Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Estado deve deixar de financiar escolas privadas e cooperativas?
Sim
Não
Só escolas privadas
Não sei / talvez
Edição Nº 197 Director: Mário Lopes Sexta, 17 de Março de 2017
Obra deverá durar um ano
Câmara de Leiria investe 2,2 milhões de euros na criação do jardim da Almoinha Grande
  
                  Zona do lago do Jardim da Almoinha Grande
A Câmara de Leiria aprovou esta quinta-feira, 16 de março, o projeto para a criação do Jardim da Almoinha Grande, uma aspiração que tem já 25 anos e que irá custar cerca de 2,2 milhões de euros.

   O jardim prevê a plantação de mais de meio milhar de novas árvores, de quase 1900 novos arbustos, um lago e a continuidade de percursos pedestres ao longo do rio Lis, estando garantidas as acessibilidades a pessoas com mobilidade reduzida ou condicionada.

   Uma das mais-valias do projeto – o Plano de Pormenor da Almoinha Grande, datado de 1992, já previa para aquele local a execução do jardim - é possibilitar ainda a organização de atividades urbanas, como o Mercado do Levante, e iniciativas de lazer e desporto informal, eventos, pequenas feiras e concertos.
O equipamento vai estabelecer a ligação do sistema ecológico e urbano da Nova Leiria e dos Marrazes ao corredor do rio Lis, destacando-se ainda a criação de um anfiteatro ao ar livre, um miradouro do jardim e do castelo, um longo passeio público e uma grande clareira que constituirá uma zona de prado na qual se prevê uma intensa utilização familiar e intergeracional.

   O prazo de execução da empreitada é de um ano. O projeto está associado a financiamento comunitário e integrado no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, prevendo-se uma despesa de €€1.306.603,48 + IVA em 2017 e de €933.288,14 + IVA em 2018, num total de €2.239.891,62 + IVA.

   Recorde-se que até ao final do século XX, a zona em causa havia sido parte remanescente do sistema de aproveitamento agrícola do vale do Lis. Hoje, toda a envolvente encontra-se urbanizada.

   A primeira proposta concreta data de 1995, na sequência de um estudo realizado pelo historiador Jorge Estrela e pelo arquiteto Rui Ribeiro, este último o autor do atual projeto de jardim. Em 2004 foi apresentado um novo projeto, adaptado às infraestruturas criadas no âmbito do campeonato europeu de futebol, onde se incluía a Ponte Euro 2004 e o Centro Nacional de Lançamentos.

   O atual executivo municipal decidiu em 2015 desenvolver este projeto, adaptado à realidade atual, de forma a aproveitar os financiamentos disponíveis para este investimento público, garantindo que este fosse exequível e indo ao encontro das expetativas criadas junto da população há mais de duas décadas.

   Fonte: GRPG|CML
17-03-2017
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Dia Mundial da Saúde reforça importância de prevenir a depressão
Dr. Joaquim Cerejeira
Mais “Europa"
Gonçalo Silva
Imagine a sua vida sem Google
Marta Jacinto
Este é o momento
Luís Querido
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o