Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a proposta do PS de quotas para negros e ciganos nas universidades?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 219 Director: Mário Lopes Segunda, 11 de Fevereiro de 2019
Pedro Siza Vieira classifica programa da ACEPI como visionário para empresas do setor comércio e serviços
Ministro da Economia: comerciodigital.pt é
um grande salto para micro empresas e PME
    
                                           Pedro Siza Vieira
O ComércioDigital.pt, iniciativa conjunta da ACEPI e da CCP (Confederação do Comércio e dos Serviços de Portugal), apoiada pelo governo português e cofinanciada pelo COMPETE 2020 com um montante de 1.2 milhões de euros), já arrancou e quer promover a digitalização de mais de 50 mil empresas da área do comércio e dos serviços até ao final de 2020.

    Na sessão oficial de lançamento, que teve lugar em Leiria, no Teatro Miguel Franco, e perante um auditório completamente cheio, Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia, considerou que este projeto da ACEPI é visionário e que se trata de uma das maiores oportunidades de sempre para as empresas do setor do comércio e dos serviços obterem as condições necessárias para beneficiarem do potencial da economia digital.

    A ACEPI - Associação da Economia Digital vai percorrer o país com um Roadshow que inclui 150 sessões de informação para sensibilizar os empresários para as potencialidades da Economia Digital e para dar a conhecer as ferramentas digitais que permitem integrar este contexto com sucesso e potenciar o crescimento.

    A ACEPI anuncia que já está lançado o Roadshow do Programa ComércioDigital.pt – Qualificar o Comércio e os Serviços para a Economia Digital, um dos mais emblemáticos projetos nacionais criado até à data na área da transformação digital e da modernização das empresas portuguesas.

    O ComércioDigital.pt, uma iniciativa conjunta da ACEPI - Associação da Economia Digital e da CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal que conta com o apoio do Ministério da Economia, visa promover a primeira presença online de 50 mil empresas portuguesas do setor do comércio e dos serviços, dando-lhes a conhecer as ferramentas essenciais do marketing digital que lhes permitirão modernizar e internacionalizar os seus negócios, aproveitando novas oportunidades no contexto do comércio online e da economia digital a nível mundial.

   Pedro Siza Vieira considerou que este projeto se trata de uma das maiores oportunidades de sempre para as empresas do setor do comércio e dos serviços obterem as condições necessárias para beneficiarem do potencial da economia digital, sobretudo tendo em consideração que dentro de pouco tempo quase 70% dos portugueses irão fazer compras online e que apenas 40% das empresas portuguesas têm atualmente presença na internet.

   O ministro Adjunto e da Economia, que sublinhou a relevância deste programa se focar no setor do comércio e serviços dado que este representa mais de 60% da riqueza produzida, considerou que o ComércioDigital.pt é "um grande salto", ao dotar as pequenas e médias empresas, que estão inseridas nos tecidos urbanos existentes, com as ferramentas necessárias para que se digitalizem, ganhando desta forma mais e novos clientes, não apenas localmente, mas também entre os inúmeros visitantes das suas localidades.

   
                                   Alexandre Nilo Fonseca
Por seu turno, Alexandre Nilo Fonseca, presidente da ACEPI, salientou na mesma ocasião que "é importante termos a ideia de que a utilização da internet para as empresas vai muito além do simples "ser visível": é um fator potenciador de crescimento e de exportação. Esta iniciativa visa promover a digitalização de mais de 50 mil microempresas e PME do setor do comércio e dos serviços à escala nacional, dotando-as das ferramentas necessárias para que se possam modernizar e aproveitar as oportunidades oferecidas pelo contexto do comércio online. Se tivermos em conta que, atualmente há mais de 1.400 milhões de compradores online no mundo, dos quais 500 milhões compram no estrangeiro, facilmente compreendemos a magnitude das possibilidades que o mundo digital nos disponibiliza."

    Outro aspeto relevante deste programa, explica o presidente da ACEPI, "é a criação de uma rede capilar de técnicos à escala nacional que possa apoiar as empresas de perto e localmente na sua transformação digital, e para a qual contamos com o apoio de cerca de uma centena de associações comerciais e profissionais. A primeira ação desta rede decorreu com grande sucesso de 22 a 24 de janeiro, em Fátima, tendo reunido mais de oitenta participantes - os técnicos capacitados para ajudarem localmente as empresas na implementação da digitalização."

    A partir do site oficial do Programa passa também a estar disponível o acesso a uma Academia, com cursos simples e práticos, de curta duração, sobre os vários temas, relacionados com os passos e os aspetos que devem ser assegurados quando uma empresa passa a ter uma presença online.

    Refira-se que o ComércioDigital.pt irá disponibilizar uma plataforma online com conteúdos formativos de capacitação para a economia digital e efetuar um importante conjunto de estudos sobre os negócios na internet, os mercados online e os novos consumidores. O Programa irá permitir que as empresas aderentes captem novos clientes, tanto no mundo físico como no digital, que passem a ter acesso a novos mercados nacionais e internacionais e que otimizem os seus processos de organização.

    As microempresas e PME que aderirem ao Programa do ComércioDigital.pt irão beneficiar de um voucher com um serviço gratuito “3em1” pelo período de um ano, que engloba a oferta de um domínio registado .pt, uma ferramenta de construção e alojamento de site e caixas de correio eletrónico. Adicionalmente, os patrocinadores desta iniciativa proporcionarão acesso a outros serviços complementares de apoio à digitalização dos negócios das empresas aderentes, tais como, por exemplo e entre outros: desenvolvimento das lojas online e presença em marketplaces; implementação de um selo de confiança; publicidade e marketing digital; acesso à internet e serviços de telecomunicações; serviços de hosting e cloud; banca digital e pagamentos eletrónicos; logística e distribuição; e software de gestão.

    O ComércioDigital.pt, que é cofinanciado pelo COMPETE 2020, Portugal 2020 e União Europeia/FEDER, tem como entidades parceiras o DNS.pt e a Câmara Municipal de Viana do Castelo. A iniciativa conta já com os patrocínios da Chronopost, da Mastercard, da SIBS, do Millenium BCP, da NOS, da SAGE e da DHL.

   Sobre a ACEPI

 Fundada em 2000, a ACEPI é uma organização não-lucrativa que tem como objetivo de promover o meio digital junto das Empresas, dos Consumidores e do Estado. Com mais de 300 associados, a ACEPI é constituída pelas empresas que lideram a revolução da Economia Digital em Portugal, nomeadamente lojas online, sites financeiros, portais, sites de media, empresas de telecomunicações, serviços de comércio eletrónico e de marketing digital. Mais informações em www.acepi.pt

    Fonte: Valkiria’s
11-02-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Quebrar a confiança
Luís Guerra Rosa
Morte de peixes no Rio Alcoa e encerramento de balcão bancário em São Martinho do Porto
Carlos Bonifácio
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o