Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a legalização da eutanásia?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 228 Director: Mário Lopes Quinta, 9 de Janeiro de 2020
Em “As Flores de Sofia”
Dança e teatro junta jovens do Lar Santa Isabel e seniores do Orfeão de Leiria
   
                             Cartaz
O espetáculo performativo “As Flores de Sofia” conclui os 14 meses do projeto de inclusão social “Face to Face”, dinamizado pelo Orfeão de Leiria | Conservatório de Artes, que juntou as jovens do Lar de Santa Isabel, de Leiria, e alunas do Conservatório Sénior do Orfeão de Leiria (CSOL) em torno da dança e do teatro, numa troca de experiências inédita. O espetáculo final do projeto “Face to Face” está marcado para as 17h30 do próximo sábado, dia 11 de janeiro, e terá lugar no Auditório do Orfeão de Leiria.

  Acácio de Sousa, presidente do Orfeão, destaca que «este espetáculo é a face visível do “Face to Face”, um projeto de caráter social extremamente gratificante, integrado no programa “Incluir com Arte”, do Orfeão de Leiria, que tem como missão promover a inclusão social através das artes».

   O presidente da instituição considera que «esta foi uma iniciativa particularmente estimulante, pela valorização das aprendizagens e conhecimento mútuo que proporcionou entre participantes e o corpo docente envolvido, bem como pelo desenvolvimento de relações sociais entre dois grupos de diferentes faixas etárias, que ao longo destes meses provaram a riqueza e relevância das relações intergeracionais e interculturais.

    Na sinopse do espetáculo “As Flores de Sofia”, é clara a alusão à humanidade e à beleza da sua diversidade espelhada nas flores que embelezam o jardim, que é o cenário desta obra. Tal como as pessoas, algumas dessas flores são sentimentais, outras são selvagens, umas são sonhadoras e outras maçadoras. Uma em especial, o gladíolo, tem o desejo de fazer uma festa no jardim, mas terá de pedir permissão ao Rapaz de Bronze. Nesta peça, celebra-se a magia, e exulta a criança que há em cada um.

    O projeto intergeracional “Face to Face” teve início em outubro de 2018, e ao longo de 14 meses contou com oficinas de teatro e dança, além da realização de um programa de formação, assente em ações de valorização, desenvolvimento pessoal e mentoria, individual e em grupo, entre as alunas do CSOL e jovens do Lar de Santa Isabel, de Leiria.

    O projeto foi financiado pela Fundação Montepio, no âmbito do Programa FACES, e teve como parceiros a Câmara Municipal de Leiria, o Centro Social Paroquial Paulo VI – Lar Santa Isabel e o IPDJ de Leiria.

    Fonte: Midlandcom
09-01-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Casino Online continua a evoluir com a chegada de um novo operador a Portugal
Miguel Paulo: “É preciso voltar a página no PS em Rio Maior"
Miguel Paulo
Mulheres portuguesas, por quem os sinos dobram
Joaquim Vitorino
Centro de Negócios de Alcobaça, Feira de São Bernardo e delimitação das novas ARU
Carlos Bonifácio
Só a CDU votou contra os Orçamentos 2020 da Câmara e dos Serviços Municipalizados de Alcobaça
Por Luís Crisóstomo e Clementina Henriques
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o