Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Governo deve tomar medidas mais enérgicas para conter a pandemia?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 168 Director: Mário Lopes Segunda, 13 de Outubro de 2014
Opinião
Estenose lombar afeta 10% da população
   A coluna está sujeita a um processo natural de envelhecimento responsável pelo desgaste dos discos, artrose e hipertrofia das articulações intervertebrais e espessamento dos ligamentos. Este processo degenerativo gradual, que pode ser mais rápido ou mais lento, provoca uma diminuição do diâmetro do canal vertebral, originando a estenose lombar. Estima-se que cerca de 10 por cento da população sofra deste problema, que é muito mais frequente depois dos 60 anos de idade.

   Existem dois tipos de estenose lombar: a primária, causada por alterações congénitas ou desenvolvidas na primeira infância; e a secundária, resultante de alterações degenerativas ou como consequência de uma infeção, de um traumatismo ou de uma cirurgia. Embora seja mais frequente na região lombar, a estenose pode envolver também a região cervical ou, mais raramente, dorsal.

   Quando os sintomas da estenose lombar se começam a manifestar, o processo de progressão da doença não é igual para todas as pessoas, podendo este ocorrer de um modo mais rápido ou mais lento. A compressão das raízes nervosas pode provocar dor, diminuição da força nos membros superiores e inferiores, diminuição da sensibilidade e mesmo alterações no controlo dos esfíncteres da bexiga e do ânus. Quando surge uma estenose na região lombar, o doente tipicamente desenvolve uma dificuldade progressiva na marcha, com dores difusas e falta de força nos membros inferiores, que regridem quando o doente está em repouso e quando se senta. Com a progressão da estenose a marcha fica cada vez mais limitada.

   O diagnóstico da doença é feito a partir dos sintomas e da avaliação clínica do doente. Os exames de imagem confirmam o diagnóstico, mais frequentemente a ressonância magnética ou a tomografia axial computadorizada (TAC). A estenose lombar pode manter-se assintomática durante muito tempo e manifestar-se apenas numa fase em que o estreitamento do canal vertebral já é significativo.

   Quando os sintomas são ligeiros, o recurso a medicamentos, alterações do estilo de vida e um programa de fisioterapia podem ser suficientes para o alívio das queixas. No entanto, quando os sintomas se agravam, pode ser necessário recorrer à cirurgia para descompressão das estruturas nervosas, o que geralmente se traduz numa melhoria significativa da qualidade de vida do doente. Em algumas situações, para além da descompressão é necessária uma estabilização da coluna vertebral.

   A campanha Olhe pelas Suas Costas é uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral, em parceria com a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação, Sociedade Portuguesa de Neurocirurgia e Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia. Para mais informações consulte: https://pt-pt.facebook.com/paginaolhepelassuascostas

   Dr. Paulo Pereira
Neurocirurgião e Coordenador da campanha Olhe pelas Suas Costas.
13-10-2014
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Sócrates, a Troika e os informáticos: não há governos maus!
Mário Lopes
OPINIÃO
Mulheres em idade avançada são mais afetadas pelo AVC
Dr.ª Maria Teresa Cardoso
As Caldas numa Rede de Cidades Termais?
Jorge Mangorrinha
Estenose lombar afeta 10% da população
Dr. Paulo Pereira
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o