Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 214 Director: Mário Lopes Terça, 23 de Outubro de 2018
Deputados do PSD questionam Governo sobre situação do IPS
Politécnico de Santarém precisa com urgência de 2,2 milhões de euros até ao final do ano
  
    Reunião dos deputados do PSD com a nova Direção
                              do Politécnico de Santarém
O Instituto Politécnico de Santarém precisa urgentemente de 2,2 milhões de euros para fazer face às sua responsabilidades imediatas, denuncia o deputado do PSD Duarte Marques, que acusa o Governo de “fraude política com o suposto sucesso do défice pois é conseguido à custa das instituições que ficam com a corda na garganta pondo em causa a qualidade da sua atividade. O Governo sabia em 2017 que este Orçamento na chegaria, por isso na altura votámos contra”

   Os deputados do PSD eleitos por Santarém, Duarte Marques e Nuno Serra, reuniram esta segunda-feira, dia 22 de outubro, com a nova Direção do Instituto Politécnico de Santarém para apresentar cumprimentos, conhecer a situação atual do IPS e avaliar o impacto do OE2019.

   De acordo com o Relatório do Grupo de Monitorização e Controlo Orçamento do Ensino Superior, conhecido na semana passada, o Politécnico de Santarém encontra-se numa das situações de maior dificuldade para cumprir as suas obrigações até ao final do ano por via do subfinanciamento crónico existente. Esta informação foi confirmada nesta manhã aos deputados sendo as necessidades imediatas aproximadamente 2,2 milhões de euros.

   Relativamente ao OE2019, a situação de partida do Politécnico de Santarém parece ainda mais preocupante pois ao défice estrutural de 2.2 milhões de euros, somam os custos das reposições remuneratórias, a integração dos docentes, a redução do valor das propinas e o Prevpap, que perfazem um buraco de 3,3 milhões de euros para 2019.

   Segundo Duarte Marques, o OE2019 “apenas aumenta em 260 mil euros para o próximo ano apesar dos encargos decididos pelo Governo aumentam em cerca de 1,1 milhões de euros. Isto vai agravar um situação já de si muito preocupante”.

   Duarte Marques revelou ainda que confirmou a sua preocupação com a primeira leitura feita do OE2019: “Não há um euro para a construção de novas residências de estudantes apesar de ser um necessidade extrema em várias cidades do país e uma promessa do primeiro-ministro que anunciou um pacote de mais de 125 milhões de euros para construir residências. A residência de Rio Maior volta a ficar esquecida”

   Os Deputados do PSD, à semelhança do que aconteceu em 2018, “estão disponíveis para apoiar e introduzir alterações ao OE2019 que ajudem a resolver o problema da residência de estudantes da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.”

   Perguntas enviadas ao MCES:

   Tem o Governo conhecimento das dificuldades financeiras do IP Santarém, em particular provocadas pelo défice crónico de cerca de 1,8 milhões de euros que se vem repetido, ano após ano, resultado de uma estimativa histórica feita de forma errada, injusta e nunca corrigida apesar de todos os esforços feitos por esta instituição junto do Ministério da Ciência e Ensino Superior?

   Quando pretende o Governo corrigir o subfinanciamento relativo a 2018 do IPS transferindo para esta instituição os 2,2 milhões de euros necessários para cumprir as suas responsabilidades com pessoal e fornecedores?

   Está o governo disponível para apoiar financeiramente o Instituto Politécnico de Santarém na construção da residência de estudantes da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, escola que tem hoje cerca de 1000 estudantes que enfrentam graves dificuldades de alojamento?
23-10-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Pela Conclusão da IC3/A13
Tiago Carrão
Posição do CDS sobre os documentos previsionais do Municipio de Alcobaça para 2019
Carlos Bonifácio
A vacinação reduz o número de casos e de mortes por pneumonia
Dr. Vasco Barreto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o