Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Os espectadores de futebol devem poder regressar aos estádios?
Sim, com restrições
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 237 Director: Mário Lopes Sábado, 17 de Outubro de 2020
Câmara Municipal vestiu figuras de Bordallo Pinheiro e os monumentos da cidade de rosa para apoiar o ciclista
João Almeida mantém-se na liderança do Giro
de Itália e já é herói nas Caldas da Rainha
  
Zé Povinho de cachecol rosa saúda feito
do jovem ciclista caldense João Almeida
As figuras de Bordallo Pinheiro e os monumentos da cidade foram vestidos de rosa para apoiar o ciclista português que se mantém na liderança do Giro de Itália pelo décimo dia consecutivo. Hashtag #vaijoao já circula nas redes sociais.

    João Almeida é natural de Caldas da Rainha e a cidade está rendida ao seu desempenho no Giro de Itália. A população e a autarquia juntaram-se numa onda de apoio e vestiram-se de rosa para ver o jovem português chegar ao pódio. É a primeira vez que o ciclista de 22 anos participa numa prova desta dimensão e já é um candidato ao título. Este domingo, na 15ª etapa, irá usar a camisola rosa pelo décimo segundo dia consecutivo.

  A Câmara Municipal das Caldas da Rainha aderiu ao movimento lançado pela junta de freguesia de A-dos-Francos, terra natal de João Almeida, para colocar um adereço rosa nas varandas e assim incentivar o corredor caldense. Os monumentos da cidade estão agora com outra vida. A estátua da Rainha D. Leonor tem um manto real, as figuras de Raphael Bordallo Pinheiro cachecóis rosa e o edifício da autarquia está iluminado da mesma cor.

  Caldas da Rainha é, aliás, uma cidade adepta do ciclismo que tem promovido e dinamizado a modalidade ao longo dos anos, com uma forte aposta na formação. Acolhe o Museu do Ciclismo desde 1999.

  Nas redes sociais, as mensagens de incentivo não param de aumentar e a hashtag #vaijoao já se tornou num movimento de apoio ao português.

   Na etapa desta quinta-feira, João Almeida, que representa a equipa Deceuninck-QuickStep, chegou em 9º lugar, junto ao também português Rúben Guerreiro (8º), que já venceu uma das etapas deste Giro.

  Há 31 anos, o ciclista Acácio Silva vestiu a camisola com a cor do líder da classificação da prova. Três décadas depois, a bandeira nacional volta a liderar a Volta a Itália.

   Este sábado, João Almeida (Deceunick Quick-Step) terminou a 14.ª etapa da Volta a Itália no sexto lugar, a um minuto e 31 segundos do italiano Filippo Ganna, que venceu o contrarrelógio.

   Na classificação geral, João Almeida mantém a camisola rosa e ganhou tempo ao holandês Wilco Kelderman, segundo classificado, que está agora mais longe, a 56 segundos.

   Faltam 7 etapas para o pelotão chegar a Milão. O Giro termina no dia 25, com a 21ª etapa, depois de cerca de 3500 km. Ainda sem saber quem será o vencedor da edição de 2020, nas Caldas da Rainha, a festa pelo desempenho do português já está garantida.
 
   Fonte: ADBDC
17-10-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Estrada Nacional Nº 1
Nuno Catita
Alcobaça e o Futuro
Rui Alexandre
Dever de informar
Carlos Bonifácio
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o