Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem foi o principal vencedor das eleições para o Parlamento Europeu?
PS
Bloco de Esquerda
PAN
Outro
Edição Nº 171 Director: Mário Lopes Domingo, 25 de Janeiro de 2015
Opinião
Viver com Pacemaker
  
             Dr. Carlos Morais
O pacemaker é um aparelho eletrónico, extremamente sofisticado, que vai monitorizar o ritmo do coração. Quando existe uma perturbação da atividade elétrica do coração, este dispositivo médico vai emitir um estímulo elétrico que desencadeia a contração do músculo cardíaco, permitindo desta forma um número de batimentos cardíacos adequados a uma normal atividade da pessoa.

   Hoje em dia, os pacemakers são aparelhos seguros, de tamanho reduzido, com baterias de longa duração (7 a 10 anos), que vão gravando dados sobre a evolução da doença, bem como das perturbações do ritmo cardíaco, registando o tipo, a data, a duração das arritmias.

   A implantação de um pacemaker exige uma pequena cirurgia que é normalmente realizada com anestesia local. Através de uma pequena incisão na pele, abaixo da clavícula, o médico introduz cuidadosamente o elétrocateter no coração, através de uma veia. O procedimento é controlado através de raios X.

   O portador de pacemaker deve ter sempre o cuidado de não faltar às consultas programadas que têm por objetivo avaliar o local da implantação, detetar eventuais problemas com o funcionamento do equipamento e, dependendo das queixas apresentadas, otimizar a programação de forma a melhorar a qualidade de vida do doente.

   Existe ainda um vasto conjunto de mitos sobre a utilização e funcionamento dos pacemakers, relacionados especialmente com:

- Detetores de metais: Os doentes com pacemaker podem utilizar qualquer meio de transporte incluindo o avião. Devem viajar sempre levando o cartão internacional de portador de pacemaker e mostrá-lo, para que os alarmes não sejam ativados.

-Exercício Físico: Se não houver outros problemas que o contra-indiquem, o desporto é totalmente seguro e aconselhado, à exceção de desportos de contacto como karaté.

- Eletrodomésticos: Todos estes aparelhos geram campos eletromagnéticos tão pequenos, que não têm qualquer interferência no funcionamento do pacemaker.

- Telemóveis: O seu uso é seguro desde que mantido a dez centímetros de distância da zona do equipamento.

   Para mais informações visite: www.batebatecoracao.pt
 
   Dr. Carlos Morais
Cardiologista e Presidente da Associação Bate Bate Coração.
25-01-2015
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Comentário de Joaquim Vitorino
26-01-2015 às 16:06
Esta é uma prestimosa consulta que o Dr. Carlos Morais dá aos leitores através do "Tinta Fresca". Há um ano sentia-me cansado, tendo as pulsações chegado às 36 batidas; marquei uma consulta de cardiologia no Hospital dos Lusíadas que de imediato me aconselharam à implantação urgente de um pacemaker; três dias depois fui colocar um ao Hospital São Francisco Xavier. Nunca mais as batidas baixaram as 60 para o qual fui programado; melhorando substancialmente a minha atividade física e intelectual. Foi uma cirurgia com uns 40 minutos durante a qual, eu e o Dr. José Miguel fomos trocando umas "anedotas". A ele e a toda sua Equipa, o meu muito obrigado. J. Vitorino
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Portugal 2020: uma oportunidade
Jorge Faria de Sousa
A Pirâmide de Maslow e Políticas Autárquicas
Carlos Cunha
Viver com Pacemaker
Dr. Carlos Morais
A dívida pública é um veneno letal
Joaquim Vitorino
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o