Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O PS merece ter maioria absoluta nas eleições legislativas?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 123 Director: Mário Lopes Sexta, 14 de Janeiro de 2011
orquestras Paganini e Luís de Freitas Branco actuam em Leiria
Escola de Música do Orfeão reúne orquestras e coro para estreia de “Gloria” de Vivaldi
   A Escola de Música (EMOL) do Orfeão de Leiria Conservatório de Artes vai reunir em concerto as orquestras Paganini e Luís de Freitas Branco e o Coro de Câmara do Orfeão de Leiria para uma actuação conjunta inédita da obra “Gloria” de Vivaldi. O Concerto Gloria de Vivaldi, que se realiza no dia 14 de Janeiro, sexta-feira, às 21h, na Igreja de São Francisco, incluirá ainda as actuações a solo de cada um dos grupos. “Gloria” em Ré Maior, uma obra composta por Vivaldi no início do século XVIII, inclui solistas, coro e orquestra, sendo assim possível juntar alunos e professores da EMOL na sua execução. 

   «É mais uma oportunidade de celebrar o 20º aniversário da oficialização da escola de música, e de uma forma tão especial, apresentando as orquestras e Coro de Câmara e interpretando uma obra tão emblemática da história da música», refere Neuza Bettencourt, directora pedagógica da EMOL.

   Recentemente baptizada com o nome do conhecido compositor italiano, a Orquestra Paganini é formada por alunos dos primeiros anos que estão ainda a iniciar as suas primeiras experiências de música em conjunto. São 16 alunos, com uma média de idades entre os 10 e os 12 anos. A Orquestra Luís de Freitas Branco, que recebeu também recentemente o nome deste compositor português, é uma orquestra de cordas formada por 18 alunos, estes mais avançados no estudo do instrumento e já com alguma experiência de orquestra, sendo que alguns deles participam também nos Estágios da Orquestra Sinfónica de Leiria e no Estágio Internacional de Orquestra.

   No Concerto Gloria de Vivaldi as orquestras Paganini e Luís de Freitas Branco, e ainda a orquestra e coros da EMOL, serão dirigidas por Rodrigo Queirós, professor de violino e música de câmara no Orfeão de Leiria Conservatório de Artes de Leiria, e discípulo do Maestro Jean Sebastien Béreau, no curso de especialização em direcção de orquestra do Conservatoire National de Lille, França. A direcção do Coro de Câmara ficará a cargo de Pedro Miguel, maestro titular deste grupo coral.

   Fonte: Midlandcom
14-01-2011
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Notas da campanha
Mário Lopes
OPINIÃO
Um Candidato a Presidente da República e Dois Candidatos à Segunda Volta
Jorge Esteves de Carvalho
Cavaco Silva: uma candidatura por Portugal
Paulo Batista Santos
Com Fernando Nobre a Presidente, Portugal será Diferente
Henrique Pinto
A candidatura de Francisco Lopes
Ricardo Miguel
Apoiar Manuel Alegre: Uma questão de dignidade e coerência
José Peixoto
A Carne do Bacalhau é Amarelada
Valdemar Rodrigues
Inauguração da Casa da Cultura de Mira de Aire: uma prioridade ou um elefante branco?
Por Aires de Miro
O Turismo no actual contexto económico
David Catarino
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o