Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 214 Director: Mário Lopes Terça, 23 de Outubro de 2018
Certame voltou a ser amplamente visitado e mediatizado
Festa das Adiafas trouxe 10 dias de animação
e potenciou desenvolvimento no Cadaval
  
    Prova de vinhos na inauguração
            da Festa das Adiafas 2018
Decorreu recentemente, no Cadaval, o principal certame do Concelho – a Festa das Adiafas. Vários milhares de visitantes e mais de 60 entidades participaram, durante 10 dias, neste “brinde” ao final das colheitas e aos produtos regionais. A presença da RTP, ao longo de um dia inteiro, reforçou o impacto de um certame que engloba, há 17 edições, o Festival Nacional de Vinho Leve.

   O certame realizou-se mais precisamente entre 5 e 14 de outubro, reunindo, como habitualmente, gastronomia, exposições, espetáculos e animação diversa.

   Carlos Miguel destacou desempenho da agricultura da região

   Na abertura do certame, Carlos Miguel, secretário de Estado da Administração Local, destacou o facto de o Oeste ser «uma região em que a agricultura esteve muito bem nos tempos de crise», nomeadamente o vinho, a pera rocha e os hortícolas.

   Aludindo ao 17.º Festival Nacional do Vinho Leve, o governante destacou a importância do vinho leve. «Os vinhos espumosos democratizaram-se, existem por todo o lado, mas vinho leve só se encontra aqui», frisou.

   «O Cadaval tem esta particularidade e esta ciência de juntar ao vinho leve as uvas moscatel, o que arredonda muito o vinho, tornando-o mais doce e muito mais atrativo», referiu.

   «Os viticultores estão de parabéns. Hoje temos vinhos de excelente qualidade, a um excelente preço, mas os leves são únicos, e se nós trabalharmos bem, iremos vender mais e melhor», disse.

   José Bernardo Nunes fez balanço da época agrícola

  
             Vinho leve do Cadaval
Na inauguração da feira e relativamente à viticultura, José Bernardo, presidente da Câmara Municipal do Cadaval, vaticinava um ano de razoável qualidade, embora de quantidade ligeiramente inferior. Referindo existirem castas mais resistentes ao calor, no Cadaval a maior quebra aconteceu, adianta o presidente, na casta Moscatel. As quebras produtivas, motivadas pelo excesso de calor sentido no início de agosto, ter-se-ão situado nos 50 por cento, na maioria dos casos.

   Já quanto à produção frutícola, e em particular da pera rocha, José Bernardo adianta que, no Concelho do Cadaval, se verificaram duas zonas de produção completamente distintas. «Do Cadaval para sul, para o lado do Vilar, houve uma quebra significativa de produção de pera. Contrariamente, para norte, houve um aumento significativo da produção», explica.

   Vermelha distinguida no concurso de vinhos leves

O Cadaval mantém-se como o principal produtor de vinho leve de toda a região onde ele se produz, ultrapassando os 70 por cento de produção, segundo dados da CVRL - Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa. Daí que o Concurso de Vinhos Leves de Lisboa seja uma realidade deste Concelho, numa organização conjunta do Município do Cadaval e CVRL.

Tendo atingido este ano a sua 8ª edição, o referido concurso, que tem por base a colheita de 2017, premiou os seguintes produtores e vinhos: Ouro – Caves Rendeiro, Sociedade Comercial de Vinhos Lda., “LEV.ME”, Branco Leve; Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa, “Arieno”, Branco Leve; Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa, “Arieno”, Rosado Leve; Prata – Sociedade Agrícola Félix Rocha Lda., “Félix Rocha”, Colheita Selecionada, Branco Leve; Casa Santos Lima – Companhia das Vinhas S.A., “Vale Perdido”, Branco Leve; AdegaMãe – Sociedade Agrícola Lda., “Pinta Negra”, Branco Leve; Adega Cooperativa da Vermelha, “Mundus Evolução”, Branco Leve; Adega Cooperativa da Azueira, “Além do Rio”, Rosado Leve.


   Marina Ferreira é a nova Miss Adiafas

   Logo na noite de abertura, Marina Ferreira foi eleita Miss Adiafas 2018, num espetáculo apresentado por Carla Matadinho (ex-modelo e empresária). A candidata eleita, oriunda de Alcoentre, foi distinguida com um prémio monetário de 250€, oferta da Câmara Municipal do Cadaval, e um outro no valor de 100€, oferta “Duarte & Bernardino - Comércio de automóveis Lda”. Recebeu também uma estadia (duas noites) em Vilamoura, oferta “Equit’Ana - Importação e exportação de produtos de equitação Lda”.

   A “rainha da noite” ganha ainda a oportunidade de representar o Município em eventos futuros, em particular, a eleição da Rainha das Vindimas de Portugal, a realizar em 2019.

   O título de 1ª Dama de Honor coube a Adriana Cruz (Barrocalvo), valendo-lhe o prémio monetário de 150€, oferta da Câmara Municipal do Cadaval, e de um fim de semana para duas pessoas, no empreendimento “Artvilla - Casas de Campo”. A mesma candidata acumulou ainda o título de Miss Fotogenia, que lhe valeu, também, dois vales de serviços fotográficos, respetivamente oferecidos por Fotógrafo Ricardo Soares e Fotógrafo Celestino Santos.

   Sagrou-se 2ª Dama de Honor Cristiana Tremoceiro (Caldas da Rainha), arrecadando o prémio monetário de 100€, oferta da Câmara Municipal do Cadaval, e um vale de massagens, oferta Clínica Forma Física.

   Ana Raquel (Póvoa) foi eleita Miss Simpatia, tendo sido brindada com um relógio “Swatch”, oferta Ourivesaria Kayné.

   Foram ainda entregues, a todas as participantes, um saco de lembranças ofertadas por: Câmara Municipal do Cadaval, Farmácia Central do Cadaval, "Espaço Aromático - Perfumaria" e "Moinho da Música Management".

   As candidatas foram gentilmente vestidas por "Mundicores/Marymada" (loja de roupa), maquilhadas por "Verónica" (esteticista) e penteadas por "Madlook" (cabeleireira).

N   o júri, marcaram presença Carlos Rosa (Revista Festa), José Carlos (Maestro), Catarina Florêncio (91 FM Rádio), Jay C (Finalista do "The Voice Portugal") e Adriana Duarte (2ª Dama de Honor no antecessor concurso "Rainha das Vindimas 2017").

   "Toy" liderou um cartaz de animação variada

   O espaço gastronómico reuniu 12 associações e coletividades repartidos por espaços de restauração e tasquinhas. Já o pavilhão de exposições congregou (a par do recinto externo) cerca de meia centena de participantes, de dentro e fora da região.

   Do cartaz de animação, há a destacar a presença dos reconhecidos artistas Toy, Adelaide Ferreira, Wanda Stuart e Mico da Câmara Pereira, entre muitos outros, da vertente popular ao rock.

   A Festa das Adiafas voltou a incluir uma multiplicidade de atividades de cariz lúdico, das quais se podem destacar: 3.º Passeio de Bicla – Desafio Montejunto (70 participantes); Passeio Equestre (80 participantes); 2ª Caminhada das Adiafas (50 participantes); 6ª Rota das Adiafas – Passeio TT (Org: GATTAL), que juntou 180 pessoas e 80 viaturas.

   Pela primeira vez, o certame englobou a realização de um concurso “Quem Sabe Mais na Festa das Adiafas”, com apresentação e produção de Amilcar Malhó (jornalista gastronómico), saindo vencedor o par constituído por Rafaela Pereira e Pedro Tomaz.

   As atividades equestres são já indissociáveis do certame, sendo que neste âmbito se realizou a Gala Alma Ibérica (ARTM e Quinta dos Barreiros) assim como demonstrações de equitação por Gomez Clube Hípico e Centro Equestre Carlos Santos, ambos sediados no concelho.

   Também integrada na Festa das Adiafas, realizou-se a habitual Prova de Santo Huberto, no campo de treino da Serra de Montejunto, numa organização da Associação de Caçadores do Concelho do Cadaval. No final da “barrage” sagrou-se vencedor César Sousa, com o Epagneul Breton “Baro de Mamuda”.

   A feira incluiu ainda um conjunto de colóquios ao fim da tarde, acerca do setor produtivo e promovidos pelas entidades seguintes: CVR Lisboa, Neovale, Agriloja, VitalCampo, APAS Floresta, sempre em colaboração com o Município do Cadaval.

   A Festa das Adiafas 2018 foi uma organização do Município do Cadaval com o patrocínio institucional do Turismo Centro de Portugal e Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa.

   A RTP marcou presença no dia 10 de outubro no Cadaval, em pleno centro da vila, para retratar, uma vez mais, a realidade económica e também turística e cultural do Concelho. O programa da RTP1 que assumiu o nome de “Festa das Adiafas” teve apresentação a cargo de José Duarte Vasconcelos e Tânia Ribas de Oliveira, e pode ser revisto a partir do site do canal (RTP Play).

   Fonte: SCRP|CMC
23-10-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Pela Conclusão da IC3/A13
Tiago Carrão
Posição do CDS sobre os documentos previsionais do Municipio de Alcobaça para 2019
Carlos Bonifácio
A vacinação reduz o número de casos e de mortes por pneumonia
Dr. Vasco Barreto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o