Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 213 Director: Mário Lopes Domingo, 9 de Setembro de 2018
Com a atuação do grupo Função Públika
Festa da Fruta anima a Cela até domingo
  
       Fruta exposta possui elevado calibre e qualidade
A Festa da Fruta termina este domingo, 9 de Setembro, na Cela, com a esperada atuação do grupo Função Públika, uma garantia de casa cheia. Destinada a promover a boa fruta da região, o evento realiza-se em espaços como a Rua General Humberto Delgado, o Largo António Eusébio e as garagens da Associação de Socorros Voluntários da Cela. A Festa da Fruta 2018 conta com venda e exposição de fruta, maquinaria agrícola, artesanato, tasquinhas e muita animação. A Festa da Fruta é uma organização da Junta de Freguesia da Cela, com o apoio do Município de Alcobaça.

   Um dos principais objectivos da Festa da Fruta é que que as associações da freguesia garantam as receitas que lhes permitam sobreviver durante o ano inteiro. “Se as associações tiverem sucesso, nós sentimo-nos orgulhosos”, admite Paulo Eusébio, novo presidente da Junta de Freguesia da Cela e antigo dirigente associativo,

  
              Jantar - convívio esgotou a lotação do recinto
Uma Festa da Fruta que corre poucos dias depois do final de outra festa da fruta, a Frutos 2018, no concelho vizinho das Caldas da Rainha, mas Paulo Eusébio acredita que cada uma tem o seu espaço próprio. “Fomos a primeira freguesia do concelho a organizar uma festa da fruta há mais de 30 anos”, recordando a saudável “guerra” entre diversos produtores e armazenistas, cada um querendo expor mais que o concorrente, enchendo assim completamente a Rua Direita de fruta.

   Filho de produtor e armazenista, Paulo Eusébio é também um armazenista da freguesia. Hoje, o sector da fruta profissionalizou-se, muitos pequenos produtores e armazenistas acabaram, dando lugar a empresas de maiores dimensões, que exportam para a Europa e Brasil. Atualmente, os produtores ocupam explorações de maçã de Alcobaça ou pera rocha que chegam aos 50/60 hectares. Conhecida pela fruta de elevada qualidade, toda a produção é vendida, o que “é bom para a freguesia e uma imagem de marca do concelho.

  
     NGK animou a primeira noite da Festa da Fruta 2018
O autarca admite que “o ideal era uma adiafa, mas não é possível porque a época das colheitas é cada vez mais incerta, nomeadamente, devido às alterações climáticas. Por exemplo, este ano as colheitas começam um mês mais tarde devido à falta de sol nos primeiros seis meses deste ano. A fruta em exposição é doada pelos agricultores da freguesia pelo que deixa um agradecimento especial a todos eles.

   Relativamente à afluência de público, Paulo Eusébio admite que não é possível medir o número de visitantes porque a organização não cobra entradas, mas espera uma boa casa e com muito público jovem. O atual executivo da Junta de Freguesia da Cela aposta no dinamismo dos jovens da freguesia. “São eles que animam e organizam a Festa da Fruta. É uma festa de despedida dos jovens, que vão este mês para a universidade ou para as escolas secundárias”, realça.

   Mário Lopes

09-09-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
De que matéria se faz esta cidade?
Jorge Mangorrinha
A Guida fugiu com um rapazola ou o pé da Luizinha Carneiro
Fleming de Oliveira
Peso das mochilas não provoca escoliose
Dr. Nuno Neves
Explosão tecnológica abre a porta à inteligência artificial
Joaquim Vitorino
Não se esforce em demasia: dores nos pés podem ser sinal de fasceíte plantar
Drª Fátima Carvalho
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o