Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 215 Director: Mário Lopes Sexta, 23 de Novembro de 2018
Socialistas debateram temática da Saúde no Oeste
Federação Regional do Oeste defende criação de novo Hospital do Oeste
  
         Debate juntou Miguel Carpinteiro, Carlos Bernardes
                                e Nelson Baltazar
A Federação Regional do Oeste (FRO) do Partido Socialista (PS) organizou um debate importante para a Região Oeste, com dois convidados especialistas no tema da Saúde, para partilhar conhecimentos e experiência sobre esta matéria de interesse nacional e regional. O encontro realizou-se em Torres Vedras, com a presença de Miguel Carpinteiro e Nelson Baltazar. Os socialistas e demais convidados disseram presente, dando o seu contributo e reafirmando a necessidade que é sentida há vários anos: um novo Hospital na Região Oeste.

   O presidente da FRO, Carlos Bernardes, assumiu que o estado atual da saúde na Região Oeste, pese embora algumas melhorias de gestão por se tratar do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) com a passagem a Entidade Pública Empresarial (E.P.E.) e de ter um novo Conselho de Administração, o estado atual da saúde, enquanto Serviço Nacional de Saúde, do Oeste é, quer em termos de infraestruturas, quer a nível de equipamentos: “algo em devemos estar todos empenhados. O anterior ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, trabalhou muito com a Região Oeste assumindo compromissos que tornaram possível serviços mínimos e fez com que fosse possível avançar com uma Candidatura ao CENTRO2020, a qual está em fase de análise mas com boas indicações de aprovação para breve relativamente à melhoria das urgências do Hospital de Torres Vedras. Temos também mais médicos de família a serem colocados na Região Oeste, mas é fundamental termos no Oeste um novo Hospital”.

   Miguel Carpinteiro, administrador hospitalar, referiu que “o CHO com as unidades atualmente existentes tem uma capacidade de resposta deficitária, o que demonstra a necessidade de uma nova unidade, estando assim num enclave. Os edifícios atuais apresentam inúmeras limitações funcionais e de infraestrutura, mas para os novos edifícios não é só uma questão financeira, mas sim uma questão de atratividade para os médicos”. Perspetivas futuras: “é fundamental ganhar escala, com tecnologia e melhor qualidade e, como tal terá de existir uma unidade hospitalar pensada de raiz, mais funcional e eficiente”.

   Nelson Baltazar, gestor público e ex-secretário de Estado dos Recursos Humanos da Saúde, apresentou inúmeros exemplos dos processos de construção de um novo hospital a nível nacional e as premissas para a sua execução, “sabendo que é um processo longo, mas que terá, e muito bem, de ser colocado agora em cima da mesa, para que se olhe e pense o futuro com clareza. O importante é termos bem presente que hospital queremos para a Região Oeste e reunir todos os esforços e consensos para a sua implementação. Assim haja, posteriormente, agenda e apoio do Governo Central”.

   A conclusão, partilhada pela mesa do debate e pelos convidados é que o futuro é agora e como tal, o Futuro Hospital do Oeste deverá ficar mapeado no novo ciclo de fundos comunitários Portugal 2030.

   Fonte: FRO|PS
23-11-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Pela Conclusão da IC3/A13
Tiago Carrão
Posição do CDS sobre os documentos previsionais do Municipio de Alcobaça para 2019
Carlos Bonifácio
A vacinação reduz o número de casos e de mortes por pneumonia
Dr. Vasco Barreto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o