Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Qual será o melhor presidente do PSD?
Rui Rio
Santana Lopes
Outro
Edição Nº 128 Director: Mário Lopes Terça, 14 de Junho de 2011
Sob o tema “Por um território vivo, onde apetece viver!”
Convenção “Sou de Peniche” marcada
para 21 e 22 de Junho
   Realiza-se nos dias 21 e 22 de Junho, no Edifício Cultural da Câmara Municipal de Peniche, mais uma edição da Convenção “Sou de Peniche” subordinada ao tema “Por um território vivo, onde apetece viver!”. Passados 5 anos sobre a realização da primeira convenção, a autarquia considera que continua a justificar-se este momento de encontro, debate e apresentação de ideias que reúne anualmente todos os que se identificam com Peniche e querem contribuir de forma empenhada e activa para o seu desenvolvimento. 

   A Convenção “Sou de Peniche” mantém a aposta na participação de todos os que se encontram intimamente ligados a esta terra, a consideram um marco incontornável da sua identidade e querem ser parte activa no seu progresso e prosperidade.

   Nesta edição, optou-se por repartir o evento por dois dias: No dia 21, a partir das 21 horas serão apresentados e debatidos dois projectos emblemáticos para o desenvolvimento local: O Fosso da Muralha e a Pousada da Fortaleza. No dia 22 os trabalhos terão início a partir das 9 horas com um painel dedicado às questões do território, da cultura e da entidade local. Às 11 horas será a vez de abordar o tema da cidadania participativa com um conjunto de 4 apresentações. A partir das 14h30 os trabalhos serão prosseguidos em torno das políticas e projectos relacionados com a saúde e com a qualidade de vida da população local.

   Tal como no ano passado, a convenção é organizada pela Associação para o Desenvolvimento de Peniche (ADEPE) no âmbito da Parceria para a Regeneração Urbana, constituída no início de 2009 com a participação de diversas entidades locais e co-financiada pelo Programa Operacional do Centro (Mais Centro).

   Programa

Dia 21 de Junho de 2011 – 21 horas

PAINEL I

(Des) Envolvimento Local

Faz sentido pensar o desenvolvimento como um processo de envolvimento onde as dimensões política e empresarial, marcadas pela inovação e, muitas vezes, pelo risco, são a pedra de toque do sucesso. É preciso trazer para o debate diferentes pontos de vista sobre os caminhos para o desenvolvimento, polemizar opções e estratégias ….

APRESENTAÇÕES:

a. Ideias para o Desenvolvimento local: a Fortaleza e o Fosso das Muralhas – Presidente da Câmara Municipal de Peniche
b. Uma pousada na Fortaleza … - David Sinclair*, arquitecto autor do estudo preliminar
c. Limpeza do Fosso da Muralha – Ideias para o desenvolvimento de projectos para a zona – Introdução: José Pires

MODERADOR CONVIDADO: João Bonifácio Serra


Dia 22 de Junho – 9 horas

PAINEL II

Um território com significado!

A cultura e, dentro dela, as manifestações culturais tradicionais são factores de valorização do território e, quando potenciadas para isso, podem ser factores de coesão do território. Há espaço para um turismo cultural em Peniche? A população frui devidamente a cultura que marca o território?

APRESENTAÇÕES
a. O eixo 4 do PROMAR como estratégia identitária de desenvolvimento – Mónica Chalabardo
b. Rendas de Bilros: Estratégias para a afirmação de uma forma genuína de artesanato – Jorge Amador – Vice-presidente da Câmara Municipal de Peniche
c. A aldeia do surf: um projecto empresarial na Capital da onda! – Rip Curl Portugal

MODERADOR CONVIDADO: Teresa Mouga


Dia 22 de Junho – 11 horas

PAINEL III

Em defesa de uma cidadania participativa: que compromissos?

Que mecanismos poderemos implementar localmente para potenciar a participação dos cidadãos na vida do seu município? Que papel tem o terceiro sector na economia local e bem-estar das populações? Que limites e potencialidades tem o associativismo local? Como é que poderemos garantir uma participação activa dos mais idosos na comunidade?

APRESENTAÇÕES:
a. Plano Local de Acessibilidades – Paula Teles
b. Inventário Participativo do Património – Raquel Janeirinho – Museu de Peniche
c. Carta Local do Associativismo: que metas e desafios? – Alda Marques
d. Apresentação do Livro de Receitas “Sabores da Terra e do Mar – Curso EFA de Cozinha

MODERADOR CONVIDADO: António Oliveira das Neves*
Dia 22 de Junho – 14,30 horas

PAINEL IV


Pela nossa Saúde!

A saúde é o principal indicador do desenvolvimento. Como estamos de saúde em termos locais? As infra-estruturas que temos servem uma vida saudável? E perante o acidente e a doença? Temos uma política local para a saúde, que seja do conhecimento de todos? Que debates é preciso fazer?

APRESENTAÇÕES

a. Qualidade de vida para os Idosos: o Projecto Traquinas – Rogério Cação
b. Álcool, Droga e Sida: um triângulo de emergência social – Equipa de Rua Porto + Seguro e Projecto Sidade Aberta
c. Hospital de Peniche: o quê, como e quando – Membro do Conselho de Administração do CHON

MODERADOR CONVIDADO: Carlos Arroz


* A confirmar.
14-06-2011
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Comentário de Maria das Dores Cunha
14-06-2011 às 12:34
Sugiro que sejam abordadas as riquezas do Concelho de Peniche, nomeadamente as suas praias, não me canso de falar em todos os foruns do acesso a uma das praias de Sâo Bernardino, de uma beleza extraordinária, e que não tem acessos em condições, e que permitiria dar uma praia de grande dimesão e abrigada do vento a todos os que procuram o concelho. As praias de São Bernardino merecem mais estruturas e mais atenção.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
O Deselegante Declínio da Autoridade Administrativa
Sérgio Martinho
O declíno acentuado das funções executivas podem ser indicadores de doença
Drª Luísa Lagarto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o