenta e Acessórios (EMAF), organizada pela Exponor. Essa edição, atingiu números recordes, quer ao nível dos expositores, quer ao nível dos visitantes.

   Fonte: Exposalão
07-10-2017
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
O Deselegante Declínio da Autoridade Administrativa
Sérgio Martinho
O declíno acentuado das funções executivas podem ser indicadores de doença
Drª Luísa Lagarto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o