Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Como classifica o nível da pandemia em Portugal?
Normal que haja surtos pontuais
Anormal e a culpa é do Governo
Anormal e a culpa é do comportamento das pessoas
Não sei
Edição Nº 228 Director: Mário Lopes Segunda, 13 de Janeiro de 2020
Santarém
"Simplex": ópera cómica multimédia confronta interior e tecnologia no Teatro Sá da Bandeira
  
                                     "Simplex" (Foto: Luísa Freixo)
O Teatro Sá da Bandeira recebeu, no dia 11 de janeiro, o Quarteto Contratempus com o espetáculo “Simplex”, uma ópera cómica multimédia que relaciona um projeto de cenografia digital interativa com os intérpretes.

    “Simplex”, descrito como uma “ópera cómica multimédia interativa”, colocou em cena no Teatro Sá da Bandeira, os desafios trazidos pela tecnologia numa aldeia do “interior do interior” do país. Uma encenação de António Durães, com libreto de Carlos Tê e José Topa e coproduzida pelo Quarteto Contratempus/Teatro Municipal do Porto, que leva o espectador até à recôndita Vila Velha do Pinheiro, cuja Junta decide implantar métodos revolucionários e múltiplos avanços tecnológicos.

   Um dos temas centrais, desta ópera, é a forma como a tecnologia retira as pessoas “da sua zona de conforto”, sobretudo “os mais velhos”, mas também a falibilidade da própria tecnologia e propostas inusitadas, como “caixões que tocam Bach nos primeiros sete dias”, uma paródia “de quem se faça sepultar, na vida real, com telemóveis carregados”.

    Em Vila Velha do Pinheiro, cruza-se o autarca local, o norte-americano B Jobs, saído de Silicon Valley e da cultura de empreendedorismo e 'startups', e a francesa Geneviève, uma jornalista que traz “a paixão”, mas também uma capacidade de “colocar a desgraça no centro da vida das pessoas, o espetáculo mais degradante da condição humana”.

    “Simplex” foi interpretado pela soprano Teresa Nunes e pelo tenor Miguel Leitão, além dos músicos: o clarinetista Crispim Luz, a violoncelista Susana Lima e o pianista Sérgio de A.

     Fonte: VS|DCPCT|CMS
13-01-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Casino Online continua a evoluir com a chegada de um novo operador a Portugal
Só a CDU votou contra os Orçamentos 2020 da Câmara e dos Serviços Municipalizados de Alcobaça
Por Luís Crisóstomo e Clementina Henriques
Centro de Negócios de Alcobaça, Feira de São Bernardo e delimitação das novas ARU
Carlos Bonifácio
Mulheres portuguesas, por quem os sinos dobram
Joaquim Vitorino
Miguel Paulo: “É preciso voltar a página no PS em Rio Maior"
Miguel Paulo
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o