Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem é o melhor candidato presidencial?
Ana Gomes
André Ventura
João Ferreira
Marcelo Rebelo de Sousa
Marisa Matias
Tiago Mayan Gonçalves
Edição Nº 236 Director: Mário Lopes Segunda, 28 de Setembro de 2020
Em colaboração com o Serviço Nacional de Saúde
Câmara da Batalha comparticipa vacina da gripe para os cidadãos a partir dos 60 anos
  
    Vacina nas farmácias da Batalha vai ser comparticipada
                                a partir do dia 19 de outubro
A Autarquia da Batalha vai comparticipar a toma da vacina da gripe, nas farmácias, para os munícipes a partir dos 60 anos, em colaboração com o Serviço Nacional de Saúde.

    A Câmara Municipal irá comparticipar, a partir do dia 19 de outubro, o custo da administração da vacina nas farmácias a todos as pessoas com mais de 60 anos, com o objetivo de estimular a opção da vacinação e descongestionar os centros de saúde do concelho da Batalha.

   Esta medida conta com a colaboração das farmácias sediadas no Município da Batalha e enquadra-se no Regulamento Municipal de Comparticipação de Medicamentos, bem assim na “opção de reforço de medidas de promoção da saúde e de prevenção da doença que o município tem em curso desde o início da pandemia”, esclarece o autarca local, Paulo Batista.

   O município salienta, no entanto, que esta decisão enquadra-se nas novas competências na área da saúde e será previamente submetida à apreciação dos membros do Conselho Municipal de Saúde, com reunião agendada para o próximo 8 de outubro, e cujo parecer é necessário para firmar o protocolo que envolverá as farmácias locais, a USF Condestável e o Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral (ACeS Pinhal Litoral).

   "Estamos a atenuar a pressão dos centros de saúde para as farmácias, que neste momento já é elevada, e simultaneamente, criamos as condições para que mais pessoas tenham acesso à vacina da gripe, como recomenda da DGS", recorda o edil da Batalha.

   Recorde-se que segundo a Direção-Geral de Saúde, através da publicação da Norma nº 016/2020 de 25/09/2020, para 2020, em contexto de pandemia COVID-19, justificam-se medidas excecionais e específicas no âmbito da vacinação gratuita contra a gripe, nomeadamente o início mais precoce em relação aos anos anteriores, a vacinação faseada e a inclusão na gratuitidade dos profissionais que trabalham em contextos com maior risco de ocorrência de surtos e/ou de maior suscetibilidade e vulnerabilidade.

  A vacina contra a gripe é gratuita, no Serviço Nacional de Saúde, para os grupos descritos em detalhe na referida norma, com particular incidência nos cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos.

   No plano de vacinação, a 1ª fase da vacinação gratuita, que tem início a 28 de setembro, destina-se à vacinação em determinados contextos, incluindo residentes, utentes e profissionais de estabelecimentos de respostas sociais, doentes e profissionais da rede de cuidados continuados integrados, profissionais do SNS e às grávidas.

  A 2ª fase, que tem início previsto a 19 de outubro, integrará os outros grupos alvo abrangidos pela vacinação gratuita, incluindo os cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos.

   Todavia, pese embora a vacinação ser gratuita para os cidadãos com 65 ou mais anos de idade, em algumas situações, o custo de ministrá-la numa farmácia é neste momento de 2,5 euros.

   De igual modo, embora sem comparticipação, a DGS recomenda também a vacinação das pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos. Neste caso, as pessoas que não estejam abrangidas pela vacinação gratuita podem adquirir a vacina nas farmácias. Se entregarem uma prescrição médica, beneficiam de uma comparticipação de 37%.
Nesse quadro, a Câmara Municipal irá comparticipar o custo da administração da vacina nas farmácias a todos as pessoas com mais de 60 anos, com o objetivo de estimular a opção da vacinação e descongestionar os centros de saúde do concelho da Batalha.

  Esta medida com uma previsão orçamental de cerca de 25 mil euros, conta com a colaboração das farmácias sediadas no Município da Batalha e enquadra-se no Regulamento Municipal de Comparticipação de Medicamentos, bem assim na “opção de reforço de medidas de promoção da saúde e de prevenção da doença que o município tem em curso desde o início da pandemia”, esclarece o autarca local.

   Para qualquer esclarecimento, poderá ser contactado o Gabinete de Desenvolvimento Social do Município da Batalha, através do telefone 244 769 110 ou através do e-mail redesocial@cm-batalha.pt.
 
    Fonte: MB
28-09-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Dia Mundial do Coração
Dr. Luís Negrão
Como se preparar para as pandemias pós-pandemia: riscos para a saúde da visão
Dr. Raúl de Sousa
Hepatites crónicas e a importância do diagnóstico precoce
DR. Arsénio Santos
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o