Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda que a "Geringonça" morreu?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 223 Director: Mário Lopes Quinta, 20 de Junho de 2019
Laboratório colaborativo pretende impulsionar a modernização da agricultura
IPL é um dos fundadores do Smart Farm CoLAB que traz a inovação digital à agricultura
   
        Sede do Politécnico de Leiria
Unidades de Investigação do Politécnico de Leiria associaram-se à criação do Smart Farm CoLAB – Laboratório Colaborativo para a Inovação Digital na Agricultura, que visa criar soluções inovadoras e automatizadas para a gestão eficiente de recursos, e para maximizar o valor acrescentado dos produtos nacionais de horticultura, fruticultura e viticultura. Prevê-se que o trabalho do laboratório colaborativo, que conta com cerca de uma dezena e meia de parceiros, entre Instituições de Ensino Superior e Empresas, tenha um forte impacto na modernização da agricultura e na economia da produção sustentável.

   É objetivo do laboratório colaborativo desenvolver uma agricultura inteligente e sustentável, conjugando uma componente de ciência aplicada e uma forte presença de empresas dos sectores envolvidos, para responder aos avanços na produção e gestão agrárias, mas também às necessidades de formação e empregabilidade no setor. Envolve uma forte componente tecnológica nas áreas de intervenção: Gestão, Biologia Vegetal, Agronomia, Uso sustentável de Recursos, Eletrónica e Sensores, Robótica e Automação, Inteligência Artificial, Informática, Turismo, Marketing, Ciências Sociais e Educação.

    O projeto foi aprovado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), tendo financiamento ao longo dos próximos cinco anos, num total de cerca de 2.390.000 euros, e envolve a contratação de 17 profissionais de formação técnica elevada (Doutores e Mestres).

   O Smart Farm CoLAB é liderado pelo Município Torres Vedras e conta com um conjunto de parceiros do sistema científico-tecnológico nacional: o Politécnico de Leiria, a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; além de várias empresas dos referidos setores sediadas na zona Oeste.

    Fonte: Midlandcom
20-06-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o