Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 215 Director: Mário Lopes Domingo, 25 de Novembro de 2018
Célia Sousa nomeada pela Associação cabo-verdiana “Colmeia”
Docente do IPL é Embaixadora da Boa Vontade por trabalho em prol da inclusão em Cabo Verde
  
                      Célia Sousa
Célia Sousa, docente da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS) do Politécnico de Leiria e coordenadora do Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID), acaba de ser distinguida como “Embaixadora da Boa Vontade da Associação Colmeia”, pelo trabalho desenvolvido em Cabo Verde em prol da Inclusão e da Acessibilidade.

   A docente tem vindo a colaborar com a Associação Colmeia desde 2014, tendo essa relação contribuído para que o governo cabo-verdiano considerasse a Inclusão área de desenvolvimento prioritária, estando neste momento Célia Sousa a desenvolver um projeto para a inclusão e acessibilidade, financiado pelas Nações Unidas, como consultora do governo de Cabo Verde.
Doutorada em Ciências da Educação, Especialidade Comunicação, pela Universidad de Extremadura (Espanha), Célia Sousa coordena desde 2006 o Centro de Recursos para a Inclusão Digital do Politécnico de Leiria. É docente na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Politécnico de Leiria e investigadora do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais, polo do Politécnico de Leiria (CICS.NOVA.IPLeiria). É também membro da Direção da Sociedade Portuguesa de Engenharia de Reabilitação e Acessibilidade (SUPERA).

   Na última década tem desenvolvido projetos nas áreas das Tecnologias de Apoio e da Comunicação Aumentativa. É autora e coautora em diferentes publicações nacionais e internacionais nas áreas das Tecnologias de Apoio, Comunicação Aumentativa e Educação Especial. Recebeu em 2007 o Troféu Afonso Lopes Vieira, na categoria de Comunicação, pelo semanário Região de Leiria, e em 2015 o Prémio Iniciativa de Alto Potencial em Inovação e Empreendedorismo Social, com o Projeto de Leitura Inclusiva Partilhada (PLIP); e também em 2015, o projeto por si idealizado, “Mil Brinquedos Mil Sorrisos”, foi distinguido pelo Mapa de Inovação e Empreendedorismo Social (MIES). Venceu em 2017 o Prémio "EKUIzador do Ano" pela Associação LEQUE, e em 2018 o Prémio “Acesso Cultura” com o projeto do livro multiformato “A rainha das Rosas”, de que é coautora.

   Fonte: Midlandcom
25-11-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Pela Conclusão da IC3/A13
Tiago Carrão
Posição do CDS sobre os documentos previsionais do Municipio de Alcobaça para 2019
Carlos Bonifácio
A vacinação reduz o número de casos e de mortes por pneumonia
Dr. Vasco Barreto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o